PUBLICIDADE
Topo

Suposto bombardeio de aviões russos deixa 34 mortos no norte da Síria

22/03/2018 17h00

(Atualiza número de mortos).

Beirute, 22 mar (EFE).- Pelo menos 34 pessoas, entre elas 17 menores de idade, morreram nesta quinta-feira em decorrência de um suposto bombardeio de aviões russos contra a cidade de Harem, no norte da Síria e perto da fronteira com a Turquia, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte não descartou que o número de mortos por este ataque em Harem, situado na província noroeste de Idlib, possa aumentar porque há feridos em estado grave e desaparecidos entre os escombros.

As operações de resgate de vítimas ainda continuam na região.

Com os mortos de hoje sobe para 63 o número de pessoas que morreram nas últimas 48 horas em decorrência de bombardeios em Idlib, entre elas 40 menores e sete mulheres.

Além das vítimas de hoje, 20 civis morreram ontem em Kafr Batij e nove em um campo de deslocados em Has há dois dias.

Quase toda a província de Idlib está sob o controle do Organismo de Libertação do Levante, a aliança da ex-filial síria da Al Qaeda, e outras facções.

Os bombardeios nesta província coincidem hoje com uma evacuação de combatentes e civis da cidade de Harasta, nos arredores de Damasco, que se dirigem em ônibus a Idlib, após um acordo entre a facção islamita Movimento Islâmico dos Livres de Sham e as autoridades sírias.