Vale espera ampla adesão de minoritários à proposta do bloco de controle, diz CEO

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Vale, Murilo Ferreira, afirmou nesta segunda-feira esperar que o novo acordo dos principais acionistas, que busca pulverizar o controle da empresa, deverá ter ampla aprovação dos acionistas minoritários e ressaltou que o assunto sobre o fim do seu mandato no cargo não foi discutido durante o processo.

"Eu recebi um correio de um dos maiores bancos do mundo dizendo que ele havia consultado 30 dos maiores investidores que eles possuem e que possuem ações da Vale... e eles me disseram que houve uma aprovação unânime (sobre o acordo de acionistas proposto)", disse Ferreira, em teleconferência nesta tarde.

"Eu estou vislumbrando que a nossa percepção estava correta, ou seja, que a adesão será muito positiva."

A mineradora, maior produtora global de minério de ferro, planeja se tornar uma companhia sem controle definido a partir de um acordo histórico apresentado pelos principais acionistas nesta segunda-feira, em movimento que visa aumentar a transparência e a governança da empresa.

Questionado por jornalistas sobre a sua permanência no cargo de presidente da empresa, após o fim do seu mandato neste ano, Ferreira afirmou que não poderia confundir a discussão sobre o seu mandato com o tema do acordo dos controladores.

"O momento certo de negociar o contrato será proximamente e nesse momento é que nós vamos discutir isso. Eu não poderia discutir assuntos de CEO da Vale, de diretoria executiva da Vale, com assuntos tão relevantes quanto esse... cada assunto de cada vez", afirmou.

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos