PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Diretor da OMS faz apelo para população evitar grandes festas de fim de ano

Diretor da OMS faz apelo para população evitar grandes festas de fim de ano - diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus [fotógrafo] [Reprodução/ OMS]
Diretor da OMS faz apelo para população evitar grandes festas de fim de ano Imagem: diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus [fotógrafo] [Reprodução/ OMS]

30/11/2020 18h21

Genebra (Suíça), 30 nov (EFE).- O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez um apelo nesta segunda-feira para que seja evitada a participação em festas de fim de ano com grande número de pessoas, para evitar a propagação do novo coronavírus, que provoca a covid-19.

"É recomendável realizar comemorar em casa, evitar reuniões com pessoas de fora, e se houver encontros, essas pessoas devem estar, de preferência, no exterior, com distância física e usando uma máscara", aconselhou líder da agência, em entrevista coletiva.

"Todos temos que nos perguntar se, nestas circunstâncias, é preciso viajar, se é realmente necessário, pois, é o momento de ficar em casa e seguro", completou.

Na semana passada, Tedros destacou a primeira queda clara nos casos globais de infecção pelo novo coronavírus desde setembro, especialmente, por causa da desaceleração do contágio na Europa, no entanto, advertiu que o cenário poderia mudar rapidamente. Hoje, o diretor-geral da OMS reforçou o alerta.

"A pandemia vai mudar a maneira como celebramos, mas isso não significa que não possamos fazê-lo", disse Tedros, que admitiu entender o desejo das famílias se reunirem, embora afirme que é preciso atenção.

"Temos que considerar os riscos que corremos com nossas decisões", acrescentou.

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde admitiu o temor de que as festas de fim de ano se tornem o fator de produção de uma nova onda de infecções pelo novo coronavírus no mundo, já que não há garantias de uma vacinação em massa até lá.

A Tedros também recomendou que sejam evitados "os shoppings, se houver muita gente neles", sugerindo que a população tente ir em horários de menor movimento e busque optar pelo comércio eletrônico".

Coronavírus