Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2013/10/31/veja-descobertas-arqueologicas.htm
  • totalImagens: 421
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
Fotos
9.set.2017 ?Arqueólogos egípcios descobriram a tumba de um proeminente ourives que viveu há mais de 3.000 anos, estátuas enterradas, múmias e joias na última grande descoberta na cidade de Luxor, próxima ao Nilo. Nariman El-Mofty/AP Photo

Mais
Escaneamento do sítio arqueológico foi parar em óculos de realidade virtual Divulgação

Mais
Caracteres presentes na Pedra do Sol, encontrada em Itapeva (SP) Divulgação

Mais
É possível observar caracteres de arte rupestre destacados no óculos 3D Divulgação

Mais
Arqueólogo Astolfo Araújo confirma em campo descoberta de arte rupestre em espiral após ser identificada pelo computador Divulgação

Mais
Abrigo em Itapeva (SP) guarda pintura rupestre e outros artefatos de homens pré-históricos Divulgação

Mais
Escavação foi escaneada e reproduzida posteriormente com tecnologias Divulgação

Mais
Itapeva (SP) tem rica história arqueológica Divulgação

Mais
Uma estátua de arenito de 2 metros que integrava o complexo de templos de Angkor, em Siem Reap, no Camboja, que acredita-se ser datada do final do século 12, foi encontrada por arqueólogos locais. A imagem, realizada em 30 de julho, foi divulgada nesta terça-feira (1º de agosto) pela Autoridade Apsara, agência estatal encarregada pela gestão do complexo arqueológico AFP

Mais
6.jul.2017 - Parque zoológico de São Paulo tem pedras com vestígios de animais de 140 milhões de anos Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Mais
Com cerca de oito metros de comprimento e até 3.000 quilos, o Beibeilong sinensis ("dragão bebê da China") - viveu cerca de 90 milhões de anos atrás Dasla Zelenitsky/University of Calgary/AFP Photo

Mais
Sarcófagos, estátuas funerárias e seis múmias foram encontrados por arqueólogos egípcios em um túmulo da época dos faraós no sul do país, próximo à cidade de Luxor AFP

Mais
4.abr.2017 - Parque Estadual da Pedra da Boca Wikimedia

Mais
4.abr.2017 - As paisagens pré-históricas do Parque Nacional de Sete Cidades Leandro do Nascimento/WikiParques

Mais
3.abr.2107 - Pinturas rupestres no Parna Cavernas do Peruaçu Acervo IPHAN

Mais
3.abr.2017 - Pintura rupestre no Parque Estadual Cerca Grande em Matozinhos (MG) Wikimedia

Mais
3.abr.2017 - Petroglífo no Parna Jaú, no Parque Nacional do Jaú (AM) Acervo do IPHAN

Mais
3.abr.2017 - Gruta Lapa Vermelha, onde foi encontrada Luzia no Monumento Natural Estadual da Lapa Vermelha Acervo IPHAN

Mais
28.mar.2017 - À esquerda está o osso do corvo com entalhes feitos por neandertais. No centro há um experimento em um osso de pássaro, enquanto à direita estão os testes feitos por voluntários em ossos de peru Francesco d'Errico

Mais
Estátua de alabastro da rainha Tiye em um templo funerário de Amenhotep III na região de Kom al Hitan, no Egito Reprodução/Ministério de Antiguidades do Egito

Mais
20,mar.2017 - OS PRIMEIROS FÓSSEIS DE COGUMELOS INTACTOS ENCONTRADOS - Quatro fósseis de cogumelos intactos, de pelo menos 99 milhões de anos --os mais antigos descobertos até o momento-- foram encontrados por paleontólogos da China, Nova Zelândia e Estados Unidos em Mianmar. A imagem foi divulgada pela Academia Chinesa de Ciências nesta sexta-feira (17). Os fungos fossilizados, preservados em âmber birmanês, medem entre dois e três milímetros e são de espécies diferentes. A descoberta revelou que fungos Agaricaceae já existiam 25 milhões de anos antes do até agora se sabia Xinhua

Mais
Um túmulo ricamente decorado de uma mulher de elite do período de Hallstatt foi descoberto perto do Heuneburg, Alemanha o primeiro assentamento urbano ao norte dos Alpes. A análise das madeiras do sepulcro data do sepultamento até 583 aC, a mais antiga de uma série de enterros ao norte dos Alpes e uma âncora na cronologia absoluta da Idade do Ferro na Europa. Landesamt für Denkmalpflege Baden-Württemberg/Antiquity Publications

Mais
11.jan.2017 - COMPLEXO DE CEMITÉRIOS - Um esqueleto é visto em um dos 12 cemitérios descobertos por arqueólogos suecos na cadeia de montanhas Gabal al-Silsila, perto da cidade de Aswan, no sul do Egito. Os cemitérios datam de quase 3.500 anos e remetem à época do Novo Império. Os locais teriam sido usados durante os reinados dos faraós Tutmés 3º e Amenhotep 2º. Alguns eram destinados para animais e continham uma ou duas câmaras com caixões de pedra ou de barro. Exames iniciais revelaram diversos cadáveres completos, com evidências de desnutrição e fraturas que seriam resultado de trabalho pesado. A descoberta pode ajudar historiadores a compreender melhor a saúde do Egito antigo The Ministry of Antiquities/rEUTERS

Mais
9.jan.2017 - TOMATE DE 52 MILHÕES DE ANOS - Cientistas descobriram um registro fóssil de cerca de 52 milhões de anos de uma espécie de tomate muito similar ao atual, na Patagônia. Anteriormente, pesquisadores achavam que o fruto tinha aparecido milhões de anos depois nos EUA. A descoberta do tomate pré-histórico, da família solanaceae, na Argentina mudou toda a história do grupo. Para ficar preservado pelo longo período, acredita-se que o fruto caiu no fundo de um lago em uma caldeira vulcânica. Com a ausência de oxigênio na água, o fóssil manteve sua estrutura Eduardo Ruigomez/ MEF

Mais
A MORDIDA MAIS FORTE DA HISTÓRIA - Se você pensou no leão ou no tigre-dente-de-sabre, errou. A mordida mais potente já registrada pelos cientistas entre os mamíferos é a do marsupial Didelphodon vorax, que viveu ao lado de dinossauros ferozes na era mesozoica. Ele era um predador de pequenos dinos, mostra estudo da Universidade de Washington. Os pesquisadores compararam um crânio fossilizado do Didelphodon descoberto nos EUA (foto em destaque na imagem ilustrativa) com o de mamíferos conhecidos pela forte mordida, como as hienas. Ele também tinha caninos similares aos de felinos e molares cortantes, o que permitia morder profundamente, matar, furar ovos e esmagar ossos. Burke Museum

Mais
30.nov.2016 - A FPI (Fiscalização Preventiva Integrada) do rio São Francisco descobriu desenhos pré-históricos inéditos em sítios arqueológicos localizados no território do assentamento Nova Esperança, na região do Purdinho, Alagoas Divulgação/Ministério Público de Alagoas

Mais
16.nov.2016 - Arqueólogos encontraram 94 túmulos datados dos séculos 7 ao 9 d.C, em Norfolk, na Inglaterra. No local estavam 81 caixões feitos de carvalho. Os caixões são extremamente raros feitos a partir de troncos de árvore alinhados em túmulos com tábuas de madeira. Os pesquisadores acreditam que o local tenha sido um cemitério cristão daquela época Eddie Keogh/Reuters

Mais
Exemplar fossilizado da barata Anthracoblattina mendesi Luiz Flávio Lopes

Mais
Fóssil de cérebro de dinossauro foi identificado pela primeira vez por cientistas University of Cambridge/Reuters

Mais
CEMITÉRIO DE NAVIOS PRESERVADOS NO MAR NEGRO - A primeira expedição que mapeou antigas paisagens no mar Negro tem feito grandes descobertas. O time internacional de arqueólogos encontrou no fundo das águas da região um "cemitério" de navios de tempos remotos e muito bem preservados (este da foto acredita-se que seja de cerca de mil anos atrás). No total, a pesquisa encontrou até o momento 41 navios afundados. O Mar Negro foi uma importante rota comercial para gregos, otomanos e romanos e os pesquisadores esperavam encontrar naufrágios, mas não com navios tão preservados. A preservação é graças à composição das águas da região Rodrigo Pacheco-Ruiz

Mais
10.out.2016 - Arqueólogos encontraram 113 túmulos com mais de 2.000 anos de idade, na província de Hebei, na China. Os "caixões" têm formatos de urnas e fazem parte das ruínas da cidade de Fudi. Os restos mortais de 107 crianças estavam nas tumbas. Os especialistas acreditam que a descoberta vai ajudar a entender os costumes de sepultamento daquela região e época Yang Shiyao/Xinhua

Mais
O SENHOR DOS ANÉIS - Uma descoberta rara de um túmulo intacto repleto de artefatos da Era do Bronze pode mudar o que se conhece sobre a história da Grécia. O local onde foi enterrado há cerca de 3.500 anos um guerreiro da época áurea da civilização creto-micênica, que antecede a civilização grega, continha joias preciosas, armas, espelhos (foto) e outras riquezas com características que remetem aos minóicos, civilização de cultura ainda mais antiga. Até então, pensava-se que riquezas dos minóicos tinham sido roubadas no momento em que foram conquistados pelos micênicos na ilha de Creta. O achado, contudo, indica uma troca cultural e uma convivência mais ampla entre as duas culturas, lançando novo olhar sobre a civilização micênica, base da civilização grega Universidade de Cincinnati

Mais
O SENHOR DOS ANÉIS - O túmulo descoberto por pesquisadores da Universidade do Cincinnati na cidade de Pilos possui mais de 3.500 anos. O homem enterrado no local por volta de 1.500 a.C. pode ter sido um guerreiro ou um sacerdote de cerca de 30 anos. Ao seu redor estavam mais de 2.000 objetos, incluindo quatro anéis de ouro sólido, taças de prata, pérolas, pentes de marfim, uma espada, dentre outros. Um dos anéis (foto) é o segundo maior com sinete de ouro já descoberto na região do mar Egeu. Ele mostra cinco figuras femininas reunidas em um santuário à beira do mar. Já o esqueleto foi apelidado de "guerreiro grifo", devido à presença de uma placa de marfim decorada com o animal mítico com corpo de leão e cabeça e asas de águia Universidade de Cincinnati

Mais
ESQUELETO ACHADO EM FAMOSO NAUFRÁGIO - Restos humanos bem preservados de 2.000 anos atrás foram achados no famoso naufrágio de um barco, perto de uma ilha grega, que carregava o "computador mais antigo do mundo", segundo publicou a revista Nature. O barco é famoso por carregar a "Máquina de Anticítera", um dos dispositivos tecnológicos mais antigos do mundo destinado à navegação e a eventos astronômicos, e outros tesouros descobertos no último século. O esqueleto achado agora inclui partes de um crânio com três dentes, dois ossos dos braços, pedaços de costelas e dois fêmures de um jovem. Pesquisadores esperam extrair DNA para entender melhor as pessoas a bordo do naufrágio Brett Seymour/EUA/WHOI/ARGO

Mais
15.set.2016 - Pesquisadores da Universidade George Washington (EUA) identificaram um tecido azul-índigo de 6.200 anos, em Huaca, no Peru. O pano pode ser reconhecido como a mais antiga peça de algodão azul índigo, uma cor tecnicamente desafiadora de produzir. A cor, que ficou famosa com o nascimento dos jeans por volta de 1890, era produzida através da extração de uma planta chamada Indigofera suffruticos. A produção sintética do índigo só foi possível a partir de 1880 por meio das pesquisas do químico alemão Adolf von Baeyer, que recebeu o Nobel da Química por esse feito Lauren Urana/George Washington University

Mais
9.ago.2016 - Fósseis de 2 mil anos atrás achados na última semana na Sérvia causam um mistério entre cientistas. Juntos aos restos humanos, pesquisadores encontraram dois amuletos de chumbo que continham dentro rolos de metais preciosos - ouro e prata - cobertos de símbolos e escritos. Entre os escritos, em aramaico, estão nomes de demônios conectados ao atual território da Síria. Os arqueólogos acreditam que os escritos sejam feitiços - magias eram enterradas com corpos que sofreram mortes violentas Djordje Kojadinovic/Reuters

Mais
9.ago.2016 - Arqueólogos trabalham no sítio de Viminacium, na Sérvia. Os cientistas estão tentando decifrar feitiços mágicos gravados em pequenos rolos de ouro e prata, que eles encontraram ao lado de esqueletos de seres humanos enterrados há quase 2.000 anos. Segundo os especialistas a inscrições estão em aramaico Djordje Kojadinovic/Reuters

Mais
4.ago.2016 - Um grupo de cientistas encontrou provas de uma grande inundação ocorrida há 4.000 anos no vale do rio Amarelo dariam veracidade ao mito de fundação da primeira dinastia chinesa, a Xia, segundo um estudo divulgado pela revista "Science". De acordo com essa lenda de fundação, o criador da dinastia Xia, o imperador Yu, teria drenado as águas inundadas habilitando assim as terras para a agricultura e dando início à civilização chinesa. Xinhua

Mais
1º.ago.2016 - Ao menos 80 esqueletos foram encontrados em uma vala comum no antigo cemitério grego em Falyron Delta, Atenas. Os pulsos dos esqueletos estão presos por algemas de ferro. Arqueólogos dizem que todos foram vítimas de uma execução em massa, mas o motivo é um mistério. "Eles foram executados da mesma maneira, eram jovens e saudáveis", afirmou à Reuters Stella Chyssoulaki, chefe das escavações. Testes de DNA serão feitos para estudar os esqueletos. Especialistas suspeitam que eles são vítimas de uma tentativa frustrada de golpe de estado Alkis Konstantinidis/ Reuters

Mais
Pesquisador afirma que rastros deixados por dinossauros na Bolívia não existem em outros lugares do mundo David Mercado/Reuters

Mais
27.jul.2016 - O paleontólogo Sebastian Apesteguia mede uma pegada feita por um dinossauro carnívoro há 80 milhões de anos. A pegada de 1,20 metro de diâmetro foi encontrada na cratera de Maragua, na Bolívia David Mercado/Reuters

Mais
DESTROÇOS COM CENTENAS DE ANOS ACHADOS - O Ministério da Cultura da Grécia divulgou fotos de mergulhadores investigando destroços de embarcações oriundas de períodos que variam da antiguidade até o século 19. Entre os destroços mais interessantes descobertos neste ano, estão três relativos ao período arcaico, das culturas helenística e romana, e um quarto do terceiro para o quarto século oriundo de colônias romanas no norte da África Ministério da Cultura da Grécia/AFP

Mais
10.jul.2016 - Pesquisadores em Israel afirmam ter descoberto um cemitério filisteu - seria, segundo eles, o primeiro a ser encontrado na história. O achado, ocorrido em 2013 e tornado público neste domingo (10), pode trazer respostas sobre o antigo mistério em torno da origem do povo Gil Cohen Magen/Xinhua

Mais
10.jul.2016 - Pesquisadores em Israel afirmam ter descoberto um cemitério filisteu - seria, segundo eles, o primeiro a ser encontrado na história. O achado, ocorrido em 2013 e tornado público neste domingo, pode trazer respostas sobre o antigo mistério em torno da origem do povo Amir Cohen/Reuters

Mais
8.jul.2016 - Arqueólogos encontraram no sítio de Tlailotlacan uma das ossadas mais completas do período pré-colombiano nas Américas. A chamada 'mulher de Tlailotlacana teria vivido há cerca de 1600 anos e pertencia à civilização maia Divulgação/AFP

Mais
7.jun.2016 - Arqueólogos encontraram restos mortais no local de um massacre ocorrido há 6.000 anos, em Achenheim, na Alsácia, na França. Funcionários do Instituto Nacional de Investigação Arqueológica Preventiva acreditam que os esqueletos sejam de um conflito entre recém-chegados à área. Segundo os arqueólogos, as fraturas encontradas nos esqueletos indicam que não se trata de ferimentos de batalha, mas de uma execução violenta Philippe Lefranc/AFP

Mais
HUMANOS HÁ 11 MIL ANOS EM SP - Descoberta arqueológica no interior de São Paulo pode apimentar o debate sobre a presença de povos na América. A datação de pedras lascadas de um sítio de São Manuel, no interior, feita por um laboratório americano aponta que os objetos são de 11 mil anos atrás. Os itens entram para a lista de objetos mais antigos já achados no Brasil, que variam no mesmo período - datações muito mais antigas do que esta são vistas com ceticismo por cientistas Sérgio Castro/Estadão Conteúdo

Mais
Mais um dos mistérios que envolvem o faraó Tutancâmon foi desvendado. Segundo uma pesquisa publicada na revista norte-americana "Meteoritics e Planetary Science", o punhal encontrado junto a múmia foi, de fato, feito com material vindo de um meteorito. Desde 1925, cientistas tentam comprovar as "lendas" egípcias que citavam o "ferro que caiu do céu". Agora testes científicos feitos com técnicas de fluorescência de raios X indicaram que a lâmina contém 10% de níquel e 0,6% de cobalto, concentrações de substâncias encontradas em meteoritos metálicos Divulgação/Meteoritics & Planetary Science

Mais
24.mai.2016 - Arqueólogos da Universidade Stanford escavaram ao longo do rio Wei, na China, e acharam equipamentos para fabricação de cerveja. Incluindo este funil Jiajing Wang/Universidade Stanford

Mais
18.mai.2016 - Ossos fossilizados de um mamute ficam expostos em local de escavação do INAH (Instituto Nacional de Antropologia e História do México). Os fósseis datam do Pleistoceno e foram descobertos em dezembro de 2015 por trabalhadores enquanto cavavam uma fossa séptica. A foto da descoberta foi divulgada pelo INAH na quarta-feira (18) INAH/Reuters

Mais
16.mai.2016 - Artefatos de um navio mercante que afundou ao largo do antigo porto da Cesareia, no Mediterrâneo, há 1.600 anos, durante o período Romano, são apresentados à imprensa por autoridades israelenses. Elas afirmaram que os restos do navio estavam "intactos no fundo do mar" e incluíam âncoras de ferro e fragmentos de jarras usadas pela tripulação para beber água. A localização e distribuição dos fragmentos sugere que o navio levava cargas de metal para reciclagem Jack Guez/AFP

Mais
28.abr.2016 - Moedas de bronze da era romana foram encontradas em um parque de Sevilha, na Espanha. Cerca de 19 ânforas, contendo em torno de 600 kg de moedas de bronze do século 4 foram recuperadas e estão expostas no museu de arqueologia da cidade Gogo Lobato/AFP

Mais
23.abr.2016 - Cem anos depois da Primeira Guerra Mundial, arqueólogos descobriram inscrições de soldados nas paredes da passagem de Naours, na França. O achado fica próximo do local onde aconteceu a batalha de Somme Francois Nascimbeni/AFP

Mais
22.abr.2016 - Arqueólogos estudam tampa de urna funerária em sítio arqueológico, em São José dos Campos, em São Paulo. A peça foi encontrada em local pertencente a tribo tupi-guarani Lucas Lacaz Ruiz/A13/Ag. O Globo

Mais
Um enorme dente de cachalote foi achado em uma praia em Beaumaris Bay, perto de Melbourne (Austrália). O dente fossilizado mede 30 cm e teria 5 milhões de anos Museum Victoria/AFP

Mais
A descoberta foi feita na Cidade de Davi, região habitada mais antiga de Jerusalém Adina Graham/Ir David Foundation/AP

Mais
Neshama Spielman,12, descobriu o amuleto com o nome do Tutmés 3º quando tinha oito anos Adina Graham/Ir David Foundation/AP

Mais
4.abr.2016 - Arqueólogos descobriram restos humanos antigos e diversas práticas funerárias em um dos lugares mais misteriosos da Ásia, a Planície dos Jarros na província de Xieng Khouang, em Laos. Os pesquisadores pretendem descobrir a razão dos corpos estarem enterrados ao lado de frascos. Este será o primeiro grande esforço desde 1930 para tentar entender o propósito do uso dos recipientes AFP

Mais
1.abr.2016 - Entrada da tumba de Tutancâmon, no Egito Mohamed El-Shahed/AFP Photo

Mais
1.abr.2016 - Tumba de Tutancâmon, no Egito Mohamed El-Shahed/AFP Photo

Mais
1.abr.2016 - Tumba de Tutancâmon, no Egito Amr Nabil/AP Photo

Mais
1.abr.2016 - Tumba de Tutancâmon, no Egito Amr Nabil/AP Photo

Mais
1.abr.2016 - Tumba de Tutancâmon, no Egito Amr Nabil/AP Photo

Mais
1.abr.2016 - Tumba de Tutancâmon, no Egito Mohamed El-Shahed/AFP Photo

Mais
1.abr.2016 - Turistas norte-americanos visitam túmulo de Tutancâmon, no Egito Amr Nabil/AP Photo

Mais
16.mar.2016 - Arqueólogos encontram em Omã, objetos de navio naufragado em 1503 e que seria da armada de Vasco da Gama. O navio é, de acordo Ministério do Patrimônio e da Cultura, a mais antiga embarcação dos descobrimentos portugueses encontrado e cientificamente investigado por pesquisadores Fotos Públicas/Blue Water Recoveries company

Mais
15.mar.2016 - Escavações arqueológicas encontraram restos do castelo de Phalecque, que datam do século 16, em Lila, na França. O Instituto Nacional de Investigação Arqueológica Preventiva comunicou que a descoberta é importante para conhecer a história da cidade JP Pepek Balloide/AFP

Mais
2.mar.2016 - Arco que pode ter sido construído no século 17 foi encontrado durante obras da Prefeitura de Porto Calvo Adelmo Monteiro

Mais
26.fev.2016 - A UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro) recebeu fósseis de 400 milhões de anos encontrados no Brasil. A universidade avaliará os objetos, que são oriundos do Programa de Monitoramento e Salvamento Paleontológico e foram achados em regiões que compreendem do Mato Grosso ao Triângulo Mineiro. Os fósseis, de origem animal, estão em 86 blocos de pedra L. Adolfo/Estadão Conteúdo

Mais
17.fev.2016 - Arqueólogos descobriram um antigo assentamento de 7.000 anos no norte de Jerusalém, em Israel, que seria o mais antigo já encontrado nesta região Assaf Peretz/Autoridade Israelense de Antiguidades/AP

Mais
17.fev.2016 - Arqueólogos encontraram essa tigela de basalto um antigo assentamento de 7.000 anos no norte de Jerusalém, em Israel, que seria o mais antigo já encontrado nesta região Assaf Peretz/Autoridade Israelense de Antiguidades/AP

Mais
Escavações na Inglaterra Andrew Testa/The New York Times

Mais
27.jan.2016 - Arqueólogos trabalham em um túmulo no cemitério Luhunrong, em Yichuan County, na China. De acordo com o Instituto Provincial de Relíquias Cultura e Arqueologia, o cemitério tem cerca de 2.600 anos Zhang Xiaoli/Xinhua

Mais
Imagem mostra crânio com traços de afundamento, encontrado perto do lago Turkana, no Quênia, em um local chamado Nataruk. Cientistas afirmaram que o esqueleto corresponde a evidência mais antiga de uma guerra. O fóssil faz parte de um grupo de pessoas massacradas, mortas por ataques de flecha e lâminas de pedra há cerca de 10 mil anos Marta Mirazon Lahr/Cambridge University/Reuters

Mais
20.jan.2016 - O esqueleto de um homem foi encontrado deitado no sedimento de uma lagoa a 30 km a oeste do Lago Turkana, no Quênia, em um local chamado Nataruk. Ele tinha sinais de múltiplas lesões na parte da frente e no lado esquerdo dele. Cientistas afirmaram que o esqueleto corresponde a evidência mais antiga de uma guerra. O fóssil faz parte de um grupo de pessoas massacradas, mortas por ataques de flecha e lâminas de pedra há cerca de 10 mil anos Marta Mirazon Lahr/Cambridge University/Reuters

Mais
O animal viveu nos períodos Jurássico e Cretáceo e, segundo paleontólogos russos, é o primeiro exemplar da espécie encontrado na Colômbi Consol/Divulgação

Mais
14.jan.2016 - O maior fóssil intacto da baleia Basulosaurus isis é exposto no Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O governo inaugurou o primeiro museu de fósseis no Oriente Médio no local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, na tentativa de atrair turistas, afugentados pelos recentes ataques de radicais no país Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Este fóssil gigante é de uma baleia e está exposto do lado de fora do Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O espaço foi inaugurado na quinta-feira (14) em um local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, na tentativa de atrair turistas, afugentados pelos recentes ataques de radicais no país Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Este fóssil gigante é de uma baleia e está exposto do lado de fora do Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O espaço foi inaugurado na quinta-feira (14) em um local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, na tentativa de atrair turistas, afugentados pelos recentes ataques de radicais no país Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - O Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan tem um formato interessante e fica no oásis de Fayoum, no Egito, local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Nele, estão expostos fósseis gigantes de baleias e outros animais pré-históricos. É uma tentativa do governo egípcio de atrair turistas, afugentados pelos conflitos armados ocorridos no país Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Visitante observa fóssil gigante de uma baleia Basilosaurus isis exposta no Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, durante a sua inauguração, no oásis de Fayoum, no Egito, local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. O animal foi um cetáceo pré-histórico que viveu entre 34 e 39 milhões de anos atrás, considerado antigo parente dos golfinhos e baleias atuais Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Este fóssil gigante é de uma baleia e está exposto do lado de fora do Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O espaço foi inaugurado na quinta-feira (14) em um local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, na tentativa de atrair turistas, afugentados pelos recentes ataques de radicais no país Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - O maior fóssil intacto da baleia Basilosaurus isis é exposto no Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O animal foi um cetáceo pré-histórico que viveu entre 34 e 39 milhões de anos atrás, considerado antigo parente dos golfinhos e baleias atuais. O governo inaugurou o primeiro museu de fósseis no Oriente Médio no local considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, na tentativa de atrair turistas, afugentados pelos recentes ataques de radicais no país. Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Com a estratégia de atrair turistas, afugentados pelos recentes conflitos armados no Egito, nada mais lógico que enviar soldados do Exército para fazer a segurança durante a inauguração do Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O local é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. O museu é o primeiro a reunir fósseis no Oriente Médio Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Com a estratégia de atrair turistas, afugentados pelos recentes conflitos armados no Egito, nada mais lógico que enviar soldados do Exército para fazer a segurança durante a inauguração do Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito. O local é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. O museu é o primeiro a reunir fósseis no Oriente Médio Thomas Hartwell/AP

Mais
14.jan.2016 - Tapete vermelho é estendido no meio da região desértica onde foi erguido o Museu de Fósseis e Mudanças Climáticas Wati El Hitan, no oásis de Fayoum, no Egito, o primeiro a reunir fósseis no Oriente Médio. O local é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco Thomas Hartwell/AP

Mais
13.jan.2016 - Artefatos de pedra foram encontrados espalhadas sobre a superfície de cascalho próximo a Talepu, na ilha indonesa de Sulawesi. Cientistas anunciaram a descoberta de ferramentas de pedra de pelo menos 118 mil anos, indicando uma presença humana. Eles disseram que nenhum fóssil desses indivíduos foram encontrados perto dos artefatos, o que deixa a identidade dos produtores das ferramentas em um completo mistério Erick Setiabudi/Reuters

Mais
13.JAN.2016 - Um estudo feito por pesquisadores brasileiros com pontas de projéteis em pedra lascada sugere que o povoamento da América do Sul pode ser mais antigo do que se imagina. Antes se acreditava que a cultura Clovis, do Novo México (EUA), fosse a mais antiga das Américas, pois foram encontradas de pedra de 13,5 mil anos. No entanto, pontas achadas na Argentina têm datações que variam entre 12,9 mil e 12,3 mil. Já as de Monte Verde (Chile), datam também de 13,5 mil anos, enquanto o sítio arqueológico onde foram encontradas era ocupado há pelo menos 18 mil anos. As 32 pontas de projéteis encontradas no Brasil, e reunidas no estudo, não possuem data definida mas foram encontradas em sítios arqueológicos que datam, o mais antigo, de 32 mil anos Mercedes Okumura/Agência Fapesp/Divulgação

Mais
12.jan.2016 - Uma peça arqueológica achada em Kaha Kamasa (cidade branca, na linguagem Misquito) é mostrada na base áerea de El Aguacate, no nordeste de Tegucigalpa, em Honduras. O país iniciou uma grande escavação arqueológica em busca da misteriosa e antiga "Cidade Branca", envolta por lendas seculares e que fica supostamente escondida na floresta Orlando Sierra/AFP

Mais
Tábua suméria encontrada pela polícia da Bulgária Laura Boushnak/The New York Times

Mais
12.jan.2016 - Imagem cedida pelo Departamento de Arqueologia da Universidade de Cambridge mostra vestígios de edifícios circulares construídos durante a Idade do Bronze ( 3300 a.C.) encontrado na pedreira Must Farm, Whittlesey, Reino Unido no último dia 8 de janeiro. A escavação recuperou vários instrumentos e objetos pertencentes a época e permitirá um estudo mais detalhado de como era a vida naquela época. Segundo os arqueólogos, o assentamento foi destruído pelo fogo e, posteriormente coberto pelo rio, graças ao qual os objetos encontrados nos sedimentos de turfa do rio Nene foram preservados em condições extraordinárias Cambridge Archeology Unit/EFE

Mais
Quipos da civilização inca Meridith Kohut/The New York Times

Mais
Pesquisadores amadores no rastro de dinossauros nos EUA Matthew Staver/The New York Times

Mais
Pesquisadores amadores no rastro de dinossauros nos EUA Matthew Staver/The New York Times

Mais
30.dez.2015 - Mosaico é encontrado em escavações de monastério bizantino nos arredores de Rosh Ha'Ayin, em Israel. É possível ler no mosaico a seguinte mensagem: "Este lugar foi construído sob o mandato do sacerdote Theodosius. Que a paz esteja contigo quando vieres, que a pazes esteja contigo quando fores. Amém". Mais que um edifício religioso, o monastério, datado do ano 500 d.C., era uma edificação dedicada a agricultura e pecuária Jim Hollander/EFE

Mais
24.dez.2015 - Um funcionário do governo israelenses segura uma escultura de um cordeiro de mármore encontrada durante escavações perto da igreja da Cesareia, em Israel. Os especialistas acreditam que o cordeiro seja parte da decoração da igreja no século 6 ou 7 Jack Guez/AFP

Mais
18.dez.2015 - Visitante faz uma "selfie" com a máscara mortuária do faraó Tutancâmon, no Museu Egípcio do Cairo. Administração local liberou fotografias com câmeras e celulares em suas instalações, como estratégia de atrair mais turistas. A máscara de Tutancâmon voltou a ser exibida esta semana, após restauração Meng Tao/Xinhua

Mais
14.dez.2015 - O Museu Arqueológico de Madri, na Espanha, recebe a múmia guanche de Barranco de Herques, exemplo de restos mumificados das culturas pré-hispânicas das Ilhas Canárias com os quais o museu abre um espaço temático Emilio Naranjo/EFE

Mais
7.dez.2015 - Um pingente de jade que data da dinastia Han, da antiga China (206 a.C a 24 d.C) foi desenterrado do túmulo do Marquês de Haihun, em Nanchang, capital da província de Jiangxi, no leste da China Wan Xian/Xinhua

Mais
2.dez.2015 - Uma marca de argila conhecida como uma bolha, que foi descoberta em escavações perto da Cidade Velha de Jerusalém, e mais tarde descobriu-se parte do selo do bíblico do Rei Ezequias, foi apresentada durante uma entrevista na Universidade Hebraica, em Jerusalém Amir Cohen/Reuters

Mais
30.nov.2015 - Uma das ferramentas feitas a partir de pedra encontradas no sítio arqueológico de Monte Verde, no Chile. Novas descobertas apontam que a América do Sul contou com humanos há até 18.000 anos, contrariando teoria de que os primeiros habitantes não chegaram antes de 13.000 anos atrás. Na foto, pedra feita há entre 15.000 e 16.000 anos, encontrada no Chile. Tom Dillehay/Divulgação/Vanderbilt University

Mais
28.nov.2015 - As primeiras análises no túmulo do faraó Tutancâmon, no Egito, indicaram a existência de "algo" nas paredes locais. De acordo Departamento de Antiguidades egípcio, existe a possibilidade de ser uma câmara secreta. No entanto, os pesquisadores advertiram que ainda não existem conclusões sobre o tema e é preciso esperar pelas análises que serão feitas por especialistas do Japão. Cientistas afirmam que há chances de que o túmulo da rainha Nefertiti esteja escondido nessa câmara oculta Mohamed Abd El Ghany/ Reuters

Mais
26.nov.2015 - Arqueólogos peruanos trabalham em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Se trata de quatro adultos: três mulheres e um homem. Os corpos foram enterrados sentados, envolvidos em tecidos e cordas. Havia ainda vasilhas de cerâmica, mate e instrumentos relacionados à atividade têxtil, enterrados junto aos corpos como oferendas Cris Bouroncle/AFP

Mais
26.nov.2015 - Arqueólogo trabalha em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Os corpos de três mulheres e um homem foram encontrados em cima da Grande Pirâmide em tumbas individuais. Todos eles estavam sentados, envolvidos com tecidos e cordas, e foram enterrados com oferedas, como tigelas de cerâmicas, mate e instrumentos ligados à atividade têxtil Mariana Bazo/Reuters

Mais
26.nov.2015 - Arqueólogo trabalha em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Até o momento, as investigações mostram que a parte de cima da Grande Pirâmide, onde os corpos foram encontrados, pode ter sido usado como local de enterro de pessoas da elite Martin Mejia/AP

Mais
26.nov.2015 - Arqueólogo estuda ossada encontrada em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Os corpos de três mulheres e um homem foram encontrados sentados dentro de tumbas individuais, em cima da Grande Pirâmide. Escavações anteriores já haviam confirmado de os ichmas era agricultores e tecelões e que viviam no pé do sítio arqueológico, onde secavam suas colheitas e ofereciam oferendas em forma de alimentos e algodão Mariana Bazo/Reuters

Mais
26.nov.2015 - Arqueóloga estuda ossada encontrada em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Os corpos de três mulheres e um homem foram encontrados sentados dentro de tumbas individuais, em cima da Grande Pirâmide. Escavações anteriores já haviam confirmado de os ichmas era agricultores e tecelões e que viviam no pé do sítio arqueológico, onde secavam suas colheitas e ofereciam oferendas em forma de alimentos e algodão Martin Mejia/AP

Mais
26.nov.2015 - Arqueóloga estuda ossada encontrada em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Os corpos de três mulheres e um homem foram encontrados em cima da Grande Pirâmide em tumbas individuais. Todos eles estavam sentados, envolvidos com tecidos e cordas, e foram enterrados com oferedas, como tigelas de cerâmicas, mate e instrumentos ligados à atividade têxtil Cris Bouroncle/AFP

Mais
26.nov.2015 - Arqueólogo caminha em sítio arqueológico conhecido como Huaca Pucllana, que funcionava como centro cerimonial, em Miraflores, Lima (Peru). No local, foram encontradas quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. A. Se trata de quatro adultos: três mulheres e um homem. Os corpos foram enterrados sentados, envolvidos em tecidos e cordas. Havia ainda vasilhas de cerâmica, mate e instrumentos relacionados à atividade têxtil, enterrados junto aos corpos como oferendas Ernesto Arias/EFE

Mais
26.nov.2015 - Arqueóloga estuda ossada encontrada em local conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima (Peru), após descobrirem quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. Os corpos de três mulheres e um homem foram encontrados em cima da Grande Pirâmide em tumbas individuais. Todos eles estavam sentados, envolvidos com tecidos e cordas, e foram enterrados com oferedas, como tigelas de cerâmicas, mate e instrumentos ligados à atividade têxtil Ernesto Arias/EFE

Mais
26.nov.2015 - Uma equipe de arqueólogos encontrou quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. A imagem mostra uma das tumbas encontradas em cima da Grande Pirâmide feita em adobe, que forma parte do centro cerimonial conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima. Se trata de quatro adultos: três mulheres e um homem. Os corpos foram enterrados sentados, envolvidos em tecidos e cordas. Havia ainda vasilhas de cerâmica, mate e instrumentos relacionados à atividade têxtil, enterrados junto aos corpos como oferendas Ernesto Arias/EFE

Mais
ENTERRADOS SENTADOS NO PERU - Uma equipe de arqueólogos encontrou quatro tumbas pertencentes à cultura pré-hispânica ichma, civilização que existiu na costa central do Peru entre os anos de 1000 a 1450 d.C. A imagem mostra uma das tumbas encontradas em cima da Grande Pirâmide feita em adobe, que forma parte do centro cerimonial conhecido como Huaca Pucllana, em Miraflores, Lima. Se trata de quatro adultos: três mulheres e um homem. Os corpos foram enterrados sentados, envolvidos em tecidos e cordas. Havia ainda vasilhas de cerâmica, mate e instrumentos relacionados à atividade têxtil, enterrados junto aos corpos como oferendas Ernesto Arias/EFE

Mais
19.nov.2015 - Um jardineiro encontrou em um pomar de cerejeiras um verdadeiro tesouro numismático enterrado: cerca de 4.000 moedas que datam do século 3 d.C. em Ueken, na Suíça. As peças foram levadas para o Serviço Cantonal de Proteção ao Patrimônio da Argóvia AFP

Mais
17.nov.2015 - Funcionário da Autoridade Israelense de Antiguidade se senta perto de um mosaico de 1.700 anos, que serviu como piso na sala de estar de uma casa durante os períodos romano e bizantino, apresentado ao público pela primeira vez na cidade de Lod, no centro de Israel. O mosaico retrata cenas de animais sendo caçados, peixes, flores em cestas, vasos e aves. Outro mosaico, que foi descoberto em uma escavação na parte norte do sítio arqueológico no início dos anos 1990, tem sido exibido em alguns dos maiores museus do mundo, como o Metropolitan (EUA), Louvre (França), State Hermitage (Rússia) Menahem Kahana/AFP

Mais
17.nov.2015 - Um esqueleto que data de quase 10 mil anos foi encontrado no abrigo Kotias Klde, no oeste da Geórgia. O DNA extraído do crânio e de um dente molar da ossada está ajudando a desvendar a ascendência multifacetada dos europeus modernos. Segundo cientistas da Universidade de Cambrigde, no Reino Unido, que sequenciaram o genoma, essa linhagem teria surgido da mistura das populações de caçadores-coletores, que resistiram à era glacial, com outras populações ancestrais Eppie Jones / Universidade de Cambridge/ Reuters

Mais
16.nov.2015 - Uma equipe internacional conseguiu decifrar parte do genoma da múmia de um menino inca de 7 anos foi sacrificado há 500 anos em um ritual chamado capacocha, em que se levava para o topo das montanhas crianças saudáveis para serem mortas e abandonadas. O corpo do garoto foi encontrado no monte Aconcágua, na Argentina, em 1985, por montanhistas. Essa foi a primeira vez que pesquisadores conseguiram isolar e colocar em ordem os genes de uma múmia. A descoberta sugere que a região da Cordilheira dos Andes tinha muito mais diversidade genética antes da chegada dos espanhóis no continente americano Nature/Reprodução

Mais
11.nov.2015 - Foto feita do alto mostra monumento pré-histórico feito em pedra conhecido como Rujm el-Hiri, que em árabe quer dizer "pilha de pedras do gato selvagem", enquanto um piloto de parapente sobrevoa o lugar, em foto feita em 24 de julho de 2014. Por séculos, o monumento passou desapercebido mesmo estando em uma área descampada nas Colinas de Golã, em Israel. Só depois que Israel capturou o território da Síria em 1967, arqueólogos que estudavam a região descobriram o monumento, que seria contemporâneo de Stonehenge, na Inglaterra, sendo é uma das mais antigas e mais misteriosas estruturas do Oriente Médio Chen Katz/Reuters

Mais
5.nov.2015 - Esqueletos sepultados no século 19 são descobertos no subsolo de uma rua no coração do campus da New York University, em NY, durante as obras para trocar a tubulação de água principal da via. Acredita-se que as criptas sejam parte do cemitério de uma Igreja Presbiteriana. Há corpos de entre nove e 12 pessoas e alguns caixões de madeira. No fim do século 17, a região era palco de execuções públicas. Arqueólogos trabalharão na tentativa de identificar os corpos, se possível New York City Department of Design and Construction via AP

Mais
4.nov.2015 - Cemitério encontrado no Recife Antigo pode estar ligado ao período holandês Ashley Melo/JC Imagem

Mais
3.nov.2015 - Local em Jerusalém onde foram encontrados resquícios de uma fortaleza grega citada na Bíblia, na Cidade Velha, em Jerusalém. Após um século de buscas, arqueólogos disseram ter descoberto os resquícios do local que já foi um centro de poder em Jerusalém e um bastião usado para conter uma rebelião judaica comemorada no livro bíblico dos Macabeus Ronen Zvulun/Reuters

Mais
20.out.2015 - Restaurador alemão Christian Eckmann examina a barba da máscara dourada do famoso rei Tutancâmon. A peça está sendo restaurada mais de um ano após ser quebrada acidentalmente e colada com resina epóxi no Museu Egípcio, no Cairo. A máscara faraônica tem cerca de 3.300 anos de idade e foi descoberta na tumba de Tutancâmon, juntamente com outros artefatos, por arqueólogos britânicos em 1922 Amr Nabil/AP

Mais
ANCESTRAL CHINÊS - O "Homo sapiens" chegou ao que hoje é a China entre 80 mil e 120 mil anos atrás. A descoberta mostra que nosso ancestral saiu do continente africano cerca de 70.000 anos antes do que se pensava. A pesquisa, publicada na revista Nature, foi possível após os pesquisadores encontrarem dentes humanos em uma caverna na província chinesa de Hunan. As descobertas colocam ainda em evidência que os primeiros humanos tal e como conhecemos - que supostamente emergiram na África Oriental há 200.000 anos - foram chineses antes de serem europeus S. Xing e X-J. Wu/via Reuters

Mais
Ao menos três esqueletos de dinossauros ainda no ovo ou pouco após a eclosão no momento da morte foram descobertos na região chamada "tumba do dragão" no deserto de Gobi na Mongólia - anunciaram nesta quarta-feira (14) os cientistas belgas AFP PHOTO / Dewaele et al

Mais
RATO ANCESTRAL - RATO ANCESTRAL - A descoberta de um fóssil de 125 milhões de anos pode ajudar os cientistas a entender a evolução das espinhos e dos pelos entre mamíferos. O fóssil da espécie "Spinolestes xenarthrosus", semelhante a um rato, foi encontrado em Cuenca, na Espanha. Este fóssil estava muito bem preservado, com pelos (e seus folículos preservados), além de órgãos e tinha até uma infecção por fungos. Antes dele, o animal com pelos e espinhos mais preservados que se tinha notícia tinha cerca de 60 milhões de anos a menos que este. Acredita-se que os "Spinolestes xenarthrosus" mediam cerca de 24 centímetros e possuíam um peso estimado entre 50 e 70 gramas. Os resultados foram obtidos por pesquisadores da Universidade Autônoma de Madri e da Universidade de Chicago e serão publicados na revista Nature nesta quinta-feira (15) Georg Oleschinski/via Reuters/Oscar Sanisidro/Ilustração

Mais
14.out.2015 - Arqueólogos da UFPE descobrem sítio pré-histórico em Araçoiaba Fernando da Hora/JC Imagem

Mais
5.out.2015 - Uma antiga estátua Moai observa a noite estrelada. "As estátuas andaram!", diziam os moradores da Ilha de Páscoa. Arqueólogos ainda tentam entender como --e se a fábula era uma advertência de desastre ambiental ou celebração da perspicácia humana Randy Olson/National Geographic Creative

Mais
29.set.2015 - PRÉ-HISTÓRIA - Pelo fossilizado de morcego conhecido como Palaeochiropteryx hassianycteris encontrado em Messel, na Alemanha. A pigmentação, baseada em microscópicas estruturas, permite saber a cor da espécie de 49 milhões de anos: marrom avermelhada Anika Vogel/Handout/Reuters

Mais
29.set.2015 - Tomografia de rosto de múmia de Pompeia, atingida pela erupção do Vesúvio, em 79 d.C. Dentes eram perfeitos, consequência de alimentação saudável das vítimas Superintendência Arqueológica de Pompeia/EFE

Mais
29.set.2015 - Tomografia axial computadorizada de múmia de Pompeia, na Itália. Um projeto investiga os hábitos e as classes sociais das vítimas da erupção do Vesúvio, no ano 79 d.C. Superintendência Arqueológica de Pompeia/EFE

Mais
29.set.2015 - Tumba de Tutancâmon, no Vale dos Reis, em Luxor, Egito. O egiptologista britânico Nicholas Reeves está no local para comprovar sua tese de que a múmia da rainha Nefertite, desaparecida desde 1330 a.C., está em uma sala secreta anexa ao sarcófago Khaled Desouki/AFP

Mais
26.set.2015 - Especialistas abrem sarcófago que abriga uma múmia egípcia que pertence ao Museu Real de Arte e História da Bélgica, antes de ela ser escaneada pelo departamento de imagem médica das Clínicas Universitárias Saint-Luc, em Bruxelas. A múmia será exibida ao público durante a mostra 'Sarcófagos, sob as estrelas de Nut' a partir de 15 de outubro no museu Cinquentenário Julien Warnand/EPA/Efe

Mais
25.set.2015 - O pesquisador Silvano Vinceti posa para fotografos em frente a local de escavações dentro do monastério de Sant'Orsola, Florença, Itália, onde arqueólogos encontraram ossos que acreditam ser de Lisa Gherardini, a mulher pode ter posado para Leonardo Da Vinci para o famoso quadro da Monalisa. Vinceti disse durante uma conferência de imprensa que ele não pode dizer com certeza se os ossos desenterrados no mosteiro são os da nobre da era renascentista Francesco Bellini/AP

Mais
NOVA ESPÉCIE - Cientistas do Museu Universidade do Alasca do Norte descobriram uma nova espécie de dinossauro, a "Ugrunaaluk kuukpikensis", que habitou a encosta norte da região, no período cretáceo. A espécie se alimentava de plantas espessas e, por isso, possuía uma arcada dentária forte. O Ugrunaaluk chegava a medir até nove metros de comprimento e é do tipo hadrossauro, ou seja, possui uma espécie de "bico de pato". Esses animais viviam na escuridão por meses e provavelmente enfrentavam a neve. Outras duas espécies já foram identificadas na região, uma que se alimentava de plantas e a outra era carnívora. O estudo foi publicado nesta terça-feira (22) no periódico Acta Palaeontologica Polonica Ilustração de James Havens

Mais
NOVA ESPÉCIE - Cientistas do Museu Universidade do Alasca do Norte descobriram uma nova espécie de dinossauro, a "Ugrunaaluk kuukpikensis", que habitou a encosta norte da região, no período cretáceo. A espécie se alimentava de plantas espessas e, por isso, possuía uma arcada dentária forte. O Ugrunaaluk chegava a medir até nove metros de comprimento e é do tipo hadrossauro, ou seja, possui uma espécie de "bico de pato". Esses animais viviam na escuridão por meses e provavelmente enfrentavam a neve. Outras duas espécies já foram identificadas na região, uma que se alimentava de plantas e a outra era carnívora. O estudo foi publicado nesta terça-feira (22) no periódico Acta Palaeontologica Polonica Pat Druckenmiller/Museu Universidade do Alasca do Norte

Mais
22.set.2015 - Esqueletos de soldados mortos na batalha de Lutzen (1632), são fotografados em uma vala comum no museu de Halle/ Saale, na Alemanha. Restos mortais de 47 soldados encontrados em uma vala comum serão exibido em uma exposição chamada "Uma busca arqueológica", que estará aberta ao público de 6 de novembro de 2015 a 22 de maio de 2016. A batalha de Lutzen aconteceu durante a Guerra dos Trinta Anos: conflito entre católicos e protestantes marcou Europa de 1618 a 1648 Jan woitas/EFE

Mais
21.set.2015 - Um piso de mosaico em forma de cruz foi encontrado em uma sepultura em um sítio arqueológico na floresta de Ben Shemen, perto da cidade israelense de Modiin. Amit Reem, arqueólogo israelense que trabalha para a Autoridade de Antiguidades de Israel, afirmou que o símbolo pode indicar que a pessoa enterrada era importante Dan Balilty/AP

Mais
17.set.2015 - 17.set.2015 - Esqueletos de soldados do grande exército de Napoleão são descobertos por arqueólogos em um canteiro de obras em Frankfurt, na Alemanha. Os restos mortais fazem parte da tropa de 200 mil soldados do Exército napoleônico mortos em 1813, durante o caminho de volta à Europa, após serem derrotados na Rússia Daniel Roland/AFP

Mais
15.set.2015 - Equipe de pesquisadores peruanos e japoneses encontraram no norte do Peru uma tumba com cerca de 2.700 anos em que estavam restos de sacerdotes da cultura pré-incaica de Pacopampa. No centro da foto está uma escultura de cerâmica como representação de uma serpente Projeto Arqueológico de Pacopampa/EFE

Mais
15.set.2015 - Um esqueleto de mil anos foi descoberto entre as raízes de uma árvore na cidade irlandesa de Collooney, após uma forte tempestade derrubar a planta, que tinha 200 anos. Os restos mortais são de um homem entre 17 e 25 anos e marcas no esqueleto sugerem que ele morreu após ser golpeado por uma lâmina afiada. Análises de radio carbono indicam que a morte aconteceu entre 1030 e 1200 d.C. Reprodução/Facebook/Sligo-Leitrim Archaeological Services

Mais
15.set.2015 - Um esqueleto de mil anos foi descoberto entre as raízes de uma árvore na cidade irlandesa de Collooney, após uma forte tempestade derrubar a planta, que tinha 200 anos. Os restos mortais são de um homem entre 17 e 25 anos e marcas no esqueleto sugerem que ele morreu após ser golpeado por uma lâmina afiada. Análises de radio carbono indicam que a morte aconteceu entre 1030 e 1200 d.C. Reprodução/Facebook/Sligo-Leitrim Archaeological Services

Mais
10.set.2015 - Fragmentos de ossos são organizados com partes do esqueleto do 'Homo Naledi', a espécie recém-descoberta classificada dentro do gênero Homo, ao qual pertence o homem moderno. Juntos, os fragmentos mostram uma surpreendente mistura de características primitivas e semelhantes a da raça humana Themba Hadebe/AP

Mais
10.set.2015 - Os fósseis que fazem parte do esqueleto do 'Homo Naledi' foram encontrados em uma caverna profunda de difícil acesso, perto de Johannesburgo (África do Sul), na área arqueológica conhecida como "Berço da Humanidade", que é considerada patrimônio mundial pela Unesco Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Em 2013 e 2014, os cientistas encontraram mais de 1.550 ossos que pertenceram a, pelo menos, 15 indivíduos, incluindo bebês, adultos jovens e pessoas mais velhas. Todos apresentavam uma morfologia homogênea e pertenciam a uma "nova espécie do gênero humano que era desconhecida até então" Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Cientista mostra a reconstrução da face do Homo Naledi durante o anúncio da descoberta em Magaliesburg, na África do Sul. Um conjunto de ossos mostrou que o novo membro da árvore genealógica humana apresenta uma surpreendente mistura de características humanas e primitivas Themba Hadebe/AP

Mais
10.set.2015 - O vice-presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, segura uma réplica do crânio da espécie Homo Naledi, recém-descoberta no país. Fósseis do acestral humano foram encontrados em uma caverna profunda de difícil acesso, perto de Johannesburgo, na área arqueológica conhecida como "Berço da Humanidade", que é considerada patrimônio mundial pela Unesco Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Os fósseis que fazem parte do esqueleto do Homo Naledi foram encontrados em uma caverna profunda de difícil acesso, perto de Johannesburgo (África do Sul), na área arqueológica conhecida como "Berço da Humanidade", que é considerada patrimônio mundial pela Unesco Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Arcada dentária do Homo Naledi foi encontrada em caverna profunda de difícil acesso, perto de Johannesburgo (África do Sul), na área arqueológica conhecida como "Berço da Humanidade", que é considerada patrimônio mundial pela Unesco Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Os fósseis que fazem parte do esqueleto do Homo Naledi foram encontrados em uma caverna profunda de difícil acesso, perto de Johannesburgo (Áfica do Sul), na área arqueológica conhecida como "Berço da Humanidade", que é considerada patrimônio mundial pela Unesco Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Fragmentos de ossos são organizados com partes do esqueleto do Homo Naledi, a espécie recém-descoberta classificada dentro do gênero Homo, ao qual pertence o homem moderno. Juntos, os fragmentos mostram uma surpreendente mistura de características primitivas e semelhantes a da raça humana Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Fragmentos de ossos são organizados com partes do esqueleto do Homo Naledi, a espécie recém-descoberta classificada dentro do gênero Homo, ao qual pertence o homem moderno. Juntos, os fragmentos mostram uma surpreendente mistura de características primitivas e semelhantes a da raça humana Siphiwe Sibeko/Reuters

Mais
10.set.2015 - Arqueólogos da equipe do Museu Britânico escavam no sítio da faculdade Freres, no sul da cidade libanesa de Sidon, depois que a equipe encontrou artefatos e crânios que remontam ao período das cruzadas (1095-1291). As cruzadas foram movimentos que partiram da Europa em direção à Terra Santa e à cidade de Jerusalém com o intuito de conquistá-las, ocupá-las e mantê-las sob domínio cristão Mahmoud Zayyat/AFP

Mais
10.set.2015 - Uma antiga espécie do gênero humano desconhecida até agora foi descoberta em uma caverna da África do Sul, onde foram exumados os ossos de 15 hominídeos, anunciou nesta quinta-feira uma equipe internacional de cientistas. A nova espécia foi batizada de 'Homo Naledi' e classificada dentro do gênero Homo, ao qual pertence o homem moderno Mark Thiessen/National Geographic

Mais
3.set.2015 - Diretor da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA), Saar Ganor, limpa a tampa de um sarcófago original da era romana adornada com a escultura de um jovem, em um depósito da cidade de Bet Shemesh. O sarcófago, com idade estimada em 1.800 anos e requintadas esculturas de figuras mitológicas greco-romanas, foi encontrado por trabalhadores em um canteiro de obras na cidade costeira israelense de Ashkelon. Durante a retirada, os trabalhadores acabaram danificando a relíquia Menahem Kahana/AFP

Mais
26.ago.2015 - Doze esqueletos humanos de judeus hereges que datam do século 16 e 17, prováveis vítimas da inquisição lusa, foram encontradas por arqueólogos em um monte em Évora, em Portugal EFE

Mais
25.ago.2015 - Arqueólogo trabalha na restauração de um artefato antigo no Grande Museu Egípcio, em Giza, Egito Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Mais
17.ago.2015 - FLOR ANCESTRAL - Paleobotânicos da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, juntamente com colegas europeus, identificaram uma planta de água doce de 125 milhões de anos, uma das primeiras angiospermas com flores encontradas no planeta Terra. A imagem foi publicada na segunda-feira (17) no periódico da Academia de Ciências dos Estados Unidos (PNAS). "Isso de 'primeira flor' é tecnicamente um mito, como o 'primeiro humano'", disse o paleobotânico David Dilcher, principal autor do estudo. "Mas com base nesta nova análise, sabemos que a Montsechia é contemporânea, inclusive mais antiga, do que a Archaefructus (sinensis)", uma planta aquática similar, encontrada na China David Dilcher/Universidade de Indiana/via AFP

Mais
Os paleontólogos encontraram, ainda, evidências que permitiram concluir que esses ancestrais dos homens viviam em cima de árvores. Na imagem, ossos encontrados, que formariam a mão de um hominídeo ainda não definido, porém que teria vivido há 2 milhões de anos M. Domínguez-Rodrigo

Mais
17.ago.2015 - O arqueológo David Stabuck aponta para características, em uma parede de pedra, do que pode ter sido parte de uma fortificação construída por militares britânicos no século 18, nunca concluída. A descoberta foi feita na cidade de Lake George, no Estado de Nova York (EUA) Mike Groll/AP

Mais
12.ago.2015 - Operários que constroem uma nova linha ferroviária que vai atravessar a capital britânica descobriram, durante as obras de uma estação no centro da cidade, 30 esqueletos que, supõe-se, são de pessoas mortas durante a Grande Praga de Londres, que aconteceu em 1665. O anúncio do descobrimento das ossadas foi feito nesta quarta-feira (12 Reprodução/Facebook/Crossrail Project

Mais
11.ago.2015 - Gravuras rupestres pré-hispânicas que retratam o céu no teto de uma caverna próximo a Totolac (México) foram vandalizadas. Autoridades mexicanas investigam quem pulverizou tinta sobre os desenhos J. Guadalupe Perez/Imprensa do Município de Totolac/AP

Mais
11.ago.2015 - Uma equipe de arqueólogos trabalha em Lingtao County, noroeste da China. O Instituto de Arqueologia da Academia Chinesa de Ciências Sociais começou pela segunda vez uma grande escavação em uma área do grupo neolítico Majiayao (3.300-2.000 a.C). O sítio arqueológico foi descoberto pelo arqueólogo sueco Johan Gunnar Andersson, em 1924 Chen Bin/Xinhua

Mais
6.ago.2015 - O mais completo exemplar de um esqueleto de tatu-­gigante foi encontrado numa caverna na região de Iramaia, na Chapada Diamantina (BA), durante expedição realizada por espeleólogos e pesquisadores da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos).O bicho de 220 kg, que pertencia à espécie Holmesina major, era herbívoro e preferia uma dieta de grama, diferentemente dos insetos e outros pequenos animais consumidos por seus parentes de hoje Luciana Fernandes

Mais
5.ago.2015 - Judeu ultraortodoxo observa um mikve antigo, banheiro de ritual judaico, que foi descoberto dentro de uma caverna em Jerusalém, em Israel. O banheiro, encontrado durante uma inspeção arqueológica de rotina em um canteiro de obras, remonta ao período do Segundo Templo judeu, que foi destruído pelos romanos em 70 d.C. Ronen Zvulun/Reuters

Mais
3.ago.2015 - O mais longo fêmur de um dinossauro foi encontrado no sítio arqueológico de Angeac-Charente, no sudoeste da França. O osso pertence à infraordem dos saurópodes, conhecido pelo corpo enorme, pescoço muito comprido e cabeça muito pequena. O sítio arqueológico francês é um dos mais importantes pela enorme quantidade de fósseis de dinossauros presentes Thibaud Moritz/AFP

Mais
30.jul.2015 - Caixa lacrada de prata foi encontrada com restos mortais de colonizadores americanos, mortos na localidade de Jamestown, Virgínia (EUA), no século 17. Pesquisadores usaram tomografias computadorizadas para mapear o interior da caixinha e impressão 3D para estudar os objetos fisicamente. Dentro da caixa, encontrada na cova do capitão Gabriel Archer, havia vários fragmentos de ossos e uma pequena ampola que, segundo os pesquisadores, podia conter água ou óleo bentos. Acredita-se que ela seja um relicário, provavelmente católico. Susan Walsh/ AP

Mais
28.jul.2015 - Uma arqueóloga voluntária francesa de 16 anos e um colega de 20 encontraram no sudoeste da França o dente de um adulto que viveu há 560.000 anos, segundo os pesquisadores. "Um dente grande de adulto -- de homem ou mulher, não se sabe -- foi encontrado durante as escavações em um nível do solo que sabemos que remonta de 580.000 a 550.000 anos, porque utilizamos diversos métodos de datação diferentes", diz a paleoantropóloga Amélie Viallet Dainat Denis/ Efe

Mais
22.jul.2015 - Um professor da universidade de Birmingham, da Inglaterra, encontrou fragmentos do Alcorão, o livro sagrado do Islã, de 1.300 anos atrás, que podem ser os mais antigos do mundo, de modo que o autor pode até ter ouvido pregações do profeta Maomé. As peças ficaram, pelo menos, cem anos arquivadas em uma coleção de livros e documentos do Oriente Médio na biblioteca da universidade, sem que ninguém percebesse sua importância Universidade de Birmingham/EFE

Mais
Mandíbula e maxilar de Filipe 2° da Macedônia Dilvulgação/PNAS

Mais
20.jul.2015 - Pergaminho encontrado em 1970 é analisado no Museu de Israel, em Jerusalém. Os arqueólogos israelenses disseram que haviam percebido uma escrita bíblica sobre o rolo de 1.500 anos, o que consideraram o mais antigo texto bíblico encontrado desde os Manuscritos do Mar Morto Amir Cohen/Reuters

Mais
2.jul.2015 - FÓSSEIS EM UBERABA - Pesquisadores do CCCP (Complexo Cultural e Científico de Peirópolis), pertencente à UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro), encontraram fósseis de dinossauros em canteiro de obras em Uberaba (MG). Amostras foram apresentadas nesta quinta-feira (2). Dentre elas, estão costelas, vértebras, tíbias e fósseis da cintura escapular de dinossauros, todas ainda inseridas nas rochas originais localizadas em Uberaba Luís Adolfo/UFTM

Mais
1º.jul.2015 - CANINO GIGANTE - A mandíbula parcialmente fossilizada de um tigre-dente-de-sabre americano (smilodon fatalis) foi examinada por pesquisadores do Museu Americano de História Natural. A foto foi divulgada nesta nesta quarta-feira (1º). Através de exames de raios-x e da análise dos isótopos de oxigênio presente no esmalte dos dentes, cientistas determinaram que os caninos do animal cresceram o dobro do tamanho normal de um leão africano contemporâneo e que o animal tinha ao menos três anos de idade quando os seus caninos terminaram de crescer completamente J. Tseng/AMNH/Reuters

Mais
1.ºjul.2015 - O israelense Tal observa uma piscina de imersão em um antigo banheiro de ritual judaico (mikveh) de mais de 2.000 anos de idade, no bairro Ein Kerem, em Jerusalém. A família descobriu o local sob a sala de estar durante uma reforma na casa. O bairro é considerado um local sagrado para os cristãos, já que, de acordo com o Novo Testamento, é o local de nascimento de João Batista e onde sua mãe grávida, Isabel, reuniu-se com a Virgem Maria, a mãe de Jesus Cristo Gali Tibbon/AFP

Mais
29.jun.2015 - MONSTRO DE 30 DE PATAS - Uma equipe internacional de pesquisadores identificou uma nova espécie de verme que viveu no sul da China há cerca de 515 milhões de anos, durante o período Cambriano. O animal é o Collinsium ciliosum e tem 72 espinhas individuais e 15 pares de patas. O fóssil foi encontrado em um depósito de Xiaoshiba, no Sul da China, e a descoberta foi divulgada pelos cientistas nesta segunda-feira (29) Jie Yang/Reuters

Mais
22.jun.2015 - Imagem de mandíbula encontrada na Romênia de um homem que viveu há cerca de 40 mil anos é exibida pelo Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária de Leipzig, na Alemanha. Através da mandíbula, pesquisadores descobriram as evidências mais antigas de que seres humanos modernos tiveram filhos com Neandertais na Europa. Os resultados mostram que este indivíduo tinha de duas a quatro vezes mais DNA de neandertal do que qualquer outro homem moderno já estudado. Segundo a pesquisa divulgada pela revista "Nature", apenas 200 anos separariam o dono da mandíbula de seu tataravô neandertal Reuters

Mais
19.jun.2015 - Arqueólogo participa de início de escavação no sítio arqueológico "Sima do Elefante", na Serra de Atapuerca, na Espanha. Fósseis e ferramentas de pedra dos primeiros hominídeos conhecidos na Europa, datando de entre 780 mil e 1 milhão de anos atrás, foram descobertos no local que está na lista de património mundial da Unesco desde 2000. Em 2007, a equipe de arqueólogos descobriu uma mandíbula e uma falange humana com aproximadamente 1200 mil anos César Manso/AFP

Mais
19.jun.2015 - Arqueólogos iniciam escavação em Gran Dolina, parte do sítio arqueológico de Atapuerca, na Serra de Atapuerca, na província de Burgos (Espanha). Os fósseis e ferramentas de pedra dos primeiros hominídeos conhecidos na Europa, de 780 mil a 1 milhão de anos atrás, foram descobertos no local, que foi adicionado à lista da Unesco de Patrimônio Mundial em 2000. Em 2007, a equipe de arqueólogos descobriu nas cavernas do Elefante uma mandíbula e uma falange humana de 1.200 mil anos Cesar Manso/AFP

Mais
18.jun.2015 - Imagem cedida pelo Ministério da Cultura e do Património da República da Irlanda mostra os restos de um dos navios da frota com a qual o rei espanhol Filipe 2º tentou invadir a Inglaterra há 400 anos. O governo irlandês confirmou nesta quinta-feira (18) a descoberta do navio "La Juliana", afundado em setembro 1588 ao largo das praias de County Sligo, localizada a noroeste da ilha EFE

Mais
17.jun.2015 - Mergulhador mede parte de proa do navio dinamarquês do século 15 "Gribshunden" encontrada no rio Ronneby, no sul da Suécia. A embarcação, provavelmente o navio medieval mais preservado do mundo e contemporâneo do "Santa Maria, do navegador Cristóvão Colombo, pegou fogo e afundou em 1495. O local do naufrágio será fotografado e analisado antes de qualquer escavação Johan Ronnby/Universidade Sodertorn/Reuters

Mais
16.jun.2015 - Arqueólogos israelenses descobriram e reconstruíram os pedaços de um jarro de 3.000 anos com uma inscrição da época do rei bíblico Davi em um reservatório no Vale do Elah, segundo informou a Autoridade de Antiguidades de Israel, nesta terça-feira (16). Se trata da quarta inscrição desse tipo descoberta até hoje e que data do século 10 antes de cristo Tal Rogovsky/EFE

Mais
12.jun.2015 - Visitantes observam a exposição "Maia: Mundos Ocultos Revelados" nesta sexta-feira (12), em San Diego, Califórnia (EUA). Essa é a maior exibição bilíngue sobre a civilização maia que já foi exposta nos Estados Unidos, com mais de 200 objetos, e acontece no Museu de História Natural de San Diego. "Maia: Mundos Ocultos Revelados" traz artefatos originais encontrados em escavaçoes realizadas em Belize e no México, onde existiu a civilização mesoamericana David Maung/EFE

Mais
10.jun.2015 - Imagem fornecida pela Autoridade de Antiguidades de Israel mostra uma fonte batismal encontrada nesta quarta-feira (10) em uma igreja bizantina de 1.500 anos de idade, que atendia viajantes que se dirigiam a Jerusalém Annette Nagar/EFE

Mais
8.jun.2015 - Pesquisador do Serviço de Arqueologia da Palestina examina um cemitério arqueológico encontrado na área da cidade de Jenin. O local data da era romana Ayman Nobani/Xinhua

Mais
8.jun.2015 - A cabeça de uma estátua de barro policromada com cerca de 3.800 anos foi encontrada no sítio arqueológico "Vichama" é apresentada durante uma conferência de imprensa no distrito da província de Vegueta de Huaura, departamento de Lima, Peru Luis Camacho/Xinhua

Mais
2.jun.2015 - Em imagem divulgada pelo Instituto Nacional Francês de Investigação Arqueológica Preventiva (INRAP), arqueólogos trabalham no corpo excepcionalmente bem preservado de uma mulher nobre do século 17, vestindo roupas religiosas, no instituto forense Rangueil em Toulouse. O caixão de chumbo que continha o corpo foi descoberto durante as escavações arqueológicas preventivas no Convento dos Jacobinos de Rennes, local do futuro centro de convenções da cidade Rozenn Colleter/AFP

Mais
2.jun.2015 - Em imagem divulgada pelo Instituto Nacional Francês de Investigação Arqueológica Preventiva (INRAP), arqueólogo trabalha no corpo excepcionalmente bem preservado de uma mulher nobre do século 17, vestindo roupas religiosas, no instituto forense Rangueil em Toulouse. O caixão de chumbo que continha o corpo foi descoberto durante as escavações arqueológicas preventivas no Convento dos Jacobinos de Rennes, local do futuro centro de convenções da cidade Rozenn Colleter/AFP

Mais
2.jun.2015 - Em imagem divulgada pelo Instituto Nacional Francês de Investigação Arqueológica Preventiva (INRAP), arqueólogo trabalha no corpo excepcionalmente bem preservado de uma mulher nobre do século 17, vestindo roupas religiosas, no instituto forense Rangueil em Toulouse. O caixão de chumbo que continha o corpo foi descoberto durante as escavações arqueológicas preventivas no Convento dos Jacobinos de Rennes, local do futuro centro de convenções da cidade Rozenn Colleter/AFP

Mais
20.mai.2015 - Restauradores fazem reparos em corpos petrificados, vítimas da erupção do vulcão do Vesúvio no ano 79 d.C., no laboratório de Pompeia, na Itália Mario Laporta/AFP

Mais
17.mai.2015 - Restos antigos de um templo da cultura Moche (entre 100 a.C. e o ano 800) foram encontrados por arqueólogos na zona da Mata Indio, entre os distritos peruanos de Zana e Cayalti, na região de Lambayeque. A imagem foi divulgada pelo Museu Tumbas Reales de Sipán Museu Tumbas Reales de Sipan/HO/EFE

Mais
13.mai.2015 - Arqueólogos chineses inspecionam esculturas encontradas perto da ilha Shanhu, no arquipélago de Xisha, no mar do sul da China. O local contém uma quantidade substancial de material de construção de pedra e esculturas que datam da dinastia Qing (1644-1911) Zhao Yingquan/Xinhua

Mais
12.mai.2015 - Arqueólogos franceses encontraram, sob um supermercado de Paris, a vala comum de um cemitério medieval com 316 esqueletos. Acredita-se que seria parte do cemitério do hospital de la Trinité Denis Gliksman/Inrap/The New York Times

Mais
11.mai.2015 - Um projeto do Museu e da Universidade de Manchester revelou que cerca de um terço das centenas de múmias de animais que seriam expostas em uma mostra na cidade britânica estão vazias. Mais de 800 múmias - de gatos e pássaros a crocodilos - já foram analisadas BBC

Mais
8.mai.2015 - Fóssil de dinossauro herbívoro foi encontrado por um pescador na região costeira do município de Cajapió, noroeste do Maranhão, no último domingo (3). Segundo a UFMA (Universidade Federal do Maranhão), indicações prévias mostram que se trata de um animal subadulto ou uma espécie de pequeno porte, medindo entre 10 e 15 metros. Foi detectado a parte dorsal do animal, incluindo o úmero e parte da caixa torácica. É a primeira vez que um fóssil é encontrado na localidade de Cajapió e, agora, o trabalho está voltado para determinar a idade do material, que provavelmente corresponde às mesmas rochas antigas existentes na região de Alcântara, que têm entre 95 milhões e 99 milhões de anos. O material será analisado pela UFMA em conjunto com a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e o Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão para identificar a espécie do animal pré-histórico Divulgação

Mais
7.mai.2015 - Uma barra de prata de aproximadamente 50 quilos foi supostamente recuperada pelo arqueólogo marinho Barry Clifford no local do naufrágio de um navio, na ilha de Sainte Marie, em Madagascar. Uma equipe de exploradores americanos afirmou ter descoberto o tesouro composto de objetos de prata do barco que teria pertencido ao pirata escocês William Kidd, que teria naufragado na costa de Madagascar Manjakahery Tsiresena/AFP

Mais
28.abr.2015 - O maior crânio de dinossauro intacto do mundo vai a leilão em Hong Kong, na China. O fóssil de Tricerátopo mede 2,8 metros, tem 66 milhões de anos, e foi encontrado em Montana, nos Estados Unidos, em 1992. Espera-se que a peça seja vendida no valor de US$ 2 milhões, no leilão que já está aberto e é organizado pela Evolved Ltd. A última vez que um material arqueológico desse tamanho e importância foi apresentado ao mercado foi em 1997, quando um fóssil de Tiranossauro rex chamado "Sue" foi vendido por US$ 8,5 milhões Divulgação/Evolved

Mais
22.abr.2015 - Pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) começam a se debruçar sobre os ossos de um dinossauro que viveu há 70 milhões de anos e foi achado na região de Marília Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - Depois de cinco anos de um trabalho que envolveu a retirada do material fossilizado das rochas, a proteção dos fragmentos com gesso e o transporte até o campus de Planaltina, no Distrito Federal, o fóssil do titanossauro de Marília, está pronto para a pesquisa Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - De acordo com o paleontólogo Rodrigo Miloni Santucci, que coordena os trabalhos, serão necessários cinco anos para analisar os ossos e compará-los com o de outros dinossauros Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - Ao final, serão usados recursos de impressoras 3D para montar réplicas do gigante, antes de devolver a ossada ao Museu de Paleontologia de Marília Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - O esqueleto foi encontrado em 2009 pelo pesquisador William Nava, coordenador do museu, ao lado da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. De acordo com Santucci, para retirar os ossos foi necessário remover cinco toneladas de pedras com o uso de tratores e britadeiras. O trabalho se estendeu até 2012 Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - O professor e paleontólogo da UnB (Universidade de Brasília), Rodrigo Santucci, segura parte do fóssil do titanossauro que viveu há cerca de 70 milhões de anos no Brasil e foi encontrado na região de Marília. Depois de cinco anos de um trabalho que envolveu a retirada do material fossilizado das rochas, a proteção dos fragmentos com gesso e o transporte até o campus de Planaltina, no Distrito Federal, o fóssil do titanossauro de Marília, está pronto para a pesquisa Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - Depois de cinco anos de um trabalho que envolveu a retirada do material fossilizado das rochas, a proteção dos fragmentos com gesso e o transporte até o campus de Planaltina, no Distrito Federal, o fóssil do titanossauro que viveu há cerca de 70 milhões de anos no Brasil e foi encontrado na região de Marília, está pronto para a pesquisa. Ele será estudado por pesquisadores da UnB (Universidade de Brasília) Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - A análise da ossada permitirá comparar o titanossauro de Marília com outros dinossauros e definir se a espécie já é conhecida. Também pode ajudar a conhecer melhor o ambiente em que esses animais viviam e, com sorte, dar alguma pista sobre o que levou à extinção desses seres. Há marcas de raízes e plantas nas rochas que envolviam os ossos Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
22.abr.2015 - Em todo o mundo são conhecidas 50 espécies desse dinossauro e fósseis de dez delas foram achados no Brasil. Os titanossauros se alimentavam de plantas e tinham, em média, 15 metros de comprimento por 2,5 de altura, além de um pescoço de 4 metros, chegando a pesar dez toneladas Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
17.abr.2015 - Um arqueólogo israelense trabalha em uma passagem recém-descoberta em Herodium, onde antes existia o palácio da fortaleza do rei Herodes, ao sul de Belém, em Israel. Arqueólogos israelenses encontraram recentemente a passagem ladeada por arcos construída por Herodes, o Grande, em seu palácio, durante escavações. A descoberta permite aos pesquisadores vislumbrar os projetos de construção do rei. Depois que o palácio foi finalizado, há indicações de que Herodes teria mudado de ideia e ordenou que a construção, incluindo a passagem, fosse enterrada sob pedras -- permanecendo assim até que escombros foram removidos no ano passado. A foto foi feita em 31 de março de 2015 Amir Cohen/Reuters

Mais
17.abr.2015 - Família italiana descobre tesouro arqueológico durante reforma de banheiro BBC Brasil

Mais
16.abr.2015 - Arqueólogos encontraram esqueletos com cerca de 5.000 anos em uma antiga aldeia no norte da Índia. Quatro esqueletos humanos completos - dois homens, uma mulher e uma criança - foram descobertos em Haryana, onde se acredita que viveu a chamada civilização do vale do Indo, um dos primeiros grandes ajuntamentos da história Manoj Dhaka/AFP

Mais
14.abr.2015 - Imagem fornecida pelo Ministério de Antiguidades mostra blocos de basalto esculpidos, encontrados ao fundo de uma cripta no tempo do rei Nectanebo 1º, a última dinastia faraônica que governou o Egito por mais de 2.300 anos. A descoberta foi anunciada hoje por arqueólogos egípcios e alemães. Na mesma área, os arqueólogos encontraram parte de uma estátua do faraó Merneptah (1295-1186 a.C) EFE

Mais
13.abr.2015 - Arqueólogos encontraram uma tumba de 1.500 anos de uma mulher nobre que teria morrido abraçada a seu amante na Coreia do Sul. A descoberta sugere que o homem foi sacrificado para se unir à mulher em sua morte, possivelmente para protegê-la após sua passagem pela vida terrena. A tumba pertence ao antigo reino de Silla (57 a.C. - 935 d.C). O Império Silla durou mil anos e foi uma das mais longas dinastias Cultural Heritage Administration

Mais
12.abr.2015 - Aldeia pré-hispânica está coberta por lava há mais de mil anos e se encontra dentro de uma das capitais mais populosas do mundo, a Cidade do México INAH

Mais
5.abr.2015 - Arqueólogos identificaram a primeira ossada completa da batalha de Waterloo ocorrida há 200 anos, encontrada em 2012. O esqueleto de Friedrich Brandt foi encontrado em um estacionamento, como o do rei Ricardo 3ª, mas, ao contrário do rei, o soldado não tinha parentes conhecidos e sua identificação por parte do arqueólogo Dominique Bosquet, do governo Belga, foi feita por eliminação. Uma moeda com as iniciais CB foi fundamental para identificação, pois apenas dois combatentes possuiam as mesmas iniciais. Quando foi descoberto que a letra "f" estava apagada, foi possível finalizar a pesquisa. Brandt foi um membro da Legião alemã de George 3º e foi morto aos 23 anos pelas forças de Napoleão com uma bala de mosquete entre as costelas Dominique Rosquet/Reuters

Mais
1º.abr.2015 - Arqueólogos encontraram um esqueleto completo de camelo em uma escavação em Tulin, na Áustria. O camelo teria sido trazido para a Europa durante a Segunda Guerra Otomana no século 17. Análises genéticas mostraram que o animal era um macho híbrido de dromedário e camelo bactriano. O achado é único para a Europa Central e foi publicado pelos pesquisadores na revista PLOS One Alfred Galik/Vetmeduni Vienna

Mais
1º.abr.2015 - Um dos sete artefatos roubados da Índia e contrabandeados para os Estados Unidos é exibido em uma sala de segurança no Museu de Arte de Honolulu, no Havaí (EUA). Uma investigação internacional aponta que um lote de antiguidades roubadas da Índia foi parar no museu, sem que a direção soubesse que eram roubadas. Agentes do Serviço de Imigração dos Estados Unidos vão levar os artefatos de volta a Nova York e, de lá, deverão retornar para o governo da Índia Caleb Jones/AP

Mais
O ancestral do homem mais antigo já descoberto, o sul-africano ?Little Foot?, viveu há 3,7 milhões de anos, segundo um estudo publicado na revista Nature. Até então, o fóssil etíope chamado de ?Lucy? era o ancestral do homem mais antigo já descoberto, com aproximadamente 3,2 milhões de anos. ?Little Foot? (pequeno pé, em tradução livre) tinha aproximadamente um metro de altura e pés pequenos, e foi encontrado nos anos 90 Wits University/ Reuters

Mais
1º.abr.2015 - Pesquisadores trabalham em sítio arqueológico encontrado enterrado sob a Universidade de Cambridge. Segundo os arqueólogos, este pode ser um dos maiores cemitérios medievais hospitalares da Inglaterra Craig Cessford/BBC

Mais
1º.abr.2015 - Mais de 400 esqueletos completos foram encontrados em sítio arqueológico sob a Universidade de Cambridge. Há no local cerca de mil corpos Craig Cessford/BBC

Mais
1º.abr.2015 - O cemitério embaixo do prédio de uma das faculdades de Cambridge, o St John's College, foi localizado entre 2010 e 2012, mas imagens dos esqueletos só foram divulgadas agora Craig Cessford/BBC

Mais
1º.abr.2015 - Os restos mortais encontrados sob a Universidade de Cambridge datam dos séculos 13 a 15. Os corpos são de pacientes do hospital St. John the Evangelist Craig Cessford/BBC

Mais
1º.abr.2015 - A escavação feita sob a faculdade foi conduzida por Craig Cessford, do departamento de arqueologia e antropologia de Cambridge, e uma equipe da Unidade de Arqueologia da universidade Craig Cessford/BBC

Mais
1º.abr.2015 - Estatueta antiga da cultura egípcia é descoberta durante uma escavação arqueológica em uma caverna no sul de Israel. A peça está sendo exibida no Museu Arqueológico Rockefeller, em Jerusalém. Um comunicado do IAA (Autoridade de Antiguidades de Israel) disse que os artefatos encontrados na caverna atestam a existência de um centro administrativo egípcio na região há 3.400 anos Baz Ratner/Reuters

Mais
1º.abr.2015 - Anéis de vedação e selos antigos típicos da cultura egípcia, descobertos durante uma escavação arqueológica em uma caverna no sul de Israel, são exibidos no Museu Arqueológico Rockefeller, em Jerusalém. Um comunicado da IAA (Autoridade de Antiguidades de Israel) aponta que os artefatos encontrados atestam a existência de um centro administrativo egípcio na região há 3.400 anos Baz Ratner/Reuters

Mais
1º.abr.2015 - Anel de vedação da cultura egípcia é descoberto durante uma escavação arqueológica em uma caverna no sul de Israel. A peça está sendo exibida no Museu Arqueológico Rockefeller, em Jerusalém. Um comunicado do IAA (Autoridade de Antiguidades de Israel) disse que os artefatos encontrados na caverna atestam a existência de um centro administrativo egípcio na região há 3.400 anos Baz Ratner/Reuters

Mais
29.mar.2015 - Diego Barkan, diretor da escavação arqueológica da Autoridade de Antiguidades de Israel, mostra fragmentos de vasos de cerâmica de cerca de 5.000 anos, que se acredita que seriam usados para preparar a cerveja de um canteiro de obras em Tel Aviv. Barkan afirmou que 17 poços encontrados no local podem pertencer a Idade do Bronze (3500-3000 a.C). A escavação é a primeira a oferecer evidências de uma "ocupação egípcia", no centro de Tel Aviv Menahem Kahana/AFP

Mais
24.mar.2015 - 24.mar.2015 -O paleontologista português Octávio Mateus examina o fóssil do animal pré-histórico "Metoposaurus Algarvensis", em museu em Lourinha, Portugal. O anfíbio, considerado um dos maiores predadores da era dos dinossauros, viveu há mais de 200 milhões de anos e podia atingir o tamanho de um carro pequeno Francisco Seco/ AP

Mais
24.mar.2015 - Evidência sugere haver três edifícios de pedra, com muros de até 3m de espessura numa região de selva da Argentina Cortesia CAU/UBA

Mais
24.mar.2015 - Placas dizem que as construções eram antigas missões jesuítas Cortesia CAU/UBA

Mais
24.mar.2015 - Em restos mortais de uma mulher que datam do final da 6ª dinastia faraônica, no ano 2.200 a.C., cientistas descobriram o câncer de mama mais antigo do mundo que se tem registro. A foto foi cedida pelo Ministério de Antiguidades do Egito EFE

Mais
17.mar.2015 - Fósseis de 80 milhões de anos, incluindo parte do fêmur de um titanossauro, são achados em obra de condomínio no bairro São Bento, em Uberaba, em Minas gerais. Os fósseis são partes de animais pré-históricos que irão para o acervo do Museu dos Dinossauros, no sítio arqueológico de Peirópolis, também em Uberaba Rene Moreira/Estadão Conteúdo

Mais
17.mar.2015 - Fósseis de 80 milhões de anos, incluindo parte do fêmur de um titanossauro, são achados em obra de condomínio no bairro São Bento, em Uberaba, em Minas gerais. Os fósseis são partes de animais pré-históricos que irão para o acervo do Museu dos Dinossauros, no sítio arqueológico de Peirópolis, também em Uberaba Rene Moreira/Estadão Conteúdo

Mais
17.mar.2015 - Crânio é encontrado durante trabalhos de escavação no cemitério Bedlam em Londres, na Inglaterra, nesta terça-feira (17). Os arqueólogos começaram a escavar cerca de 3.000 esqueletos históricos, incluindo as de vítimas da peste, de um cemitério que se tornará uma nova estação de trem. A empresa Crossrail, responsável pela obra, disse que a escavação perto da estação de Liverpool Street está sendo realizada junto com o Museu de Arqueologia de Londres Justin Tallis/AFP

Mais
17.mar.2015 - Arqueólogos encontram os restos mortais do escritor Miguel de Cervantes após 400 anos de sua morte na cripta da Igreja das Trinitárias, em Madri, na Espanha. O legista e diretor da busca dos restos mortais do criador de "Don Quixote", Francisco Etxebarria, confirmou que "é possível considerar que entre os fragmentos" de 15 pessoas, sendo 10 adultos e cinco crianças, "encontram-se alguns" pertencentes ao escritor, sem "divergências". O escritor morreu em 1616, uma semana depois de William Shakespeare J. Balaguer/AFP

Mais
16.mar.2015 - Escultura que reproduziria a cabeça do rei assírio Sargão 2º é exposta durante cerimônia de repatriação de artefatos culturais iraquianos que entraram ilegalmente nos Estados Unidos, em Washington (EUA). Cerca de 60 objetos serão devolvidos ao Iraque após serem recuperados pelo ICE (Departamento de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos, sigla em inglês), em meio à polêmica de que o Estado Islâmico estaria destruindo tesouros históricos do país. As relíquias serão expostas no Museu Nacional de Bagdá, reaberto no final de fevereiro, após permanecer fechado por 12 anos Mark Wilson/Getty Images/AFP

Mais
16.mar.2015 - Uma estátua de calcário que reproduz a cabeça do rei assírio Sargão 2º e data do século 8 a.C. é um dos artefatos do tesouro cultural iraquiano que entrou ilegalmente nos Estados Unidos, após ser roubado durante a ocupação americana no país entre 2003 e 2011. A embaixada do Iraque nos EUA realizou uma cerimônia de repatriação dos objetos roubados, em meio à polêmica de que o Estado Islâmico estaria destruindo tesouros históricos do país. As relíquias serão expostas no Museu Nacional de Bagdá, reaberto no final de fevereiro, após permanecer fechado por 12 anos ICE/Reuters

Mais
12.mar.2015 - Operários trabalham na construção de túneis sob o sítio arqueológico de Puruchuco, em Lima, no Peru. Pode parecer um morro sem grandes atrativos, mas guarda anos de histórica pré-incaica em seu ventre Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Detalhe de penas que adornavam a peça que deu origem ao nome Puruchuco, centro religioso pré-incaico. Puruchuco ainda é uma mina de segredos históricos a se explorar. Apenas 10% da área foram pesquisadas por arqueólogos e outros especialistas nos últimos 60 anos Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Um bebê mumificado da época pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Os objetos encontrados em Puruchuco estão distribuídos por museus do Peru e do exterior Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Arqueólogo descreve uma urna funerária pré-incaica em pesquisa no sítio arqueológico de Puruchuco, em Lima, no Peru. No local, já foram descobertas mais de 2.000 múmias, além de cerâmicas e centenas de tecidos e artefatos de ouro, prata e cobre Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Um bebê mumificado da época pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Duas avenidas que estão em construção ao redor do sítio arqueológico passarão por baixo da terra, em grandes túneis, pora não afetar comprometer o patrimônio do local Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Pesquisadora examina múmia descoberta em urna funerária no sítio arqueológico de Puruchuco, em Lima, no Peru. A capital do Peru, possui 9 milhões de habitantes Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Vista de canteiro de obras onde estão sendo construídos túneis sob sítio arqueológico em Lima, no Peru. Com o crescimento de Lima, foi necessário interligar avenidas. Inicialmente, as vias em ampliação passariam pelo local onde está Puruchuco, e o morro seria removido. O Ministério da Cultura do país interveio e chegou-se à saída de substituir a remoção do sítio arqueológico pela construção de dois túneis Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Urna funerária pré-incaica de mais de 100 kg em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Operários trabalham em construção de túneis para avenidas em sítio arqueológico em Lima, no Peru. O projeto de ampliação de avenidas na capital do país sofreu desvios de centenas de metros para proteger o complexo pré-incaico de 76 hectares (0,76 km²) Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Bolsa de ombro pré-incaica feita de lã e algodão e com detalhes metálicos em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Tapeçaria pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. No sítio arqueológico, já foram descobertas mais de 2.000 múmias, além de cerâmicas e centenas de tecidos e artefatos de ouro, prata e cobre Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Máscara cerimonial de prata em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. O leste de Lima, onde está Puruchuco, vive momento de crescimento econômico e boom imobiliário Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Um arqueólogo organiza cerâmica pré-incaicas em prateleiras do museu Puruchuco, em Lima, no Peru Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Vista de canteiro de obras onde estão sendo construídos túneis sob sítio arqueológico em Lima, no Peru. O complexo arqueológico pré-incaico de Puruchuco data de dois mil anos atrás. Foi construído em pedras que hoje se localizam na periferia leste de Lima Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Cerâmica pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Puruchuco é uma palavra quéchua que significa "capacete emplumado". Foi um importante centro administrativo e religioso. Um ritual inca que ocorria no local era conduzido por um Curaca (regente) que só usava o capacete Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Cerâmica pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Puruchuco é uma palavra quéchua que significa "capacete emplumado". Foi um importante centro administrativo e religioso. Um ritual inca que ocorria no local era conduzido por um Curaca (regente) que só usava o capacete Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Cerâmica pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Puruchuco é uma palavra quéchua que significa "capacete emplumado". Foi um importante centro administrativo e religioso. Um ritual inca que ocorria no local era conduzido por um Curaca (regente) que só usava o capacete Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Vista de canteiro de obras onde estão sendo construídos túneis sob sítio arqueológico em Lima, no Peru. Puruchuco é uma palavra quechua que significa "capacete emplumado". Foi um importante centro administrativo e religioso. Um ritual pré-incaico que ocorria no local era conduzido por um Curaca (regente) que só usava o capacete Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 Cerâmica pré-incaica em exposição no museu Puruchuco, em Lima, no Peru. Puruchuco é uma palavra quéchua que significa "capacete emplumado". Foi um importante centro administrativo e religioso. Um ritual inca que ocorria no local era conduzido por um Curaca (regente) que só usava o capacete 12.mar.2015 Cris Bouroncle/AFP

Mais
12.mar.2015 - Arqueólogos encontraram na segunda-feira (9) um pedaço de pretzel (tradicional pão alemão) de cerca de 250 anos durante escavações na praça Donaumarkt, em Regensburg, na Alemanha, onde será construído o novo museu de história bávara Armin Weigel/ Efe

Mais
11.mar.2015 - Garras de águia foram encontradas em um local de escavação de restos neandertais em Krapina, na Croácia, foram encontrados por pesquisadores. Usados como joias e enfeites, as garras têm 130 mil anos Luka Mjeda/Zagreb

Mais
11.mar.2015 - Esqueletos fotografados em vala comum encontrada sob supermercado em Paris. Especialistas acreditam que os esqueletos encontrados sejam de vítimas de doença súbita, que se assemelhava a um surto de peste bubônica Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - Arqueólogo trabalha no local onde foram encontrados oito valas coletivas com mais de 200 esqueletos sob um supermercado em Paris Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - Arqueólogo entra em área do subsolo de supermercado em Paris. A descoberta de valas coletivas com mais de 200 esqueletos foi feita durante o trabalho de renovação na adega do local Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - Fachada do supermercado onde foram encontrados mais de 200 esqueletos em oito valas comuns. Uma das valas possui tamanho muito maior do que as demais Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - Arqueólogo trabalha no local onde foram encontrados oito valas coletivas com mais de 200 esqueletos sob um supermercado em Paris Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - Cerca de 150 esqueletos dos mais de 200 descobertos sob supermercado em Paris jpa foram desenterrados pelos pesquisadores Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - O supermercado onde foram localizados mais de 200 esqueletos fica em local que abrigou o hospital Trindade, fundado no século 12 e destruído no final do século 18 Philippe Wojazer/Reuters

Mais
11.mar.2015 - Para especialistas, a forma como estão dispostas as valas coletivas indica que teria ocorrido um surto de mortes em massa Philippe Wojazer/Reuters

Mais
10.mar.2015 - Pesquisadores do departamento de antropologia da Universidade do Estado da Califórnia encontraram um artefato misterioso em forma de sabugo de milho, que data para algo entre 900 a.C e 400 a.C. A peça, feita de jadeite, um material que é mais duro do que o aço, foi encontrada na região de Arroyo Pesquero em Veracruz, México. Essa é a primeira descoberta do grupo de pesquisadores na região, coordenada por Carl Wendt Carl Wendt/Divulgação

Mais
10.mar.2015 - Imagem microscópica de um fóssil de uma esponja primitiva de 600 milhões de anos é divulgada em Washington DC, nos Estados Unidos. A imagem foi cedida pelo Instituto de Geologia e Paleontologia da China. Um estudo publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, descreve os minúsculos fósseis, que medem entre dois e três milímetros cúbicos, descobertos em Weng'an, na província de Guizhou, no sudoeste da China Xinhua

Mais
10.mar.2015 - Imagem microscópica de um fóssil de uma esponja primitiva de 600 milhões de anos é divulgada em Washington DC, nos Estados Unidos. A imagem foi cedida pelo Instituto de Geologia e Paleontologia da China. Um estudo publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, descreve os minúsculos fósseis, que medem entre dois e três milímetros cúbicos, descobertos em Weng'an, na província de Guizhou, no sudoeste da China Xinhua

Mais
9.mar.2015 - Durante os trabalhos de escavação para uma nova linha férrea próxima a estação Liverpool Street, em Londres (Inglaterra), trabalhadores encontraram esqueletos que datam dos séculos 16 e 17, no cemitério de Bedlam, em foto tirada no dia 6 de março e divulgada nesta segunda-feira (9). A equipe estima que há cerca de 3.000 esqueletos humanos no local, que era um cemitério vinculado ao Hospital Bedlam, o primeiro asilo psiquiátrico do mundo Matt Dunham/AP

Mais
Exploradores de cavernas em Israel descobriram um pequeno tesouro de moedas e joias desde a época de Alexandre, o Grande. A foto foi divulgada nesta segunda-feira (9). Os arqueólogos acreditam as peças foram escondidas por refugiados durante uma guerra há 2300 anos. Este é o primeiro tesouro período de Alexandre descoberto, informou um representante da Autoridade de Antiguidades de Israel Eitan Klein Ronen Zvulun/Reuters

Mais
Foto divulgada nesta sexta-feira (6) pelas autoridades de Chalchicomula, no Estado mexicano de Puebla, registra o corpo mumificado de um homem no cume do Pico de Orizaba. Dois corpos foram encontrados. Pela posição, a equipe de resgate acredita que eles morreram abraçados. O Grupo de Resgate Delta do município de Chalchicomula de Sesma, afirmou que os alpinistas Hilario Aguilar e Francisco Rodríguez chegaram ao local onde foram descobertas as múmimas para ajudar na recuperação e identificação dos corpos Hilario Aguilar Aguilar/EFE

Mais
Foto divulgada nesta sexta-feira (6) pelas autoridades de Chalchicomula, no Estado mexicano de Puebla, registra o corpo mumificado de um homem no cume do Pico de Orizaba. Dois corpos foram encontrados. Pela posição, a equipe de resgate acredita que eles morreram abraçados. O Grupo de Resgate Delta do município de Chalchicomula de Sesma, afirmou que os alpinistas Hilario Aguilar e Francisco Rodríguez chegaram ao local onde foram descobertas as múmimas para ajudar na recuperação e identificação dos corpos Hilario Aguilar Aguilar/EFE

Mais
O alpinista mexicano Luis Espinosa Ruiz mostra fotografias de 1959, quando ele escalou o pico de Orizaba com amigos alpinistas. No dia de seu aniversário, o veterano montanhista, que vive na cidade de Puebla, no México, recebeu um presente inesperado: o homem encontrado mumificado no Orizaba pode ser seu amigo, desaparecido em incursão no pico vulcânico, por quem ele procurou por 55 anos. Espinosa Ruiz é um dos três sobreviventes de uma avalanche de neve que soterrou quatro de sete alpinistas que tentavam chegar à cratera do vulcão localizado entre os estados de Puebla e Veracruz Francisco Guasco/Efe

Mais
7.mar.2015 - O alpinista mexicano Luis Espinosa Ruiz mostra fotografias de 1959, quando ele escalou o pico de Orizaba com amigos alpinistas. No dia de seu aniversário, o veterano montanhista, que vive na cidade de Puebla, no México, recebeu um presente inesperado: o homem encontrado mumificado no Orizaba pode ser seu amigo, desaparecido em incursão no pico vulcânico, por quem ele procurou por 55 anos. Espinosa Ruiz é um dos três sobreviventes de uma avalanche de neve que soterrou quatro de sete alpinistas que tentavam chegar à cratera do vulcão localizado entre os estados de Puebla e Veracruz Francisco Guasco/Efe

Mais
7.mar.2015 - O alpinista mexicano Luis Espinosa Ruiz mostra fotografias de 1959, quando ele escalou o pico de Orizaba com amigos alpinistas. No dia de seu aniversário, o veterano montanhista, que vive na cidade de Puebla, no México, recebeu um presente inesperado: o homem encontrado mumificado no Orizaba pode ser seu amigo, desaparecido em incursão no pico vulcânico, por quem ele procurou por 55 anos. Espinosa Ruiz é um dos três sobreviventes de uma avalanche de neve que soterrou quatro de sete alpinistas que tentavam chegar à cratera do vulcão localizado entre os estados de Puebla e Veracruz Francisco Guasco/Efe

Mais
6.mar.2015 - Foto divulgada nesta sexta-feira (6) pelas autoridades de Chalchicomula, no Estado mexicano de Puebla, registra o corpo mumificado de um homem no cume do Pico de Orizaba. Dois corpos foram encontrados. Pela posição, a equipe de resgate acredita que eles morreram abraçados. O Grupo de Resgate Delta do município de Chalchicomula de Sesma, afirmou que os alpinistas Hilario Aguilar e Francisco Rodríguez chegaram ao local onde foram descobertas as múmimas para ajudar na recuperação e identificação dos corpos Hilario Aguilar Aguilar/EFE

Mais
6.mar.2015 - Foto divulgada nesta sexta-feira (6) pelas autoridades de Chalchicomula, no Estado mexicano de Puebla, registra o corpo mumificado de um homem no cume do Pico de Orizaba. Dois corpos foram encontrados. Pela posição, a equipe de resgate acredita que eles morreram abraçados. O Grupo de Resgate Delta do município de Chalchicomula de Sesma, afirmou que os alpinistas Hilario Aguilar e Francisco Rodríguez chegaram ao local onde foram descobertas as múmimas para ajudar na recuperação e identificação dos corpos Hilario Aguilar Aguilar/EFE

Mais
6.mar.2015 - Foto divulgada nesta sexta-feira (6) pelas autoridades de Chalchicomula, no Estado mexicano de Puebla, registra o corpo mumificado de um homem no cume do Pico de Orizaba. Dois corpos foram encontrados. Pela posição, a equipe de resgate acredita que eles morreram abraçados. O Grupo de Resgate Delta do município de Chalchicomula de Sesma, afirmou que os alpinistas Hilario Aguilar e Francisco Rodríguez chegaram ao local onde foram descobertas as múmimas para ajudar na recuperação e identificação dos corpos Hilario Aguilar Aguilar/EFE

Mais
6.mar.2015 - Foto divulgada nesta sexta-feira (6) pelas autoridades de Chalchicomula, no Estado mexicano de Puebla, registra o corpo mumificado de um homem no cume do Pico de Orizaba. Dois corpos foram encontrados. Pela posição, a equipe de resgate acredita que eles morreram abraçados. O Grupo de Resgate Delta do município de Chalchicomula de Sesma, afirmou que os alpinistas Hilario Aguilar e Francisco Rodríguez chegaram ao local onde foram descobertas as múmimas para ajudar na recuperação e identificação dos corpos Hilario Aguilar Aguilar/EFE

Mais
4.mar.2015 - Uma equipe de cientistas confirmou a descoberta de um fóssil de um hominídeo de 2,8 milhões de anos, que se torna assim o mais antigo encontrado até agora do gênero "Homo", ao qual pertence o homem atual. Trata-se de parte da mandíbula de um hominídeo achada em 2013 na Etiópia, cuja análise em dois estudos publicados na revista 'Science' aponta que a divisão do gênero 'Homo' ocorreu quase meio milhão de anos antes do que se tinha concluído anteriormente Brian Villmoar/AFP

Mais
3.mar.2015 - Mausoléu do "guardião da porta do deus Amon", que data da dinastia faraônica entre 1554 e 1304 a.C., é descoberto na cidade de Luxor. O achado faz parte do trabalho de arqueólogos americanos na área de Al Qurnah, a cerca de 600 km ao sul do Cairo. As imagens foram fornecidas pelo Ministério de Antiguidades do Egito Ayman Damarny/EFE

Mais
Mais de 200 esqueletos foram encontrados sob um supermercado na área central de Paris, segundo relatos da mídia francesa. Os esqueletos são restos mortais de pessoas que foram enterradas há muitos séculos em valas comuns, no antigo cemitério adjacente a um hospital do século 12, que foi destruído no final do século 18 Denis Gliksman/Inrap

Mais
28.fev.2015 - Durante as obras de contrução de uma área reservada a pedestres na ilha de Veijo San Juan, em Porto Rico, trabalhadores descobriram as ruínas que datam dos séculos 18 e 19. Acredita-se que elas fazem parte do sistema de defesa espanhol, construídas no período colonial. A imagem não tem data, mas foi divulgada neste sábado pela Autoridade para o Financiamento da Infraestrutura. As autoridades estudam como preservar a descoberta sem precisar recuar os planos urbanísticos Autoridade para o Financiamento da Infraestrutura/EFE

Mais
28.fev.2015 - Artefato do século 2 a.C., vindo da área de Mosul, é exibido durante a reabertura oficial do Museu Nacional do Iraque, na capital Bagdá. O museu foi reaberto depois de 12 anos. Um terço das 15 mil peças roubadas foi recuperado Sabah Arar/AFP

Mais
28.fev.2015 - Artefato do século 2 a.C., vindo da área de Mosul, é exibido durante a reabertura oficial do Museu Nacional do Iraque, na capital Bagdá. O museu foi reaberto depois de 12 anos. Um terço das 15 mil peças roubadas foi recuperado Sabah Arar/AFP

Mais
28.fev.2015 - Artefato do século 2 a.C., vindo da área de Mosul, é exibido durante a reabertura oficial do Museu Nacional do Iraque, na capital Bagdá. O museu foi reaberto depois de 12 anos. Um terço das 15 mil peças roubadas foi recuperado Sabah Arar/AFP

Mais
28.fev.2015 - Artefatos do século 2 a.C., vindos da área de Mosul, são exibidos durante a reabertura oficial do Museu Nacional do Iraque, na capital Bagdá. O museu foi reaberto depois de 12 anos. Um terço das 15 mil peças roubadas foi recuperado Sabah Arar/AFP

Mais
23.fev.2015 - A estátua do mestre budista Liuquan, com cerca de 1.000 anos de idade, foi submetida a uma tomografia computadorizada e teve amostras colhidas com um endoscópio em um centro médico de Amersfoort, na Holanda. Especialistas recolheram amostras de um material ainda não identificado, amostras de material ósseo para teste de DNA e examinaram as cavidades torácica e abdominal. Entre todos os tipos de material coletado, foram encontrados pedaços de papel com caracteres chineses antigos escritos Reprodução

Mais
18.fev.2015 - Governo de Israel divulga imagem do maior tesouro em moedas de ouro já encontrado no país. A fortuna de pelo menos 2.000 moedas de ouro antigas foi descoberta acidentalmente por mergulhadores há duas semanas, segundo Autoridade de Antiguidades do país. As moedas foram encontradas no fundo do mar do antigo porto do Parque Nacional de Cesareia Israel Antiquities Authority/Xinhua

Mais
17.fev.2015 - Fotografia sem data cedida pela Autoridade de Antiguidades de Israel nesta terça-feira (17) mostra um mergulhador com uma das mãos cheia de moedas de ouro. Essa é uma parte da maior reserva de moedas de ouro intocadas encontradas em Israel. Os objetos (cerca de 2.000 moedas) foram achados no fundo de um antigo porto no mar Mediterrâneo, no Parque Nacional de Cesarea, e fazem parte do período Fatimi. Ainda não se sabe o valor delas Autoridade de Antiguidades de Israel/EFE

Mais
13.fev.2015 - Foto divulgada pelo Ministério da Cultura Grego nesta sexta-feira (13) mostra os restos mortais de um homem e uma mulher que foram enterrados quando tinham cerca de 20 anos de idade há aproximadamente 6.000 anos. Sepultamentos duplos são muito incomuns segundo a arqueóloga Anastassia Papathanassiou. A descoberta foi feita em 2013, mas foi anunciada nesta semana, antes do Dia dos Namorados (ou Valentine's Day, celebrado no dia 14 de fevereiro na maioria dos países do globo) Ministério da Cultura Grego/AP

Mais
10.fev.2015 - Cerca de 5.200 moedas, que foram recentemente descobertas, são expostas no Museu Britânico, em Londres, Inglaterra, nesta terça-feira (10). As moedas são do período anglo-saxão e estavam envoltas em uma folha de ferro, na aldeia inglesa de Lenborough, em Buckinghamshire Tim Ireland/AP

Mais
6.fev.2015 - Arqueólogos espanhóis posam ao lado de um sarcófago que continha a múmia de 3.000 anos de uma cantora do Deus Amon. Ela estava em excelente estado de conservação e foi descoberta pela equipe de Francisco Martín e Teresa Bedman em Luxor, no sul do Egito. Os tesouros arqueológicos escondidos no país têm atraído estudiosos do mundo inteiro EFE

Mais
2.fev.2015 - Montagem mostra quatro cópias manuscritas da Carta Magna, que serviu de base à Declaração Universal dos Direitos do Homem, em exposição na Biblioteca Britânica, em Londres, nesta segunda-feira (2). As cópias originais completam 800 anos e são expostas juntas pela primeira vez Stefan Wermuth/Reuters

Mais
28.jan.2015 - Peças egípcias são exibidas pelo Museu Arqueológico Nacional de Madri, na Espanha. 36 objetos foram saqueados dos sítios arqueológicos de Saqqara e Mit Rahina, e foram recuperados no porto de Valência Andrea Comas/Reuters

