PUBLICIDADE
Topo

Agressores incendeiam propriedade do presidente da República Democrática do Congo

26/12/2017 11h05

GOMA, República Democrática do Congo (Reuters) - Uma casa de propriedade do presidente da República Democrática do Congo, Joseph Kabila, foi atacada e um policial morreu no incidente, disseram parlamentares e uma rádio patrocinada pela Organização das Nações Unidas (ONU) nesta segunda-feira.

Fotos publicadas em redes sociais mostraram a casa principal da fazenda, localizada próxima do vilarejo de Musienene, na província de Kivu do Norte, no leste do país, consumida pelo fogo.

Kabila não estava na propriedade durante o ataque, que ocorreu de domingo para segunda-feira. Não havia informações sobre quem teria sido responsável pelo ataque. O corpo do policial morto estava queimado, disse uma autoridade local do governo.

O Congo está envolto em uma crise política ligada à recusa de Kabila de entregar o cargo após o final de seu mandato, um ano atrás, enquanto a violência de milícias e o tumulto político crescem.

"Condenamos firmemente este ato bárbaro e pedimos à população... que se dissocie de quaisquer ações que possam comprometer a paz e o desenvolvimento nesta parte do país", disseram parlamentares em um comunicado.

Mais de uma década após o fim de guerra transcorrida entre 1998 e 2003 durante a qual milhões de pessoas morreram, a maioria de fome e doenças, combatentes rebeldes e milícias locais estavam de olho nas terras fronteiriças do sul do país, que são ricas em minerais.

Na semana passada, os Exércitos do Congo e da vizinha Uganda lançaram uma operação conjunta contra as Forças Democráticas Aliadas de Uganda, que tem sede no Congo.

(Por Fiston Mahamba)