PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

522 mil empresas fecharam as portas de vez após a pandemia, diz IBGE

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário - e frequentemente é necessário -, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

16/07/2020 12h27

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta quinta (16) que 1,3 milhão de empresas brasileiras estavam com atividades suspensas ou encerradas na primeira quinzena de junho. Deste total, 522 mil disseram que a pandemia motivou a decisão.

Os dados fazem parte da primeira edição da pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas empresas, lançada pelo instituto na semana passada. A pesquisa detectou também que um terço das empresas brasileiras demitiu e só 13% tiveram acesso ao auxílio federal para pagar empregados.

.(...)

Leia íntegra na Folha.

Correção: a matéria da Folha foi corrigida. Em versão anterior desta reportagem, o título informava incorretamente que 716 mil empresas haviam encerrado as atividades definitivamente após a pandemia. Este é o número de empresas que estavam inativas na primeira quinzena de junho, mas não há dados sobre a data de fechamento.