Mais
28.jan.2015 - Peças egípcias são exibidas pelo Museu Arqueológico Nacional de Madri, na Espanha. 36 objetos foram saqueados dos sítios arqueológicos de Saqqara e Mit Rahina, e foram recuperados no porto de Valência Andrea Comas/Reuters

Mais
28.jan.2015 - Segurança exibe uma das 36 peças arqueológicas egípcias expostas pelo Museu Arqueológico Nacional de Madri, nesta quarta-feira (28). Os objetos foram saqueados dos sítios arqueológicos de Saqqara e Mit Rahina, e foram recuperados no porto de Valência, na Espanha Andrea Comas/Reuters

Mais
26.jan.2015 - Pedaços de metal corroídos, fragmentos de madeira e um cartaz com as iniciais MC poderiam ajudar a confirmar o local de descanso do escritor espanhol Miguel de Cervantes, autor de "Dom Quixote", no Convento das Trinitárias Descalças em Madri. Cientistas usaram câmeras de infravermelho e scanners 3D para encontrar as cinco áreas da igreja no convento que poderiam conter restos humanos -- incluindo possivelmente o corpo de Cervantes Sociedad de Ciencia Aranzadi/AFP

Mais
23.jan.2015 - Montagem traz detalhe do dano causado na máscara de enterro do rei Tutancâmon (à esq) e, à direita, a máscara antes do dano. A máscara foi danificada durante uma tentativa fracassada de limpeza. A barba trançada azul e dourada caiu e foi colada "às pressas" com um adesivo inadequado, danificando o item ainda mais Montagem UOL com fotos da al-Araby al-Jadeed e Khaled Elfiq - 20.nov.2014/ Efe

Mais
21.jan.2015 - Um antigo pergaminho, completamente coberto de material vulcânico, é exibido na Biblioteca Nacional de Nápoles, na Itália. Os cientistas conseguiram ler partes de um antigo pergaminho que foi enterrado por uma erupção há mais de 1.800 anos. O rolo está entre centenas de documentos recuperados em uma casa luxuosa na antiga cidade romana de Herculano que, juntamente com Pompeia, foi destruída pela erupção do Monte Vesúvio em 79 dC Salvatore Laporta/AP

Mais
20.jan.2015 - Esta máscara de múmia é uma das que foi desmontada por pesquisadores da Universidade Evangelista de Acadia, no Canadá, e revelou um antigo papiro. Em uma máscara semelhante, os cientistas encontraram o mais antigo evangelho, que data do primeiro século Cortesia do Prof. Craig Evans

Mais
19.jan.2015 - Um osso com uma marca de corte foi descoberto em um sítio de uma escavação arqueológica na cidade de Amphipolis no norte da Grécia. O Ministério da Cultura grego anunciou nesta segunda-feira (19) que uma grande tumba antiga que acreditava-se poder abrigar os restos mortais de Alexandre o Grande contém ossos de uma mulher, um bebê recém-nascido e dois homens Reuters

Mais
19.jan.2015 - Os ossos do esqueleto de um bebê foi de foi descoberto em um sítio de uma escavação arqueológica na cidade de Amphipolis no norte da Grécia. O Ministério da Cultura grego anunciou nesta segunda-feira que uma grande tumba antiga que acreditava-se poder abrigar os restos mortais de Alexandre o Grande contém ossos de uma mulher, um bebê recém-nascido e dois homens Reuters

Mais
19.jan.2015 - Um osso com uma marca de corte foi descoberto em um sítio de uma escavação arqueológica na cidade de Amphipolis no norte da Grécia. O Ministério da Cultura grego anunciou nesta segunda-feira (19) que uma grande tumba antiga que acreditava-se poder abrigar os restos mortais de Alexandre o Grande contém ossos de uma mulher, um bebê recém-nascido e dois homens Reuters

Mais
19.jan.2015 - O esboço de um esqueleto humano feminino indica partes de ossos encontradas e um sítio de uma escavação arqueológica na cidade de Amphipolis no norte da Grécia, é visto esta imagem sem data apostila distribuída pelo Ministério da Cultura da Grécia no dia 19 de janeiro de 2015. A grande tumba antiga que se pensava possivelmente para abrigar os restos mortais de Alexandre, o Grande contém ossos de uma mulher, um bebê recém-nascido e dois homens e fragmentos de uma pessoa cremado, o Ministério da Cultura grego disse em Monda Reuters

Mais
19.jan.2015 - Uma menina fotografa a estátua de um leão de mármore localizado perto do local de uma escavação arqueológica, na cidade de Amphipolis, no norte da Grécia, em 22 de novembro de 2014. A grande tumba antiga que acreditava-se poder abrigar os restos mortais de Alexandre o Grande contém ossos de uma mulher, um bebê recém-nascido e dois homens, além dos fragmentos de uma pessoa cremada, segundo o Ministério da Cultura grego Alexandros Avramidis /Reuters

Mais
19.jan.2015 - O esboço de um esqueleto humano masculino indica partes de ossos encontradas e um sítio de uma escavação arqueológica na cidade de Amphipolis no norte da Grécia, é visto esta imagem sem data apostila distribuída pelo Ministério da Cultura da Grécia no dia 19 de janeiro de 2015. A grande tumba antiga que se pensava possivelmente para abrigar os restos mortais de Alexandre, o Grande contém ossos de uma mulher, um bebê recém-nascido e dois homens e fragmentos de uma pessoa cremado, o Ministério da Cultura grego disse em Monda Reuters

Mais
19.jan.2015 - Os restos fossilizados de um pequeno réptil aquático cercado por seis bebês sugerem que o animal extinto estava cuidando dos animais menores quando eles morreram, segundo um novo estudo publicado no "Geosciences Journal". O réptil é uma espécie extinta chamada de philydrosaurus, e provavelmente viveu durante o Cretáceo Inferior, um período que se estende por cerca de 145 até cerca de 100 milhões de anos atrás. Um agricultor anônimo doou os esqueletos para o Museu Jinzhou de Paleontologia, no nordeste da China, em 2010 Lu, Junchang /Geosciences Journal

Mais
15.jan.2015 - Ferramenta de osso descoberta em junho 2014 durante as escavações anuais no Grotte du Bison em Arcy-sur-Cure, uma comuna francesa na região administrativa da Borgonha. O objeto sugere que os Neandertais eram capazes de compreender as propriedades mecânicas do osso e sabiam como usá-lo para fazer ferramentas, assim como os Homo sapiens Reprodução/Universidade de Montreal

Mais
7.jan.2015 - Arqueólogos suecos descobriram no Egito uma escultura mural pouco comum de mais de 2.300 anos representando o deus sol Amon-Rá e o deus escriba Tot, informou o ministério das Antiguidades. "As esculturas que associam as duas divindades, o deus Amon-Rá e o deus Tot, são pouco comuns", indicou à Ali al Asfar, funcionário do departamento encarregado do Alto Egito. Segundo ele, a escultura pertence ao período situado entre 1085 e 335 antes de nossa era. A escultura mural foi descoberta em uma pedreira ao norte de Assuan, de onde se originaram as pedras para a construção dos mais importantes templos do Antigo Egito, em particular o complexo de Karnak e o templo de Luxor Sca/AFP

Mais
5.jan.2015 - Arqueólogos descobriram o túmulo de uma rainha até então desconhecida, que pode ser a mãe ou esposa do faraó Neferefre, que governou há 4,5 mil anos, disseram autoridades egípcias. O túmulo foi encontrado em Abu-Sir, a sudoeste do Cairo, no Egito Reprodução/BBC

Mais
5.jan.2015 - Um amuleto de 1.500 anos com uma inscrição de 59 letras do tipo palíndromo, isto é, que se lê a mesma mensagem tanto da direita para a esquerda como da esquerda para a direita, foi descoberto na antiga cidade de Nea Paphos, no sudoeste de Chipre. A mensagem diz o seguinte: "Iahweh [um deus] é o portador do nome secreto, o leão de Re seguro em seu santuário". O outro lado do amuleto tem várias imagens, incluindo uma múmia enfaixada (provavelmente representando o deus egípcio Osiris) em um barco e uma imagem de Harpócrates, o deus do silêncio, que é mostrado sentado em um banquinho com a mão direita nos lábios Reprodução/Marcin Iwan

Mais
2.jan.2015 - Fotografia cedida pelo Inah (Instituto Nacional de Antropologia e História) mostra esculturas encontradas a 18 metros de profundidade abaixo do templo da Serpiente Emplumada, no México. Trata-se de quatro esculturas antropomorfas de pedra verde. Com elas foram encontrados dezenas de caracóis grandes do Golfo do México e do Caribe, milhares de outros materiais, dentre eles conchas trabalhadas dentro de uma caixa, ossos e pelos de felinos grandes. A descoberta abre novas rotas de conhecimento das culturas pré-hispânicas e dos ancestrais das populações nativas da América INAH/EFE

Mais
19.dez.2014 - "Cabeça do Deus Xolotl", descoberta por Leopoldo Batres, faz parte da exposição "100 Anos do Grande Templo, a história da descoberta" em museu na Cidade do México. O grande templo do México comemora seu centenário com a abertura de uma exposição detalhando sua história, dedicada à figura do arqueólogo e antropólogo Manuel Gamio Alex Cruz/EFE

Mais
19.dez.2014 - Detalhes da peça "Alívio com o rosto da morte", em livre tradução, é exibida na exposição "100 Anos do Grande Templo, a história da descoberta" em museu na Cidade do México. O grande templo do México comemora seu centenário com a abertura de uma exposição detalhando sua história, dedicada à figura do arqueólogo e antropólogo Manuel Gamio Alex Cruz/EFE

Mais
18.dez.2014 - Pesquisadores descobriram azeite de 8.000 anos em vasos de barro durante escavação em En Zippori, na baixa Galileia, no norte de Israel, em obras de ampliação de uma rodovia que duraram até o ano passado. A descoberta não foi intencional. As análises mostraram que a cerâmica contendo azeite remonta ao período Calcolítico precoce, uma fase da Idade do Bronze Israel Antiquities Authorit/Divulgação

Mais
18.dez.2014 - Mais de 1.700 múmias foram desenterradas na região de Faiyum (96 km do Cairo), no Egito. Os corpos estavam conservados pelo deserto quente e seco. De acordo com os arqueólogos da Universidade Brigham Young, em Utah, que participam da escavação, o cemitério conta com mais de um milhão de corpos humanos mumificados Professor Kerry Muhlestein/Divulgação

Mais
12.dez.2014 - Uma pequena caixa de cobre, com as dimensões de um pacote de maços de cigarro, foi descoberta na base do edifício da sede do governo do Estado de Massachusetts (EUA), em Boston. Envelhecida pelo tempo, a caixa é na verdade uma relíquia. Trata-se de uma cápsula do tempo deixada no local no ano de 1795 pelos heróis revolucionários americanos Paul Revere e Samuel Adams. A cápsula do tempo encontrada no prédio do governo de Massachusetts pode ser o mais antigo artefato do tipo no Estado e um dos mais antigos já encontrados nos EUA Stephan Savoia/AP

Mais
11.dez.2014 - Em imagem fornecida pelo Ministério Egípcio de Antiguidades um arqueólogo segura uma pequena estatueta que foi encontrada dentro do túmulo de Karomama, da mulher de um faraó da 22ª dinastia (de 954 - 715 a.C), na zona histórica da cidade de Luxor, no Egito, descoberta durante uma missão arqueológica franco-egípcia EFE

Mais
9.dez.2014 - O Field Museum, em Chicago, retirou a tampa de um sarcófago de uma múmia de 2.500 anos. A múmia, que foi recebida pelo museu em 1920, faz parte de uma coleção que conta com 30 múmias humanas completas do Egito Charles Rex Arbogast/AP

Mais
9.dez.2014 - Como alguns pedaços do caixão já haviam desaparecido, a múmia tinha sido exposta a elementos externos. Por essa razão, os pesquisadores do Field Museum, em Chicago, não estavam preocupado que a múmia se desintegrasse em poeira quando o sarcófago fosse aberto -- como muitas vezes aparece nos filmes. A múmia, que foi recebida pelo museu em 1920, faz parte de uma coleção que conta com 30 múmias humanas completas do Egito Charles Rex Arbogast/AP

Mais
9.dez.2014 - Mesmo antes de abrir o caixão, os cientistas do Field Museum de Chicago já sabiam o que iriam ver, graças à tomografia computadorizada, que mostrou imagens de raios-X de dentro do caixão. Segundo os pesquisadores, foi possível ver o pé desenfaixado e a máscara rasgada. A múmia, que foi recebida pelo museu em 1920 e faz parte de uma coleção que conta com 30 múmias humanas completas do Egito, passará por um procedimento de reparo Charles Rex Arbogast/AP

Mais
9.dez.2014 - Imagem do topo do sarcófago aberto pelos cientistas do Field Museum, em Chicago, mostra hieróglifos com nome e linhagem dos restos mortais da múmia Minirdis, filho de um sacerdote. A múmia, que foi recebida pelo museu em 1920 e faz parte de uma coleção que conta com 30 múmias humanas completas do Egito, passará por um procedimento de reparo Charles Rex Arbogast/AP

Mais
4.dez.2014 - Um depósito hídrico capaz de armazenar mais de quatro milhões de litros de água, "o maior descoberto até agora" da época do Império Romano, foi encontrado nos trabalhos de escavação para a terceira linha de metrô de Roma. O depósito foi descoberto no bairro de San Giovanni no "interior de uma empresa agrícola de Roma Imperial" Cooperativa Archeologia/AP

Mais
25.nov.2014 - Foto cedida pelo Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH) mostra o pano funerário do conquistador espanhol Hernán Cortés, que foi completamente restaurado por especialistas mexicanos como parte do projeto de conservação do 70º aniversário do Museu Nacional de Historia del Castillo de Chapultepec, na Cidade do México (México). O local recebeu em 1947 o tecido que por mais de um século manteve os restos mortais de Cortés, que morreu em Castilleja de la Cuesta (Espanha), no dia 2 dezembro de 1547 e cujos restos mortais foram trazidos para o México em 1566 EFE/INAH

Mais
25.nov.2014 - Foto cedida pelo Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH) mostra o pano funerário do conquistador espanhol Hernán Cortés, que foi completamente restaurado por especialistas mexicanos como parte do projeto de conservação do 70º aniversário do Museu Nacional de Historia del Castillo de Chapultepec, na Cidade do México (México). O local recebeu em 1947 o tecido que por mais de um século manteve os restos mortais de Cortés, que morreu em Castilleja de la Cuesta (Espanha), no dia 2 dezembro de 1547 e cujos restos mortais foram trazidos para o México em 1566 EFE/INAH

Mais
Professor do departamento de Geologia da Universidade da Malásia, Masatoshi Sone, exibe dente de dinossauro de pelo menos 140 milhões de anos encontrado no país. Segundo os pesquisadores, o animal, que teria o tamanho de um cavalo, seria da espécie ornitísquio, um herbívoro Mohd RasfanASFAN/AFP

Mais
12.nov.2014 - Peças encontradas durante reforma da Igreja e Convento de Santa Maria dos Anjos, localizada no centro histórico de Penedo (a 152 km de Maceió), Alagoas. Pesquisadores descobriram achados arqueológicos dos séculos 16 e 17 Divulgação

Mais
12.nov.2014 - 12.nov.2014 - A cela eclesiástica encontrada no porão da Igreja e Convento de Santa Maria dos Anjos, no centro histórico de Penedo (AL), continha peças de cerâmica e porcelana que estão sendo catalogadas pelos pesquisadores Divulgação

Mais
12.nov.2014 - Os arqueólogos identificaram um sistema de saneamento construído no século 17 nas paredes da prisão eclesiástica, com um sistema de captação e armazenamento de água da chuva Divulgação

Mais
10.nov.2014 - Uma cópia de 800 anos de idade da Carta Magna, documento de 1215 que limitou o poder dos monarcas da Inglaterra, está em exibição na Biblioteca do Congresso em Washington DC (EUA). Para comemorar o "aniversário" do documento, a biblioteca está hospedando uma exposição de 10 semanas, chamada "Magna Carta: Muse e Mentor". O documento é uma das quatro cópias sobreviventes. Um das cláusulas da carta protegia homens livres de serem presos ilegalmente, dando origem ao habeas corpus Library of Congress/Divulgação

Mais
29.out.2014 - Escultura na forma de um rosto é encontrada abaixo do cume do Templo Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacan, no México. No túnel de 103 metros foram descobertos mais de 50.000 ofertas, segundo especialistas. "Os resultados são notáveis e nos permitiram rever nossas ideias sobre Teotihuacan", disse o arqueólogo mexicano Sergio Gomez durante uma entrevista sobre os avanços no túnel que permaneceu oculto por quase 1.800 anos EFE/INAH

Mais
29.out.2014 - O Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH) divulgou uma ilustração do túnel, que ficou oculto por quase 1.800 anos, em uma pirâmide no sítio arqueológico de Teotihuacan. No túnel de 103 metros foram descobertos mais de 50.000 ofertas, segundo especialistas. "Os resultados são notáveis e nos permitiram rever nossas ideias sobre Teotihuacan", disse o arqueólogo mexicano Sergio Gomez durante uma entrevista sobre os avanços no túnel que permaneceu oculto por quase 1.800 anos EFE/INAH

Mais
Imagem divulgada pela Superintendência de Patrimônio Arqueológico de Pompéia mostra uma olaria, local destinado à produção de objetos de barro ou argila, descoberta nas muralhas da antiga cidade de Pompéia, destruída pela erupção vulcânica do Monte Vesúvio em 79 d.C. Superintendência de Patrimônio Arqueológico de Pompéia/AP

Mais
Arqueólogos israelenses apresentaram uma pedra comemorativa com uma inscrição dedicada ao imperador romano Adriano que, segundo os cientistas, ajuda a entender aspectos da revolta judaica contra o império no ano 135. A pedra mede um metro por um metro e meio e pesa uma tonelada. O objeto foi encontrado perto da entrada de uma área antiga de Jerusalém. As seis linhas em latim são dedicadas pelo exército romano a Adriano, que visitou Jerusalém no ano 130. Na imagem, um funcionário faz a limpeza da pedra comemorativa Ronen Zvulun /Reuters

