Morre palestino ferido por fogo israelense em protestos em Gaza

Gaza, 27 mai (EFE).- Um palestino que estava em estado crítico pelas ferimentos provocados por disparos de israelenses durante os protestos de Gaza morreu neste domingo em um hospital de Jerusalém, informou o Ministério de Saúde.

O falecido, que tinha sido atingido por um disparo no abdômen há duas semanas na população de Rafah, no sul do enclave litorâneo, foi identificado como Naji Guneim, de 24 anos, acrescentou o Ministério em comunicado.

Com ele, já 117 palestinos mortos por fogo israelense em protestos e em incidentes violentos desde que começaram, no final de março, as manifestações perto da cerca de separação entre Gaza e Israel, com mais de 3 mil feridos e outros seis mortos cujos corpos estão retidos pelo Exército israelense.

Além disso, 50 palestinos feridos continuam em situação crítica, acrescentou o Ministério de Saúde de Gaza.

A tensão na Faixa disparou nas últimas semanas com os protestos palestinos da Grande Marcha o Retorno, que reuniu milhares de palestinos cada semana junto à divisa.

Israel considera que o movimento islamita Hamas utiliza estas manifestações para se infiltrar em Israel e realizar ataques.

Os protestos continuaram nesta sexta-feira, embora com menos assistência que em semanas anteriores, e serão mantidos até 5 de junho, quando é lembrado o início da Guerra dos Seis Dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos