Conteúdo publicado há 2 meses

Filho de ministro de Israel é morto em batalha em Gaza

O filho do ministro israelense e ex-chefe militar Gadi Eisenkot foi morto em combate na Faixa de Gaza, disse Benny Gantz, líder do Partido da Unidade Nacional, nesta quinta-feira.

Os membros do partido de Eisenkot e Gantz, também ex-chefe do Exército, juntaram-se ao governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu logo após o ataque mortal do Hamas em 7 de outubro, que desencadeou uma ofensiva israelense aérea, terrestre e marítima na Faixa de Gaza.

O Exército de Israel não forneceu detalhes precisos sobre a morte de Gal Meir Eisenkot, de 25 anos, apenas afirmou que ele foi morto em combate no norte da Faixa de Gaza.

Em mensagem de condolências, Netanyahu disse que estava com o coração partido.

Israel prometeu aniquilar o grupo extremista islâmico palestino Hamas após seus combatentes matarem 1.200 pessoas em Israel e arrastaram outras 240 de volta para Gaza como reféns, segundo cálculos israelenses.

Mais de 17 mil palestinos foram mortos em Gaza desde 7 de outubro, segundo o Ministério da Saúde local, e cerca de 1,9 milhão de pessoas — 85% da população — foram deslocadas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes