Técnicos da Anac vão investigar causas da queda de avião monomotor no Paraná

Lúcia Norcio
Da Agência Brasil
Em Curitiba (PR)

Técnicos da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), da unidade de Porto Alegre, chegam hoje (3) a Paranavaí, noroeste do Paraná, para investigar as causas do acidente com o avião monomotor ocorrido ontem (2), que causou o morte de cinco pessoas. As vítimas são Adriano Romera, Siolmar Grotti Romera e João Romera, que pertenciam a uma família de empresários do município de Arapongas, norte paranaense, e o piloto Flávio Marcelo dos Santos e o técnico agrícola Rômulo César Fernandes.

Segundo o chefe da Comunicação Social da Polícia Militar, Nelson Ventura, chovia muito no município quando o monomotor modelo P-35 caiu no pátio da Escola Municipal Ilda Campano Santini. O avião saiu de Sonora (MT) às 9h30, com destino a Arapongas, mas as fortes chuvas na região impediram o pouso. O piloto ainda tentou aterrissar no Aeroporto de Paranavaí, mas também não conseguiu devido às chuvas.

Apenas o corpo do piloto ainda está no IML (Instituto Médico Legal) da cidade, aguardando a chegada da família, que é de São Paulo. Os outros corpos foram levados para Arapongas, onde serão enterrados à tarde.

De acordo com Ventura, a Polícia Militar interditou o local do acidente, para preservar a área. Cerca de 250 alunos da escola onde o monomotor caiu não terão aula hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos