Rússia pede investigação sobre alegações de ataque químico na Síria

MOSCOU, 21 Ago (Reuters) - O Ministério das Relações Exteriores da Rússia pediu uma investigação justa e profissional sobre os relatos de que as tropas leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, realizaram um ataque com armas químicas perto de Damasco.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Alexander Lukashevich, disse nesta quarta-feira que as circunstâncias em torno dos relatos, incluindo a presença de inspetores da ONU no país, sugerem que o ataque poderia ser uma provocação da oposição.

"Tudo isto não pode deixar de sugerir que, mais uma vez, estamos lidando com uma provocação pré-planejada. Esta opinião é corroborada pelo fato de que o crime foi cometido perto de Damasco, no momento em que uma missão de peritos da ONU tinham iniciado com êxito o seu trabalho de investigar alegações sobre possível uso de armas químicas lá", disse Lukashevich em comunicado.

(Reportagem de Thomas Grove)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos