PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Reino Unido revogará vistos de sauditas envolvidos na morte de Khashoggi

24/10/2018 13h04

Londres, 24 out (EFE).- O Reino Unido irá revogar os vistos de qualquer cidadão da Arábia Saudita que possa estar envolvido no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em Istambul, anunciou nesta quarta-feira a primeira-ministra britânica, Theresa May.

Na sessão de perguntas à líder conservadora na Câmara dos Comuns, May disse que o Reino Unido "condena nos termos mais enérgicos" o assassinato de Khashoggi no consulado da Arábia Saudita em Istambul, depois que o jornalista entrou no prédio no último dia 2 para obter alguns documentos.

A primeira-ministra comunicou que o Ministério do Interior revogará a partir de hoje os vistos para entrar no Reino Unido de sauditas que podem estar envolvidos no assassinato.

"Condenamos a morte do jornalista Jamal Khashoggi nos termos mais enérgicos possíveis e, depois do seu desaparecimento, deixamos claro que a Arábia Saudita deve cooperar com a Turquia para realizar uma investigação plena e crível", afirmou May.

Além disso, a premiê informou que deve conversar com as autoridades sauditas nesta quarta-feira enquanto o ministro Interior, Sajid Javid, "toma medidas contra todos os suspeitos para impedir que entrem no Reino Unido".

"Se estes indivíduos atualmente têm vistos, estes serão revogados hoje", acrescentou.

Na segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Jeremy Hunt, pediu que se esclareça quem autorizou a chegada de 15 agentes sauditas a Istambul no mesmo dia no qual o jornalista morreu no consulado da Arábia Saudita.

Hunt também pediu à Turquia que continue investigando o caso e ressaltou que os responsáveis devem responder à Justiça.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou ontem que a morte de Khashoggi foi um "selvagem assassinato planejado" e prometeu que Ancara chegará investigará o caso a fundo.

Internacional