Espanha expulsa embaixador da Venezuela como "persona non grata"

MADRI (Reuters) - O governo espanhol declarou o embaixador da Venezuela na Espanha "persona non grata" após uma ação equivalente do governo venezuelano na quinta-feira, disse nesta sexta-feira o porta-voz do governo, Íñigo Méndez de Vigo.

O embaixador venezuelano deve deixar a Espanha dentro das próximas 72 horas de acordo com o protocolo diplomático, disse De Vigo durante entrevista coletiva após encontro semanal do gabinete.

"O princípio de reciprocidade na diplomacia implica que nós demos o mesmo tratamento que eles deram ao embaixador espanhol; declará-lo 'persona non grata' e dar 72 horas para ele deixar o país", disse.

A Venezuela disse na quinta-feira estar expulsando o embaixador espanhol de Caracas em resposta às "agressões" espanholas. A decisão ocorreu dias após a União Europeia impor sanções sobre autoridades seniores do governo socialista.

Nesta sexta-feira, a União Europeia condenou a Venezuela por expulsar o embaixador espanhol e pediu para que a decisão seja revertida e as relações diplomáticas continuem em vigor.

(Reportagem de Paul Day)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos