PUBLICIDADE
Topo

Ministro turco acusa Netanyahu de colaborar com terroristas na Síria

24/12/2018 15h27

Túnis, 24 dez (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Çavusoglu, acusou nesta segunda-feira o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, de colaborar "com terroristas" para conseguir a partilha da Síria.

Em declarações ao término de uma visita de dois dias ao país africano, o ministro turco optou por manter a tensão verbal entre os dois países, instigada no domingo pelo próprio Netanyahu, que rotulou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, de "ditador antissemita obcecado com Israel".

"Como podem ver, Israel começou com um insulto direcionado ao nosso presidente. Netanyahu está preocupado porque descobriu tarde demais que não pode dividir a Síria", disse Çavusoglu, citado pela imprensa local.

Netanayahu buscou "a ajuda de grupos terroristas", acrescentou o ministro, em referência à milícia síria "Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG, na sigla em curdo)", grupo vinculado ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) turco, que busca a autodeterminação do Curdistão.

"Netanyahu e o PKK têm algo em comum, os dois matam crianças", acrescentou o ministro turco.

Com os dois países envolvidos na guerra na Síria, as relações entre Israel e a Turquia - antigos aliados - se deterioraram em abril depois que ambos retiraram seus representantes diplomáticos após um enfrentamento pelo bloqueio da Faixa de Gaza e pela decisão dos EUA de transferirem sua embaixada para Jerusalém. EFE