Controversa lei de cibersegurança chinesa entra em fase final de aprovação

(Reuters) - Uma controversa lei de cibersegurança chinesa que despertou protestos de governos estrangeiros e empresas se aproximou da aprovação nesta segunda-feira, com o parlamento realizando a terceira leitura do projeto de lei.

A Xinhua, agência de notícias oficial, disse que o parlamento levou plenamente em conta as opiniões de seu comitê permanente e outros interessados e propôs passar a terceira e, normalmente, última leitura em sua reunião atual, desta segunda-feira até 7 de novembro.

A China apoia os amplos controles sobre a internet que tem buscado transformar em lei.

A nova lei de cibersegurança enfrentou oposição dos lobbies de empresas e governos estrangeiros, que dizem que ela é vaga e poderia discriminar empresas de outros países.

No formato anterior, publicado após a segunda leitura, a lei de cibersegurança daria amplos poderes ao governo, desde ampliação da censura até aumento do controle sobre certas tecnologias.

(Por Paul Carsten e Michael Martina)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos