UE pede que EUA coordenem com aliados sanções contra a Rússia

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia (UE) alertou neste sábado para as movimentações no Congresso norte-americano para intensificar as sanções dos Estados Unidos contra Rússia, pedindo que Washington continue coordenando os esforços com os parceiros do G7.

Em comunicado após republicanos e democratas chegarem a um acordo no Congresso norte-americano que pode resultar na aprovação de uma nova legislação, um porta-voz da Comissão Europeia advertiu sobre possíveis "conseqüências não desejadas" e "amplas e indiscriminadas", especialmente sobre os esforços da UE para diversificar as fontes de energia.

A Alemanha já havia alertado sobre possível retaliação, se os Estados Unidos lançarem sanções a empresas envolvidas na construção de um novo gasoduto russo no Báltico.

Diplomatas da UE já expressaram preocupações de que a disputa entre Alemanha e Estados Unidos quanto ao gasoduto e as sanções possam complicar os esforços em Bruxelas para se chegar a um consenso na UE sobre as negociações com a Rússia acerca do projeto para construção do gasoduto.

(Por Alastair Macdonald)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos