PUBLICIDADE
Topo

Efeito esgoto? Se Toffoli está com Covid-19, só "Mito" escapa nos Poderes

Montagem
Imagem: Montagem
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

25/05/2020 08h18Atualizada em 26/05/2020 08h04

Pois é...

Na hipótese de que os exames apresentados pelo presidente Jair Bolsonaro sejam verdadeiros — dado que, convenham, se a identidade é falsa, tudo pode ser —, só o superchefe do Poder Executivo se mostra, até agora, blindado contra o coronavírus, embora tenha optado por um deliberado comportamento de risco.

Dias Toffoli, presidente do STF — e do Poder Judiciário — internou-se neste sábado para drenar um abscesso e internado ficou, com sintomas da Covid-19. Aguarda-se o resultado do exame feito para a detecção do vírus.

Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado e do Poder Legislativo, fez parte da primeira leva de contaminados no país. O anúncio foi feito no dia 18 de março. A data oficial do primeiro caso da Covid-19 no Brasil é 25 de fevereiro, embora estudo da Fundação Oswaldo Cruz tenha chegado à conclusão de que o vírus circulava no país desde 26 de janeiro.

Nosso homem de aço, como se nota, só pode mesmo ser vencido pela kriptonita. Então sai por aí a provocar aglomerações quando sente vontade de comer pastel ou de apoiar quem prega golpe de Estado...

E olhem que não faltam doentes no seu entorno. Pelos menos 23 assessores do presidente e pessoas à sua volta já ficaram doentes. Nada menos de 17 delas estavam no avião que chegou de Miami no dia 10 de março. Não era um avião, mas um bomba virótica.

Quem passou o vírus para Alcolumbre? Bem, não dá para assegurar: o fato é que ele esteve com várias pessoas da turma que viajou para a Miami...

Vale dizer: quase todos os que circundavam o presidente adoeceram — até um motorista, que não cochichava, suponho, segredos de liquidificador do estado de direito aos ouvidos do chefe. Ele não!

É bem verdade que os exames indicando que não estava com o vírus, quando colheu material ao menos, saíram em nome de Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz. Um terceiro está sem nome nenhum.

Para o presidente, parece valer a máxima que saiu de sua própria boca: "O brasileiro tem que ser estudado. Ele não pega nada. Você vê o cara pulando em esgoto ali, sai, mergulha, tá certo? E não acontece nada com ele".

É, vai ver...

Atualização: às 8h22, o portal G1 informou que o ministro Dias Toffoli testou negativo para coronavírus, aguarda contraprova e segue internado.

Reinaldo Azevedo