Giro UOL traz os destaques da noite desta quarta, 05/04, para você; ouça

Saulo Novaes

Do UOL, em São Paulo

  • Arte UOL

Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress
Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress

Recorde de propina

O ex-executivo da Odebrecht Fernando Migliaccio da Silva, que confessou ser o responsável pelas entregas em dinheiro vivo do Setor de Operações Estruturadas - o departamento da propina -, afirmou em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que "recorde" dele foi a entrega de R$ 35 milhões em um único dia. Ele disse também que havia um "conceito de segurança" para as entregas para que os valores não ultrapassassem os R$ 500 mil.
iStock
iStock

Crime de estupro

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou a proposta que não permite que o crime de estupro prescreva. Hoje, o estupro prescreve em 20 anos. Com a nova regulamentação, a violência praticada, mesmo se tiver acontecido há muito tempo, ainda vai ser crime. O único voto contrário registrado foi o do senador Roberto Requião (PMDB-PR). O texto segue para o plenário e, para ser aprovado, precisa do apoio de 49 dos 81 parlamentares, em dois turnos de votação.
Getty Images
Getty Images

Mercado em movimento

A Bovespa fechou hoje em queda de 1,51%, com 64.774,77 pontos, depois de duas altas seguidas. O resultado foi influenciado, principalmente, pelo desempenho negativo das ações da Vale, que caíram quase 4%. Já o dólar subiu 0,55%, cotado em R$ 3,115 na venda, depois de três quedas seguidas. A moeda operou em baixa durante a maior parte da sessão, mas passou a subir no final da tarde, depois de rumores de que o governo pode enfrentar dificuldades para aprovar a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos