Genebra negocia para incluir o processo de transição política da Síria, diz ONU

GENEBRA (Reuters) - As conversas de paz na Síria marcadas para começar nesta semana em Genebra são baseadas em mandado mais amplo de uma resolução da Organização das Nações Unidas que pede que o mediador da ONU realize conversas sobre um "processo de transição política", disse nesta terça-feira uma autoridade envolvida nas conversas.

Na semana passada, a ONU aparentou se afastar de usar a expressão "transição política", que é entendida pela oposição como a remoção do presidente Bashar al-Assad ou ao menos remoção de poderes.

Micharl Contet, chefe de gabinete do enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, disse durante entrevista coletiva da ONU que De Mistura estava colocando os toques finais em arranjos para as conversas.

"Os convites, assim como a programação de conteúdo para as negociações, são baseados em ideais mais amplos de resoluções do Conselho de Segurança, em particular (a resolução do Conselho de Segurança da ONU) 2254, que é o nosso principal guia no processo".

"O segundo parágrafo operante da 2254 pede que o enviado especial realize negociações formais sobre processo de transição política".

As conversas irão girar em torno de três conjuntos de questões, que a resolução 2254 pede que De Misture medie: estabelecimento de uma governança crível, inclusiva e não sectária, um processo para esboços de nova Constituição e eleições livres e justas sob supervisão da ONU.

Contet se negou a responder perguntas.

(Reportagem de Tom Miles)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos