Dois policiais são mortos na Colômbia em novos ataques com bombas

BOGOTÁ (Reuters) - Dois ataques com bombas atingiram delegacias de polícia na Colômbia durante a madrugada e mataram dois policiais, além de terem deixado outras sete pessoas feridas, disseram autoridades neste domingo, um dia após um incidente similar matar cinco oficiais e ferir 40.

Um dos novos ataques matou dois policiais e feriu um terceiro pouco antes da meia noite na província rural de Bolivar, disse a polícia em um comunicado, enquanto outro ataque ocorreu em Soledad cerca de quatro horas depois, segundo uma fonte policial.

Seis pessoas foram feridas pela explosão no incidente, dos quais cinco eram policiais, disse a fonte.

O governador da província de Bolivar, Dumek Turbay, escreveu no Twitter que a violência foi "repugnante e vil".

As autoridades prenderam uma pessoa relacionada ao ataque na noite de sábado na cidade portuária de Barranquilla, que eles dizem que pode ter sido em retaliação a operações policiais que miravam grupos de criminosos.

O presidente colombiano Juan Manuel Santos visitou os feridos após a explosão e prometeu que o governo não descansará até que os responsáveis sejam presos.

A Colômbia enfrenta diversos grupos criminosos, muitos dos quais operam em largas porções de seu território rural e outros nas principais cidades. Muitos estão envolvidos na produção e tráfico de cocaína, em grande parte para os Estados Unidos e a Europa, bem como à extorsão e outros crimes.

(Por Julia Symmes Cobb e Nelson Bocanegra; reportagem adicional de Luis Jaime Acosta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos