PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Itália tem novo recorde e aumento elevado nos casos do novo coronavírus

Coronavírus na Itália - Getty Images
Coronavírus na Itália Imagem: Getty Images

22/10/2020 17h46

Roma, 22 out (EFE).- A Itália registrou hoje mais 16.079 novos casos de infecção pelo novo coronavírus, em aumento de quase 6% com relação à véspera, em que já havia sido quebrado o recorde no contágio desde o início da pandemia da Covid-19.

Ontem, o boletim indicava para a notificação de 15.199 positivos para o patógeno. Ao todo, desde o começo da propagação do novo coronavírus, já foram confirmadas 465.726 infecções. Apenas ao longo de ontem, segundo as autoridades locais, foram realizados mais de 170 mil testes de detecção.

O número de morte desde o princípio da pandemia chegou a 36.968, com as 136 contabilizadas ao longo desta quarta-feira.

Segundo as autoridades locais de saúde, existem 169.302 casos ativos, sendo que a maioria das pessoas está isolada em casa, com sintomas leves ou assintomáticas.

Além disso, há 10.686 pacientes internados em hospitais do país, 703 a mais do que ontem. Nas unidades de terapia intensiva, estão sendo ocupados 992 leitos por doentes com Covid-19, enquanto na véspera eram 66 a menos.

A região mais afetada continua sendo a Lombardia, o epicentro desde o início da propagação do novo coronavírus e que hoje teve 4.125 resultados positivos, a maioria deles na capital, Milão. A região também é a que fez mais testes diagnósticos, cerca de 36 mil.

Na ilha da Sardenha, o governador Christian Solinas prepara um confinamento total de duas semanas para reduzir a propagação. Com isso, portos e aeroportos da região ficarão fechados.

Já a região do Lácio decidiu introduzir um toque de recolher que terá início à meia-noite de sexta-feira e terá duração até às 5h, como medida para impedir o contágio que disparou, especialmente, na capital Roma.

Coronavírus