PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
7 meses

Kremlin critica fala de Biden sobre libertação imediata de Alexey Navalny

Joe Biden quer libertado de maneira imediata e sem a imposição de condições a Navalny - Getty Images
Joe Biden quer libertado de maneira imediata e sem a imposição de condições a Navalny Imagem: Getty Images

05/02/2021 13h43

Moscou, 5 fev (EFE).- O porta-voz da presidência da Rússia, Dmitry Peskov, lamentou nesta quinta-feira a exigência do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de que o líder oposicionista Alexey Navalny seja libertado de maneira imediata e sem a imposição de condições.

"Lamentavelmente, é uma retórica muito agressiva e pouco construtiva", disse o representante do governo, em entrevista coletiva concedida no Kremlin.

Ontem, Biden fez as declarações sobre a prisão de Navalny, que foi condenado a dois anos e oito meses de prisão na Rússia e afirmou que a principal liderança de oposição ao presidente Vladimir Putin "deveria ser libertado de forma imediata e sem condições".

O presidente americano também garantiu ter dito ao chefe de governo russo que "os dias em que os EUA se rendiam diante das ações agressivas da Rússia interferindo nas eleições, ciberataques e envenenamento de pessoas", tinham chegado ao fim.

Peskov disse hoje que o Kremlin não responderá estas afirmações e completou, garantindo que "confia na vontade dos americanos de continuar o diálogo", em assuntos que beneficiam as duas partes.

A justiça da Rússia enviou Navalny para a prisão nesta terça-feira, ao tornar efetiva uma sentença de 2014 que estava suspensa, em um julgamento que foi classificado como arbitrário pelo Tribunal Europeu de Direitos Humanos e que foi muito criticado por países ocidentais.

Internacional