Hamas comemora ataque na Cisjordânia que matou israelense

Gaza, 9 jan (EFE).- O movimento islamita Hamas comemorou o ataque a tiros ocorrido nesta terça-feira no norte do território da Cisjordânia e que causou a morte de um israelense, cuja autoria não foi reivindicada por nenhum grupo extremista.

"(O ataque) é o resultado das violações da ocupação sionista e uma resposta aos seus crimes contra o nosso povo na Cisjordânia", disse o porta-voz islamita Fawzi Barhum em um comunicado.

Por sua vez, Abu Obeida, porta-voz das Brigadas de Izz Al-din al Qassam, braço armado do Hamas, escreveu no Twitter que o ataque "é uma resposta prática com fogo para lembrar aos líderes que o inimigo do qual têm medo está chegando".

Um civil israelense foi baleado em seu veículo perto da Colônia de Havat Guilad, no leste da cidade de Nablus, por um suspeito que agora é procurado pelas autoridades israelenses. A vítima, identificada como Raziel Shevach, um homem de 35 anos e pai de cinco filhos, foi levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos