Giro UOL traz os destaques da manhã desta terça, 28/03, para você; ouça

Thomaz Molina

Do UOL, em São Paulo

Folhapress
Folhapress

Desistência anunciada

Sob pressão da base aliada e do setor empresarial, o presidente Michel Temer desistiu da aprovação de um projeto mais brando para regulamentar a terceirização no país. No fim de semana, o peemedebista foi convencido a sancionar com vetos parciais a proposta aprovada na semana passada, criticada por integrantes do governo por ser ?muito dura?. Inicialmente, a ideia do presidente era fazer uma espécie de fusão entre as duas propostas, substituindo pontos exagerados da aprovada pela Câmara por trechos mais brandos da analisada pelo Senado.
Compartilhe
Roberto Jayme/ Ascom/TSE
Roberto Jayme/ Ascom/TSE

Argumentos para cassar Temer

Perguntas feitas pelo ministro Herman Benjamin, do TSE, a delatores da Odebrecht indicam que a chapa Dilma-Temer usou dinheiro de propina em campanha, pagou caixa 2 para comprar apoio de partidos e não declarou parte do orçamento de campanha. Esses argumentos devem ser utilizados para embasar a posição dele no processo que pode cassar o atual presidente. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, Benjamin insistiu nesses temas e chegou a indicar o posicionamento durante os depoimentos. O ministro não se manifesta sobre o voto, por causa de sigilo.
Compartilhe
Guilherme Artigas/Fotoarena/Folhapress
Guilherme Artigas/Fotoarena/Folhapress

Cunha x Moro

O juiz federal Sergio Moro rejeitou o pedido de suspeição contra ele mesmo feito pelos advogados do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O pedido de suspeição é feito quando uma das partes da ação acredita que o juiz analisa o caso de forma tendenciosa ou tem interesse em condenar ou absolver o réu. Na decisão, Moro disse que a defesa ?beira a irresponsabilidade?. O juiz critica o uso de ?argumentos improcedentes no processo penal? e diz que Cunha questiona a imparcialidade dele como juiz ?sem que haja qualquer motivo minimamente concreto?.
Compartilhe
Pedro Martins/MoWaPress
Pedro Martins/MoWaPress

Brasil em campo

A seleção brasileira entra em campo hoje contra o Paraguai para garantir matematicamente a vaga na Copa do Mundo da Rússia. Para isso, além da vitória, o time comandado por Tite também precisa torcer por tropeços de Chile e Equador. Se ganhar o jogo, o Brasil também volta a ocupar a liderança do ranking da Fifa, fato que não acontece há sete anos. Você acompanha este jogaço ao vivo a partir das 21h45 pelo aplicativo Placar UOL ou pelo site uol.com.br.
Compartilhe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos