PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
6 meses

Espanha mantém alerta por covid e cobra uso do passaporte sanitário

Mesmo com baixo índice de contágio, Espanha mantém o alerta diante da pandemia do coronavírus e cobra que o passaporte sanitário seja aplicado - Getty Images
Mesmo com baixo índice de contágio, Espanha mantém o alerta diante da pandemia do coronavírus e cobra que o passaporte sanitário seja aplicado Imagem: Getty Images

24/11/2021 01h01Atualizada em 24/11/2021 07h50

A Espanha mantém o alerta diante da pandemia da covid-19, enquanto no país aumenta a cobrança para que o passaporte sanitário seja aplicado para liberar mais atividades da vida cotidiana, diante dos melhores indicadores de contágio e a alta taxa de vacinação.

A porta-voz do governo do país, Isabel Rodríguez, confirmou que "todos os alertas" seguem acionados, apesar dos "índices baixos de incidência" na comparação com países vizinhos.

O Executivo espanhol tem apostado em medidas como a determinação do trabalho remoto, a antecipação dos horários de fechamento de setores gastronômico e de entretenimento, como forma de evitar um aumento no número de internados nos hospitais.

O governo, além disso, estuda revisar os índices que determinam a gravidade da pandemia, com base em uma "queda registrada da proporção de casos graves e letalidade do novo coronavírus", segundo apontou o Ministério da Saúde.

Atualmente, o país está com nível de risco considerado moderado, devido o registro de incidência acumulada de 132 casos para cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Na Espanha, aproximadamente 89% dos pouco mais de 47 milhões de habitantes completaram o esquema de vacinação contra a covid-19.

Além disso, já está sendo aplicada a terceira dose em pessoas com mais de 70 anos e integrantes de grupos de risco, com algumas doenças específicas.

O governo estuda a possibilidade de reduzir a faixa etária apta ao reforço para todos com mais de 60 anos e também para os profissionais de saúde, além de outros grupos.

Com o avanço da vacinação, cada vez mais regiões do país cobram por um passaporte sanitário da covid-19 comum em todo o território, que permita acesso a bares, restaurantes, academias, casas de shows, além de hospitais e asilos.

Algumas atividades querem utilizar o comprovante como permissão de presença, mas é preciso de aval da justiça.

O passaporte sanitário é obtido pelas pessoas que foram vacinadas, que tiveram a covid-19 ou que contam com testes de detecção negativos.

Desde o início da pandemia da covid-19, a Espanha registrou 5.096.538 de casos de infecção pelo novo coronavírus e 87.832 mortes provocadas pela covid-19, de acordo com dados oficiais.

Coronavírus