PUBLICIDADE
Topo

Crianças sofrem intoxicação com gás de resíduos orgânicos na Rússia

22/03/2018 12h20

Moscou, 22 mar (EFE).- Mais de 75 crianças foram atendidas na quarta-feira por intoxicação em Volokolamsk, na Rússia, após o vazamento de gás de resíduos orgânicos de um aterro sanitário situado perto dessa cidade nos arredores de Moscou.

Seis crianças permanecem hospitalizadas, a maioria delas com erupções cutâneas, informou aos veículos de imprensa locais a defensora dos menores da região de Moscou, Ksenia Mishonova.

"O presidente (Vladimir Putin) foi informado. Estão sendo discutidas várias opções para resolver o problema", disse nesta quinta-feira aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Uma multidão repreendeu e empurrou ontem o prefeito de Volokolamsk, Yevgueni Gavrilov, em frente ao hospital para onde foram levados os menores, que apresentavam náuseas e enjoos.

Os moradores da cidade, que fica a cerca de 100 quilômetros de Moscou, já vinham se queixando há meses desses sintomas e do mau cheiro que atribuem ao aterro sanitário "Yadrovo".

Apesar das denúncias, as autoridades de saúde da Rússia garantiram que não detectaram agentes contaminantes no aterro sanitário.

As autoridades russas investigam a atividade de três grandes aterros sanitários nos subúrbios de Moscou, um deles fechado em junho passado por ordem do presidente Vladimir Putin, e também das estações de tratamento de esgoto situadas ao leste da capital russa.

O mau cheiro e a contaminação do ar com ácido sulfídrico são frequentes nos bairros do leste e sudeste de Moscou, que são cercados por grandes áreas industriais, entre elas uma enorme fábrica de derivados do petróleo.