PUBLICIDADE
Topo

Autor de atropelamento de 9 crianças se entrega à Polícia indiana

28/02/2018 07h34

Nova Délhi, 28 fev (EFE).- A procura pelo motorista que no sábado passado atropelou e matou nove crianças, além de ter ferido outras dez, concluiu com a rendição do fugitivo à Polícia da Índia no estado de Bihar, onde teve grande repercussão sua suposta militância no partido governante Bharatiya Janata Party (BJP).

O fugitivo, Manoj Baitha, se entregou ontem à noite no distrito de Muzaffarpur, onde aconteceu o atropelamento, e foi hospitalizado depois de ficar ferido no acidente, afirmou hoje à Agência Efe o subinspetor geral da Polícia local, Anil Kumar Singh.

"Ele está sob custódia policial e será levado a um tribunal assim que se recuperar", afirmou Singh.

Baitha circulava no sábado em grande velocidade por uma estrada em frente a uma escola quando atropelou as crianças, que tentavam atravessar para o outro lado da via, e embora tenha colidido em seguida contra uma árvore, conseguiu fugir a pé do local do acidente.

No veículo acidentado foi encontrada uma placa do partido nacionalista hindu BJP, legenda do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.

O vice-presidente do BJP em Bihar, Vinay Singh, esclareceu nesta quarta-feira à Efe que Baitha tinha militado durante a legislatura anterior no BJP, onde trabalhou como "líder da comunidade dalit" (intocáveis) no distrito, mas que atualmente não fazia parte do partido.

Singh acrescentou, além disso, que o fugitivo tinha escapado para o Nepal, país que fica a cem quilômetros ao norte do local onde aconteceu o acidente, mas "sua família e todo mundo o pressionaram para que se rendesse porque não havia escapatória".