PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Netanyahu elogia condições impostas pelos EUA ao Irã para novo pacto nuclear

23/05/2018 12h05

Jerusalém, 23 mai (EFE).- O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, elogiou nesta quarta-feira a decisão da Administração americana de impor várias condições ao Irã para chegar a um novo acordo sobre seus programas nuclear e balístico, sob a ameaça de sanções "sem precedentes".

"Israel aprecia a forte liderança do presidente Trump e o plano de 12 passos do secretário de Estado (Mike) Pompeo para bloquear a agressão iraniana", ressaltou Netanyahu durante sua participação na Convenção Internacional de Comandantes das Forças Aéreas na base de Tel Nof, informou um comunicado.

O líder afirmou que nem os EUA e nem Israel "têm conflito com o povo iraniano", mas que estão decididos "a repelir a agressão iraniana", e portanto " não será permitido que o Irã desenvolva armas nucleares".

Além disso, celebrou o "papel crucial" da aviação israelense "na implementação desta política".

O chefe de Governo israelense sustenta que o Irã é a principal ameaça para seu país, promete que não permitirá que sua presença na Síria e se mostrou contrário ao pacto nuclear assinado em 2015 entre o G5+1 e a república islâmica, do qual Washington anunciou sua saída no começo do mês.

Neta semana, Pompeo anunciou 12 condições não só sobre o seu programa nuclear, mas também outras questões, para alcançar um novo acordo.

Além disso, o Governo americano anunciou ontem sanções contra cinco indivíduos vinculados aos Guardas da Revolução do Irã, acusados de facilitar mísseis balísticos aos rebeldes houthies no Iêmen.

Internacional