PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
8 meses

Vacinas distribuídas no Brasil são seguras, afirma secretário do Ministério da Saúde

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a manutenção da vacinação contra a covid-19 no Brasil - Marcelo Bittencourt/Futura Press/Estadão Conteúdo
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a manutenção da vacinação contra a covid-19 no Brasil Imagem: Marcelo Bittencourt/Futura Press/Estadão Conteúdo

Lisandra Paraguassu

17/03/2021 12h53Atualizada em 17/03/2021 12h53

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, afirmou nesta quarta-feira que o governo federal tem segurança na qualidade das vacinas que estão sendo distribuídas à população, inclusive a da AstraZeneca, que teve sua aplicação suspensa em alguns países.

Em entrevista na Fiocruz, Medeiros afirmou que a vacina é segura e que a população pode ficar tranquila.

A vacina foi suspensão por precaução em alguns países europeus pela identificação de coágulos em idosos vacinados. Na segunda-feira, em reposta à Reuters, a Organização Mundial de Saúde, disse que até aquela data não havia "nenhum indício de que os incidentes sejam causados pela vacina, e é importante que as campanhas de vacinação continuem para que possamos salvar vidas".

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também recomendou a manutenção da vacinação no Brasil.

Esta semana, a Fiocruz entregará 1,08 milhão de doses envasadas no Brasil.

Saúde