PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Cuba tem recorde diário de novos casos confirmados de covid-19

Taxista dirige carro americano antigo pelas ruas de Havana, em Cuba, com máscara no rosto para proteção contra o covid-19 - Yamil Lage/AFP
Taxista dirige carro americano antigo pelas ruas de Havana, em Cuba, com máscara no rosto para proteção contra o covid-19 Imagem: Yamil Lage/AFP

11/08/2020 00h24

Havana, 10 ago (EFE) — Cuba registrou nesta segunda-feira o recorde de novos casos de infecção pelo coronavírus, com 93 infectados entre ontem e hoje, superando os 74 contabilizados em 1º de maio, de acordo com dados divulgados pelo Minsap (Ministério de Saúde Pública do país).

Dessa forma, foram 3.046 resultados positivos em testes de diagnóstico desde o início da pandemia da covid-19, a doença provocada pelo patógeno.

Dos casos confirmados nas últimas 24 horas, 72 foram de pessoas que vivem em Havana, que segue como epicentro no território da ilha caribenha, conforme indica o Minsap.

Até o fim de semana, segundo as autoridades locais, a capital de Cuba tinha registrado sete eventos de transmissão local e 31 focos nos dez dos 15 municípios da região metropolitana.

Como teve que recuar no processo de relaxamento de medidas de contenção à covid-19, voltando para a fase 1, Havana teve suspenso o serviço de transporte público, proibido o funcionamento de estabelecimentos gastronômicos e fechadas as praias e piscinas.

O uso de máscaras segue obrigatório para toda a população, além de haver um rigor maior para o distanciamento físico e social da população.

O diretor do setor de epidemiologia do Ministério da Saúde, Francisco Durán, divulgou que há 959 pessoas internadas, sendo 496 com infecção confirmada pelo novo coronavírus, 443 consideradas suspeitas, entre outras.

Ainda segundo as autoridades locais, duas pessoas estão em estado considerado crítico e quatro em estado grave.

Durán fez também um alerta sobre os casos mais recentes da infecção, já que está aumentando o número de registros em pessoas com idade entre 20 e 39 anos.

O funcionário do Ministério de Saúde Pública ainda indicou que há dez menores de idade internados, em outro índice que apresenta tendência de alta.

Coronavírus