Líder da Coreia do Sul pede que parlamento decida sua saída; oposição vê manobra

Por Ju-min Park e Jack Kim

SEUL (Reuters) - A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, pediu nesta terça-feira que o parlamento decida como e quando ela pode entregar o cargo em reação a um escândalo de tráfico de influência, levando a crise política do país cada vez mais em direção a um território desconhecido.

O Partido Democrático, principal sigla da oposição, rejeitou a oferta de Park, que classificou como uma manobra para escapar do impeachment, e disse que irá continuar com seus esforços para apresentar uma moção de impedimento no parlamento, o que pretende fazer até sexta-feira.

Nenhum presidente sul-coreano deixou de completar seu mandato único de cinco anos desde que o sistema democrático atual foi implementado em 1987.

    "Deixarei ao parlamento tudo a respeito do meu futuro, incluindo a abreviação de meu mandato", disse Park em um breve discurso televisionado.

     Seu gesto dramático impõe o fardo de resolver a crise política ao parlamento, que vem sendo controlado por uma coalizão de partidos opositores desde que o conservador Partido Saenuri de Park perdeu a maioria subitamente nas eleições de abril.

     Se a mandatária renunciar ou um voto de impeachment no parlamento for confirmado pelo Tribunal Constitucional, será preciso realizar uma eleição em 60 dias para escolher um presidente para um mandato de cinco anos, e o primeiro-ministro irá conduzir o país neste ínterim.

     O cronograma apertado poderia levar os principais partidos a tentar ganhar tempo para consolidar seus candidatos presidenciais, e analistas políticos disseram que o parlamento pode demorar meses para acordar um plano de saída para Park.

     "Irei renunciar à minha posição de acordo com a lei assim que se crie uma maneira de transferir o governo de uma maneira estável que também minimize o vácuo e o tumulto político após a decisão e a discussão dos partidos de oposição", disse Park com voz firme.

     (Reportagem adicional de Cynthia Kim, Christine Kim e Yun Hwan Chae)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos