Conteúdo publicado há 28 dias

Presidente da Colômbia ordena abertura de embaixada em território palestino

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, ordenou a abertura de uma embaixada na cidade palestina de Ramallah, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Luis Gilberto Murillo, a jornalistas nesta quarta-feira.

"O presidente Petro deu a ordem para abrirmos uma embaixada colombiana em Ramallah, a representação da Colômbia em Ramallah, que é o próximo passo que tomaremos", disse Murillo.

Murillo acrescentou que acredita que mais países apoiarão o reconhecimento de um Estado palestino na ONU em breve, o que a Colombia já apoiou.

No começo deste mês, Petro, que já havia chamado de volta o embaixador colombiano de Tel Aviv, disse que romperia relações diplomáticas com Israel pelas suas ações em Gaza. A embaixada foi fechada em 3 de maio.

Petro criticou duramente o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e pediu para se juntar ao caso da África do Sul, que acusa Israel de genocídio na Corte Internacional de Justiça.

O ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, acusou Petro de ser "antissemita e cheio de ódio", após a decisão da Colômbia de romper laços com o país do Oriente Médio, dizendo que foi uma recompensa para o Hamas.

Ramallah, na Cisjordânia, serve como capital administrativa da Autoridade Palestina.

Deixe seu comentário

Só para assinantes