PUBLICIDADE
Topo

Morrem 40 membros do Al Shabab em ataque militar na Somália

05/02/2019 13h20

Mogadíscio, 5 fev (EFE).- Pelo menos 40 membros do grupo jihadista Al Shabab morreram no sábado em um bombardeio aéreo militar na Somália, informou nesta terça-feira a Agência Nacional de Inteligência e Segurança (NISA) do país.

Em comunicado divulgado no Twitter, a NISA precisou que o ataque ocorreu na cidade de Forsooley, na região de Baixa Shabelle (sul).

O bombardeio aconteceu depois de uma batida de agentes da NISA em duas zonas nas quais os jihadistas tinham arrecadado impostos entre os residentes locais.

As forças da Somália se apropriaram das armas dos terroristas e destruíram infraestruturas usadas pelo grupo jihadista, filiado desde 2012 à Al Qaeda.

A agência de inteligência não informou se esse ataque aéreo tem relação com outro revelado no sábado pelo comando militar dos EUA para a África (AFRICOM), no qual 13 integrantes do Al Shabab morreram em Gandarshe, também em Baixa Shabelle.

O Exército dos EUA coopera com o da Somália e as forças da missão da União Africana (AMISOM) em operações antiterroristas que incluem a luta contra os jihadistas e a destruição de seus campos de treinamento e infraestruturas.

A NISA publicou o comunicado um dia depois que o Al Shabab reivindicou um ataque com carro-bomba perto de um shopping de Mogadíscio, que deixou pelo menos 12 mortos e 15 feridos.

O grupo também se declarou responsável ontem do assassinato do alto executivo maltês Paul Anthony Fermosa, que trabalhava para a empresa DP World como gerente do porto da cidade litorânea de Bosaso, na região de Puntlandia.EFE