Pence afirma que declaração sobre Jerusalém "cria oportunidades para a paz"

Jerusalém, 22 jan (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou nesta segunda-feira que o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel "cria uma oportunidade para avançar nas negociações" de paz com os palestinos.

"Criaremos uma oportunidade de avançar nas negociações de boa fé entre Israel e a Autoridade Nacional Palestina", disse Pence em seu encontro com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, segundo informou um comunicado oficial israelense.

Na reunião, Pence falou da sua intenção de conversar "sobre as possibilidades de paz", apesar de os palestinos terem boicotado esta visita e insistirem que Washington já não pode ser mediador.

De fato, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, cancelou os encontros com o governo de Donald Trump e está hoje em Bruxelas para tentar impulsionar a liderança europeia no processo.

O vice-presidente americano expressou a Netanyahu, a quem chamou de "amigo", sua disposição de conseguir "uma solução pacífica ao conflito que perdura por décadas na região" e de debater sobre "interesses comuns como a segurança e prosperidade de Israel e EUA", países que buscam fortalecer ainda mais sua relação.

O dirigente israelense recebeu Pence com honras nesta manhã e lhe agradeceu pela "declaração histórica" que Trump fez no último dia 6 de dezembro sobre a capitalidade de Jerusalém.

Pence deve falar esta tarde perante o parlamento israelense e durante a noite será recebido de novo pelo primeiro-ministro israelense em sua residência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos