Confiança do comércio no Brasil sobe em dezembro, mas cenário ainda é desfavorável

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice de Confiança do Comércio (Icom) do Brasil subiu em dezembro diante da leve melhora das expectativas, mas o movimento não foi suficiente para compensar a queda vista no mês passado, mantendo o ambiente desfavorável para o setor, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

O Icon subiu 0,7 ponto e chegou a 79 pontos, depois de recuar 3,6 pontos em novembro. O resultado derivou da alta de 1,2 ponto do Índice de Expectativas (IE), após três quedas consecutivas, alcançando 90,6 pontos. O Índice da Situação Atual (ISA) subiu 0,2 ponto e atingiu 68,3 pontos, ainda perto da mínima histórico.

"A suave alta da confiança em dezembro é insuficiente para reverter a queda do mês anterior, mantendo assim um cenário de curto prazo desfavorável para o setor", afirmou a coordenadora de Sondagens da FGV, Viviane Seda Bittencourt, em nota.

"A demora na retomada da demanda e as incertezas no ambiente político e econômico impedem a melhora da percepção sobre a situação corrente e geram um sentimento pessimista em relação à tendência futura dos negócios, sinalizando dificuldade para o comércio nos próximos meses", acrescentou ela.

Ainda nesta sexta-feira a FGV informou que a confiança do consumidor recuou para 73,3 pontos em dezembro, ante 79,1 no mês anterior.

(Por Thaís Freitas)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos