PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Bolívia vai fabricar medicamento russo utilizado contra covid-19

iStock
Imagem: iStock

29/08/2020 14h36

O laboratório boliviano Sigma recebeu autorização do governo para fabricar o antiviral russo Avifavir usado no tratamento do coronavírus, confirmaram neste sábado (29) autoridades de saúde do país andino.

"O medicamento chegará à Bolívia da Rússia. A Sigma Corp. ficará encarregada de fabricá-lo e embalá-lo", disse ao jornal Página Siete o diretor do Serviço de Saúde Departamental (Sedes) de Cochabamba, Yercin Mamani.

O avifavir é um antiviral desenvolvido na Rússia a partir do Favipiravir, um medicamento japonês altamente eficaz contra a gripe.

O laboratório boliviano Sigma confirmou a autorização em sua conta no Facebook: "Temos o prazer de anunciar que o medicamento Avifavir foi aprovado nos testes relevantes para ser admitido para uso sob prescrição na Bolívia."

No início de agosto, o Fundo Russo de Investimento Direto anunciou a assinatura de acordos com sete países latino-americanos, incluindo a Bolívia, para a entrega do medicamento. No caso boliviano, o negócio incluiu o Laboratório Sigma, para sua fabricação.

Não foi especificado quais serão os volumes de produção e nem desde quando será iniciada a fabricação na Bolívia, que com 11 milhões de habitantes, acumula 114 mil infecções por coronavírus e 4.800 mortes.

O Sigma é um laboratório boliviano com sede em Cochabamba (centro) e que está presente em oito países latino-americanos, portanto não está descartado que possa comercializar o medicamento na região.

Para o tratamento da Covid-19, na Bolívia é fornecida gratuitamente uma embalagem de medicamentos composta por aspirina, ivermectina, azitromicina, ibuprofeno, antigripal e omeprazol.

(Com AFP)

Coronavírus