Guterres pede mais unidade ao mundo perante aumento de conflitos

Nações Unidas, 24 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu nesta terça-feira aos Governos de todo o mundo mais unidade para responder ao aumento dos conflitos e da desigualdade.

"Devemos reconhecer que em alguns aspectos fundamentais, nosso mundo anda para trás", disse Guterres na abertura de uma reunião de alto nível sobre manutenção da paz na Assembleia Geral das Nações Unidas.

O diplomata português lembrou que atualmente há mais países sofrendo conflitos violentos do que em qualquer outro momento das últimas três décadas e que civis estão sendo assassinados em suas cidades ou sendo forçados a deixar seus lares por conta da guerra.

Guterres destacou, além disso, o grande número de "horríveis violações aos direitos humanos", o aumento "do nacionalismo, do racismo e da xenofobia", o aumento das desigualdades e da discriminação que seguem sofrendo mulheres e meninas.

"Tudo isso indica que necessitamos de mais unidade e coragem. Para aliviar os medos do povo à qual servimos, para colocar o mundo a caminho de um futuro melhor e para estabelecer os fundamentos de uma paz sustentada e do desenvolvimento", recalcou.

O presidente da Assembleia Geral, Miroslav Lajcak, defendeu a necessidade de que o mundo se comprometa de forma imediata com um "novo enfoque" para a paz.

Lajcak, que convocou o encontro de hoje como uma das reuniões centrais de seu mandato, destacou entre os exemplos positivos as ações que feitas na Colômbia no marco do fim do conflito com as FARC.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, é um dos chefes de Estado presentes na reunião de hoje, onde espera-se que apresente a experiência de seu país na construção da paz e da reconciliação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos