PUBLICIDADE
Topo

Rússia perde US$ 200 mi em satélites com explosão de foguete

Steve Gutterman e Raushan Nurshayeva

Em Moscou e Astana (Cazaquistão)

02/07/2013 08h34

Um foguete russo que transportava três satélites de navegação avaliados em cerca de US$  200 milhões (R$ 448 milhões) caiu nesta terça-feira logo após a decolagem de Baikonur, no Cazaquistão, que é gerida pela Rússia, depois que seus motores desligaram subitamente.

O acidente provocou um grande derramamento de heptílico, um propulsor de foguete altamente tóxico, mas não houve relatos de vítimas ou de qualquer ameaça imediata a vilarejos próximos.

A TV estatal Rossiya-24 TV mostrou imagens do foguete Proton-M desviando seu curso segundos após a decolagem. Ele se desfez em chamas no ar e caiu como uma bola de fogo perto da plataforma de lançamento.

A agência de notícias Interfax citou uma fonte não identificada dizendo que os funcionários da rampa de lançamento estavam em compartimentos subterrâneos quando o foguete decolou.

A agência espacial russa Roscosmos disse que o acidente tinha sido causado pelo desligamento de emergência dos motores do foguete após 17 segundos de voo. A agência estatal de notícias RIA afirmou que o desligamento pode ter sido causado por um problema no motor ou no sistema de orientação.

O chefe da agência espacial cazaque Kazcosmos, Talgat Musabayev, disse que estava chovendo na região, o que poderia impedir que as nuvens tóxicas chegassem à cidade de Baikonur, a cerca de 60 quilômetros de distância.

A perda dos três satélites, que eram destinados ao conturbado sistema de navegação russo Glonass, foi estimada em cerca de 200 milhões de dólares, afirmou a Rossiya-24.