PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Com covid-19 ofuscando Jogos, apoio ao primeiro-ministro do Japão cai

Primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, durante entrevista coletiva em Tóquio - Reprodução
Primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, durante entrevista coletiva em Tóquio Imagem: Reprodução

Linda Sieg

26/07/2021 11h12Atualizada em 26/07/2021 12h03

Milhões de japoneses assistiram à cerimônia de abertura da Olimpíada e muitos estão torcendo pelos atletas do país, mas a sombra da Covid-19 até agora tem impedido que o primeiro-ministro Yoshihide Suga melhore o seu fraco apoio antes da eleição deste ano.

O apoio do eleitorado a Suga caiu nove pontos, para 34%, seu pior patamar desde que assumiu o poder no último mês de setembro, segundo uma pesquisa entre 23 e 25 de julho do jornal diário de negócios Nikkei publicada nesta segunda-feira. Os Jogos, adiados por um ano por causa da pandemia, começaram na sexta-feira.

Quase dois terços das pessoas que responderam disseram que a vacinação contra coronavírus no país não estava indo bem.

O cenário dos sonhos para Suga seria conter a epidemia do vírus, presidir Jogos de sucesso e convocar eleições gerais. Isso ficou de cabeça para baixo após um surto de infecções de Covid-19 levar a um quarto estado de emergência em Tóquio e forçar os organizadores da Olimpíada a proibirem espectadores de quase todos os locais de competição.

Tóquio relatou 1.429 novos casos de Covid-19 na segunda-feira, quase o dobro do mesmo dia da semana passada.

Yiannis Exarchos, CEO dos Serviços de Transmissão da Olimpíada, disse que a cerimônia de abertura foi vista por mais de 70 milhões de pessoas no Japão, tornando-a o evento mais assistido da última década.

Muitos japoneses temem que o fluxo de atletas e autoridades para o evento global aumente o surto de infecções, e 31% da pesquisa da Nikkei disse que os Jogos deveriam ser cancelados ou adiados novamente.

Internacional