PUBLICIDADE
Topo

Paquistão rejeita comentários indianos sobre "campos de terror", diz que retaliará "agressão"

26/02/2019 07h42

ISLAMABAD (Reuters) - Os principais líderes civis e militares do Paquistão rejeitaram nesta terça-feira os comentários da Índia de que atacou "campos de terror" em território paquistanês, prometendo provar que as alegações indianas estão erradas e alertando que retaliará a agressão indiana.

O Comitê de Segurança Nacional do Paquistão, que inclui as principais autoridades do país como o primeiro-ministro, Imran Khan, e o comandante do Exército, Javed Bajwa, informou em comunicado que rejeita "enfaticamente a alegação indiana de que atingiu um alegado campo terrorista perto de Balakot e a alegação de várias baixas"

O comitê disse que Khan vai "se envolver com a liderança global para expor a irresponsável política indiana". Também alertou que "o Paquistão responderá no momento e local de sua escolha" à agressão indiana.

(Reportagem de Asif Shahzad)