Mais
21.out.2014 - Uma cabeça de esfinge em mármore quase intacta foi encontrada em um mausoléu na antiga cidade grega de Anfípolis, na região da Macedônia. A escultura tem uma altura de 60 centímetros e apresenta "restos de coloração vermelha", segundo o comunicado ministerial. No mesmo local foram encontrados fragmentos das asas da esfinge. "Esta cabeça pertence ao tronco de uma esfinge encontrada anteriormente". Desde agosto passado foram encontradas neste mausoléu da época helenística duas imponentes esfinges, um mosaico de piso, colunas esculpidas, duas cariátides de mais de dois metros de altura e um importante mosaico que representa o rapto de Perséfone por Plutão Ministério da Cultura da Grécia/AP

Mais
19.out.2014 - Um rebanho bovino e até mesmo uma pista de motocross estão colocando em risco a preservação de um cemitério indígena de mais de mil anos em Olímpia (a 434 km de São Paulo). O sítio arqueológico Cemitério Maranata, que foi descoberto em 1993, atualmente está abandonado e, por isso, sua preservação está ameaçada, de acordo com o Ministério Público Federal de São José do Rio Preto. Em 1993, ao escavar o terreno para a construção de um conjunto de casas, foram encontradas ossadas humanas e fragmentos de cerâmica Edson Silva/Folhapress

Mais
15.out.2014 - Crânios e ossos aparecem empilhados em catacumbas de Paris, na França. Os túneis subterrâneos, com mais de dois quilômetros de extensão, contam com ossos de cerca de seis milhões de parisienses dos séculos passados. O local teve o horário de visitação estendido para permitir que mais pessoas visitem o local, além de reduzir as longas filas Francois Mori/AP

Mais
14.out.2014 - O arqueólogo búlgaro Nikolay Ovcharov mostrou o esqueleto de um homem que viveu no início do século 13 e foi enterrado com uma faca em seu coração, um ritual comum da época para impedir que ele fosse transformado em vampiro Vladislav Punchev / EFE

Mais
14.out.2014 - Fotografia mostra uma cruz encontrada em Dumfries, no sul da Escócia, a peça faz parte de um tesouro viking descoberto na região por um empresário com a ajuda de um detector de metal. Entre os mais de cem itens, estão broches, pulseiras e pendentes de prata e ouro. Especialistas estimam que as peças tenham mais de 1.000 anos Reuters

Mais
7.out.2014 - Uma escavação arqueológica no norte da Itália desenterrou os restos de uma garota de 13 anos de idade enterrada com o rosto virado para baixo. Os arqueólogos dizem que, apesar da sua tenra idade, ela foi rejeitada pela sua comunidade e vista como um perigo, mesmo depois de morta. Apelidado pela imprensa italiana como "a menina bruxa", o esqueleto foi descoberto no complexo de San Calocero em Albenga na Riviera da Ligúria, por uma equipe do Instituto Pontifício de Arqueologia Cristã no Vaticano Stefano Roascio/Discovery News/Reprodução

Mais
23.set.2014 - Mais de 50 geoglifos, figuras desenhadas no solo, com várias formas e tamanhos foram descobertas em todo o norte do Cazaquistão, na Ásia Central DigitalGlobe/Google Earth

Mais
Arqueólogos descobriram esqueletos de centenas de pessoas enterradas no cemitério na cidade de Amarna, no Egito, cujos penteados ainda estavam intactos, apesar de passados milhares de anos. A egípcia foi enterrada com um penteado feito com 70 extensões de cabelo -- no melhor estilo "megahair" Jolanda Bos e Lonneke Beukenholdt/Divulgação/Live Science/Reprodução

Mais
17.set.2014 - Cientistas britânicos divulgaram detalhes da morte do rei Ricardo III na Batalha de Bosworth, no Reino Unido, há mais de 500 anos. Segundo os pesquisadores, dois dos vários ferimentos sofridos pelo monarca inglês teriam sido fatais. Na foto, a osteologista Jo Appleby aponta para danos no crânio que se acredita ter sido do rei Ricardo III, durante uma apresentação em Leicester, na Inglaterra. A foto é de fevereiro deste ano Darren Staples/Reuters

Mais
16.set.2014 - Dois esqueletos foram encontrados com os braços entrelaçados em uma capela em Leicestershir, na Inglaterra. O casal ficou de mãos dadas por cerca de 700 anos, segundo os pesquisadores. Os esqueletos têm aproximadamente a mesma idade, mas é preciso fazer uma análise mais profunda para saber ao certo quantos anos cada um tinha no momento da morte Universidade de Leicester

Mais
15.set.2014 - Foto tirada do Museu de Arqueologia de Atenas nesse domingo (14) mostra o mais antigo computador do mundo, o mecanismo de Antikythera. O artefato do século 2 a.C foi descoberto por pescadores de esponjas na virada do século 20 nos arredores de ilha remota no mar Egeu e era usado pelos antigos gregos para acompanhar os ciclos do sistema solar. Arqueólogos vão usar novo traje de mergulho para explorar local da descoberta Louisa Gouliamaki/afp

Mais
12.set.2014 - Ataque de ácaro a formiga é preservado em âmbar por 44 milhões de anos J. DUNLOP/MUSEUM FÜR NATURKUNDE BERLIN

Mais
10.set.2014 - Penicos estão entre os cerca de 1800 artefatos do final do século 19 e início do 20 encontrados em Ipanema e no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, durante escavações do Metrô da Linha 4 que ligará a Barra da Tijuca, zona oeste, à Tijuca, zona norte. Esta é a segunda vez que milhares de peças são encontradas pela equipe de arqueologia contratada pelo Consórcio Linha 4 Sul. A primeira foi no ano passado ao lado da antiga estação da Leopoldina, centro da capital fluminense Tomaz Silva/ Agência Brasil

Mais
10.set.2014 - Os dados obtidos a partir de levantamentos magnetômetros revelaram impressões no solo deixadas por monumentos pré-históricos ao redor de Stonehenge. Alguns dos monumentos menores tinham design circular semelhante ao do Stonehenge Mario Wallner/ LBI ArchPro

Mais
8.set.2014 - Um traje de batalha pertencente a um guerreiro foi descoberto próximo ao rio Irtysh em Omsk, na Rússia. A armadura é feita de ossos e deve ter servido de proteção em batalhas durante a Idade do Bronze. O artefato foi encontrado em 'perfeitas condições', segundo os pesquisadores, levando em consideração que possui entre 3.000 e 3.900 anos Reprodução/Siberian Times

Mais
9.set.2014 - Uma combinação de imagens divulgadas pelo Ministério da Cultura da Grécia mostra os achados, até o momento, do túmulo de Alexandre, o Grande, na região da Macedônia, no norte do país. Os arqueólogos estão fazendo escavações no local desde meados de agosto. O primeiro-ministro grego Antonis Samaras classificou a descoberta como algo "muito importante". As especulações crescentes são de que o túmulo, que data do tempo de vida de Alexandre (356-323BC), nunca foi tocado, tendo tesouros intactos Ministério da Cultura da Grécia/AFP

Mais
8.set.2014 - Novas descobertas apontam que as pessoas que habitavam a América do Sul antes da cultura Clovis, ancestrais dos indígenas, chegaram à América do Norte cerca de 14 mil anos atrás. Dois conjuntos simples de ferramentas de pedras escavadas na base de uma encosta rochosa no nordeste do Brasil foram feitas por pequenos grupos de colonos, que viveram há cerca de 24 mil anos atrás, e outro de cerca de 15 mil anos atrás, dizem os pesquisadores Reprodução/E. Boëda Et Al/Antiquity

Mais
4.set.2014 - O esqueleto de um Dreadnoughtus schrani é exposto em sítio arqueológico durante escavação na Argentina, em foto tirada em 2006 e divulgada nesta quarta-feira (3). Os cientistas anunciaram hoje a descoberta no sul da Patagônia argentina do fóssil bem preservado e completo do dinossauro que pesava 65 toneladas e media 26 metros, com um pescoço de 11,3 metros e uma cauda de 8,7 metros Kenneth Lacovara/Drexel University/Reuters

Mais
22.ago.2014 - Um furador de cobre é o objeto de metal mais antigo já encontrado por pesquisadores. Com 4,1 centímetros de comprimento, 5 mm de largura em sua base e apenas 1 mm de largura em sua ponta, em forma de cone, ele foi encontrado enterrado na sepultura de uma mulher que tinha cerca de 40 anos quando morreu, em um sítio arqueológico em Tel Tsaf, em Israel, arqueológico localizado próximo ao rio Jordão, na fronteira entre Israel e Jordânia PLOS ONE/Live Science/Reprodução

Mais
22.ago.2014 - Foto divulgada nesta sexta-feira (22) mostra um pedaço de uma estela de uma cidade antiga maia, em Lagunita, no México. O registro foi feito no dia 17 de maio deste ano. Arqueólogos encontraram duas cidades mais antigas escondidas em floresta no sudeste do país. O pesquisador líder Ivan Sprajc, professor do Centro da Academia Eslovena de Ciências e Artes de Pesquisa, afirmo que dezenas mais devem ser encontradas na região Centro da Academia Eslovena de Ciências e Artes de Pesquisa/Reuters

Mais
22.ago.2014 - Foto divulgada nesta sexta-feira (22) mostra um pedaço de uma estela de uma cidade antiga maia, em Lagunita, no México. O registro foi feito no dia 17 de maio deste ano. Arqueólogos encontraram duas cidades mais antigas escondidas em floresta no sudeste do país. O pesquisador líder Ivan Sprajc, professor do Centro da Academia Eslovena de Ciências e Artes de Pesquisa, afirmo que dezenas mais devem ser encontradas na região Centro da Academia Eslovena de Ciências e Artes de Pesquisa/Reuters

Mais
18.ago.2014 - Paleontólogos da UFPI (Universidade Federal do Piauí) descobriram que vários troncos de árvores da Floresta Fóssil de Teresina, localizada às margens do Rio Poti, foram atacados por vândalos. O vandalismo foi descoberto no fim de semana (16 e 17 de agosto). Um dos troncos fósseis foi quebrado em várias partes, que foram espalhadas ao longo de 1m². Os paleontólogos acreditam que os vândalos usaram pedras para golpear os fósseis e danificá-los. Não foram encontrados todos os fragmentos e é possível que os vândalos tenham furtado partes dos fósseis danificados. A Floresta Fóssil de Teresina é da Era Paleozoica, possui aproximadamente 270 milhões de anos e plantas fósseis gimnospermas e pteridófitas, petrificadas em posição vertical. A Floresta Fóssil é tombada, mas não possui controle de conservação Divulgação

Mais
14.ago.2014 - Um grupo de pesquisadores brasileiros anunciou nesta quinta-feira (14), uma descoberta de impacto mundial: eles identificaram um conjunto de fósseis de 47 pterossauros - répteis voadores pré-históricos - de uma espécie até agora desconhecida, que viveu há cerca de 80 milhões de anos na Região Sul do País. Os fósseis, encontrados no município de Cruzeiro do Oeste, no noroeste do Paraná, são uma raríssima ocorrência de pterossauro no interior de continentes. A descoberta foi publicada na revista científica Plos One Reprodução/Plos One

Mais
9.ago.2014 - Um exame de raio-X revelou que uma estátua de Jesus Cristo conhecido com Senhor da Paciência possui um dente humano. A estátua, que tem mais de 300 anos de idade, está no templo San Bartolo Cuautlalpan, em Zumpango, a norte da Cidade do México, no México. Fotomontagem UOL/Reuters/INA

Mais
8.ago.2014 - O homem de Neandertal provavelmente capturava pombos para se alimentar, segundo cientistas que descobriram marcas de utensílios de cozinha, dentes e vestígios de cozimento em ossos de pombos encontrados na caverna de Gorham, no penhasco de Gibraltar. Na imagem, um osso de pomba com marcas de corte que foi encontrado no local Ruth Blasco et al/Scientific Reports

Mais
7.ago.2014 - O agricultor Francisco Marín Raposo, que vive próximo de Lepe, em Huelva, na Espanha, encontrou um dente de tubarão com 15,5 centímetros de comprimento. De acordo com o doutor em Paleontologia da Universidade de Huelva, Fernando Muñiz, o fóssil tem aproximadamente seis milhões de anos Julián Pérez/EFE

Mais
Uma montagem compara diferenças faciais entre um ser humano moderno e o de seu antecessor -- com supercílio avantajado e a testa mais larga. O crânio do humano moderno tem características mais arredondadas e um supercílio menos proeminente. O destaque destas características pode ser diretamente relacionado com a influência do hormônio testosterona Robert Cieri/ University of Utah

Mais
23.jul.2014 - Imagem cedida nesta quarta-feira (23) pelo Inah (Instituto Nacional de Antropologia e História) mostra especialistas mexicanos trabalhando em uma área onde encontraram um crâneo e duas presas de um gonfoterio de ao menos 10 mil anos, no centro do Estado de Tlaxcala. O estudo do fóssil permitirá ampliar os conhecimentos sobre a megafauna da região no final do Pleistoceno Inah/EFE

Mais
14.jul.2014 - Uma equipe de arqueólogos poloneses do Museu Nacional Marítimo descobriu dentro de um navio naufragado no fundo do mar Báltico uma das mais antigas garrafas de água mineral intactas já encontradas. Ela foi produzida entre 1806 e 1830 pela Selters, empresas de água mineral mais antiga da Europa. Além da garrafa, a equipe também encontrou partes de cerâmicas, uma tigela pequena e algumas peças de louça Museu Nacional Marítimo/Divulgação

Mais
10.jul.2014 - Fósseis de quase 18 dinossauros, originais da Mongólia, foram encontrados nesta quinta-feira em Nova York. Segundo autoridades, os fósseis chegaram ilegalmente aos Estados Unidos e deverão ser repatriados Justin Lane/EFE

Mais
10.jul.2014 - Região do Curdistão, no norte do Iraque, onde foram descobertas estátuas humanas em tamanho real e os restos de um antigo templo. Os artefatos foram encontrados acidentalmente por moradores e foram coletadas durante o trabalho de campo de Dlshad Marf Zamua, um estudante de doutorado da Universidade de Leiden, na Holanda. As descobertas datam de 2.500 anos antes da Idade do Ferro, um período em que vários grupos disputavam a supremacia sobre o que é agora o norte do Iraque Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Acredita-se que essas bases de coluna encontradas em uma aldeia fazem parte do templo perdido da cidade de Musasir. Este templo foi dedicado a Haldi, que era o deus supremo do reino de Urartu. A localização do templo tem sido um mistério, que pode ser resolvido com a descoberta dessas colunas Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Estatueta de bronze de uma cabra selvagem de 8 centímetros de comprimento e 8 de altura. Há uma inscrição sobre a estatueta que os pesquisadores estão tentando decifrar Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Desenho do século 19, feito com um antigo relevo, que retrata o saque do templo de Haldi pelos assírios também foi descoberto no sítio arqueológico na região do Curdistão, no norte do Iraque Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Estátuas humanas em tamanho natural também foram descobertos no Curdistão. Todos elas mostram homens barbudos e teriam sido erguidas em sepultamentos. A maioria data do sétimo ou sexto século antes de Cristo, durante uma época em que os citas e cimérios estavam avançando através do Oriente Médio Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - As estátuas em tamanho natural mostram um semblante triste condizente com um ornamento de um funeral Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Aldeões descobriram acidentalmente os artefatos na região do Curdistão, no norte do Iraque. Na imagem, uma estátua dentro de uma vila moderna Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Em alguns casos, os artefatos foram reutilizados por moradores depois de encontrados. Nesta foto, a pedra, com a vara de medição em cima, originalmente o torso de uma estátua humana em tamanho natural, foi utilizada em uma construção moderna Reprodução/ Dishad Marf Zamua

Mais
10.jul.2014 - Várias estátuas humanas, em tamanho natural, também foram descobertos no Curdistão. Todas mostram homens barbudos e teriam sido erguidas em sepultamentos. A maioria deles data para tanto o sétimo ou sexto século aC, época em que os citas e cimérios estavam avançando através do Oriente Médio Reprodução/ Photo courtesy Dlshad Marf Zamua

Mais
9.jul.2014 - Esqueleto humano encontrado na China tem estrutura da orelha semelhante a de um Neandertal, o que pode sugerir que os neandertais migraram e conviveram com humanos arcaicos na região asiática. A descoberta foi publicada na edição dessa semana do periódico da Academia Nacional de Ciências dos EUA PNAS/Divulgação

Mais
9.jul.2014 - Uma estátua egípcia de 4.000 anos exposta no Northampton Museum and Art Gallery, do Reino Unido, deve ir a leilão pela Christie's em Londres. A expectativa é que a peça seja arrematada por até US$ 10 milhões. O governo do Egito, no entanto, tenta impedir a comercialização da peça Christie's

Mais
4.jul.2014 - Imagem veiculada pela secretaria de Cultura de El Salvador, nesta sexta-feira (4), mostra o local onde foram enterrados restos humanos há 1.600 anos. O local foi descoberto por arqueólogos japoneses e salvadorenhos na cidade de Nueva Esperanza, a 90 km de San Salvador, no dia 11 de abril Ho/ AFP

Mais
1.jul.2014 - Arqueólogos do Instituto Nacional de Pesquisas Arqueológicas Preventivas (Inrap, na sigla em francês) trabalham para descobrir tumba gaulesa em Warcq, no norte da França. O túmulo abriga o corpo de um membro da aristocracia gaulesa enterrado com sua carruagem antes do início da era cristã Francois Nascimbeni/AFP

Mais
Pesquisadores do Museu da Dinamarca Lolland-Falster encontraram um pequeno amuleto da era Viking com inscrição que diz: "Isto é um martelo" Reprodução

Mais