PUBLICIDADE
Topo

Câmara dos EUA aprova resolução contra emergência nacional de Trump

26/02/2019 22h15

Washington, 26 fev (EFE).- A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira uma resolução contra a declaração de emergência nacional assinada pelo presidente Donald Trump para desviar fundos para construção de um muro na fronteira com o México.

A resolução foi aprovada em uma votação na Câmara, de maioria democrata, por 245 votos a favor e 182 contra.

O jornal "The Washington Post" apontou que 13 integrantes da bancada republicana votaram a favor desta resolução, que agora terá que receber o sinal verde do Senado.

Na Câmara Alta, os democratas deverão encontrar pelo menos quatro senadores republicanos que também respaldem a resolução para que possa ser aprovada, já que estão em minoria.

Caso seja finalmente aprovada, Trump tem o poder de vetá-la e devolvê-la ao Congresso, que então necessitaria do apoio de dois terços de ambas câmaras para torná-la efetiva, algo menos provável de acontecer.

"Não daremos a nenhum presidente, democrata ou republicano, um cheque em branco para destruir a Constituição dos Estados Unidos", afirmou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, segundo destacou o "Post".

Por sua vez, o líder da minoria republicana na Câmara, Kevin McCarthy, destacou que "há uma emergência nacional na fronteira sul que os democratas declararam hoje que não existe".

No último dia 15 de fevereiro Trump assinou uma declaração de emergência nacional, uma medida extraordinária que permite aos presidentes ter acesso temporário a um poder especial para fazer frente a uma crise.

Trump justificou sua declaração de emergência por uma suposta "invasão" de drogas e criminosos na fronteira com o México.

Com esse decreto, o governante pretende reunir US$ 6,6 bilhões desviados de distintas verbas já aprovadas pelo Congresso, que se somariam a outro US$ 1,375 bilhão outorgado pelo poder legislativo para construir a barreira fronteiriça. EFE