PUBLICIDADE
Topo

Forças de Assad bombardeiam subúrbios de Damasco após ataque com gás, dizem ativistas

Khaled Yacoub Oweis

Em Amã

22/08/2013 08h11

Forças do presidente sírio, Bashar al-Assad, bombardearam nesta quinta-feira (22) subúrbios de Damasco controlados por rebeldes, disseram ativistas, mantendo a pressão sobre a região um dia após a oposição ter acusado o Exército de usar gás venenoso contra centenas de pessoas em um ataque com armas químicas.

Foguetes disparados de lançadores múltiplos e disparos de morteiros pesados atingiram os bairros de Jobar e Zamalka, localizados na periferia leste da capital. Entre 500 e 1,3 mil pessoas morreram na quarta-feira com ataques de armas químicas nessas áreas, que são parte do que é conhecido como Ghouta, de acordo com os ativistas.

Foguetes também atingiram o distrito vizinho de Qaboun, ao norte, onde os combatentes rebeldes têm repelido tentativas por parte das forças leais ao presidente de tomar a área, e também áreas do campo de refugiados palestinos de Yarmouk, ao sul, acrescentaram os ativistas.

Falando a partir de Ghouta, o ativista Khaled Amer disse que podiam ser ouvidas explosões de foguetes caindo em Zamalka. Em Jobar, um bairro de Damasco a apenas 3 km do centro histórico da antiga capital, explosões foram ouvidas em uma fortificação do Exército e em outro complexo que abriga tanques, aparentemente um ataque rebelde contra as instalações.