Sonda registra furacão gigante no polo Norte de Saturno

  • Nasa/JPL-Caltech/SSI

    Furacão com vórtice de 2.000 quilômetros está ativo no polo Norte de Saturno, revela estudo da Nasa

    Furacão com vórtice de 2.000 quilômetros está ativo no polo Norte de Saturno, revela estudo da Nasa

A sonda espacial Cassini captou imagens impressionantes de um furacão no polo Norte do planeta Saturno. As imagens foram captadas em novembro do ano passado a 420 mil quilômetros de altura pela sonda norte-americana, que foi lançada em 1997.

O olho do furacão tinha 2.000 quilômetros de diâmetro, o equivalente a 20 vezes o tamanho médio do olho de um furacão terrestre e 12 vezes o tamanho do Reino Unido.

O furacão foi registrado por meio de ondas infravermelhas e recebeu a coloração vermelha artificialmente para mostrar seus detalhes. Segundo cientistas, seus ventos atingiam até 531 km/h.

Inverno

Acredita-se que o furacão exista há anos em Saturno, mas só agora a região onde ele está pôde ser fotografada pela Cassini.

Era inverno no hemisfério Norte de Saturno quando a sonda chegou nele, em 2004, e o polo Norte estava em total escuridão. Como o ano em Saturno equivale a 29 anos terrestres, a região demorou para receber luz a ponto de permitir à sonda registrar esse furacão.

Estas são as primeiras imagens iluminadas pelo Sol dessa região desde que a sonda Voyager 2 enviou fotos do planeta, em 1981. Os cientistas agora esperam aprender mais sobre os furacões da Terra, estudando o fenômeno gigante em Saturno. 

Em 2006, a mesma sonda registrou, no polo Sul de Saturno, um furacão ainda maior, com um diâmetro de cerca de 8.000 quilômetros - aproximadamente dois terços do diâmetro equatorial da Terra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos