PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Irã critica viagem "furtiva" do presidente Trump ao Iraque

28/12/2018 11h25

Teerã, 28 dez (EFE).- A República Islâmica do Irã criticou nesta sexta-feira a recente viagem surpresa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao Iraque qualificando-a de "furtiva" e "fora das normas diplomáticas".

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Bahram Qasemi, considerou através de um comunicado "uma falta de respeito à soberania nacional iraquiana" a visita de Trump a uma base aérea a oeste de Bagdá no dia 26 de dezembro para cumprimentar os soldados americanos destacados no Iraque, onde Washington mantém cerca de 5.200 efetivos.

Trump teve que "pisar nesse território em sigilo total, ou, em outras palavras, furtivamente e sob as mais estritas medidas de proteção e segurança", devido à rejeição "do povo iraquiano", segundo Qasemi.

O porta-voz iraniano criticou duramente os "odiosos estrangeiros que criam divisão entre as nações do Oriente Médio" e acrescentou que não foram os EUA quem derrotaram o terrorismo, mas os países da região, que conseguiram eliminar os "terroristas formados, armados e financiados pelos Estados Unidos e o sionismo (em referência a Israel)". EFE

Internacional