PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Seul convoca reunião segurança emergencial após Trump cancelar cúpula

24/05/2018 13h15

Seul, 24 mai (EFE).- O governo da Coreia do Sul convocou com urgência nesta quinta-feira uma reunião de segurança do Conselho de Segurança Nacional após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter cancelado a reunião prevista para 12 de junho com o líder coreano, Kim Jong-un.

Um porta-voz anunciou que o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, convocou uma reunião de urgência para discutir a decisão de Washington. A cúpula conta com a participação da chanceler, Kang Kyung-wha, do Ministro de Unificação, Cho Myung-gyon, e do de Defesa, Song Young-moo, entre outros.

Pouco antes, o governo sul-coreano disse que estava "tentando decifrar" os motivos que levaram o presidente dos Estados Unidos a cancelar o tão esperado encontro com o líder norte-coreano.

"Estamos tentando decifrar as intenções do presidente Trump e o significado exato das mesmas", explicou o porta-voz presidencial sul-coreano, Kim Eui-kyeom, em declarações reproduzidas pela agência de notícias "Yonhap". O anúncio de Trump parece ter pego de surpresa o governo da Coreia do Sul.

Trump anunciou subitamente o cancelamento da cúpula prevista com Kim, que ocorreria no dia 12 de junho em Cingapura para tratar o possível desmantelamento do programa nuclear norte-coreano. A justificativa usada foi a recente "hostilidade aberta" por Pyongyang.

Internacional