Topo

Mulher confessa assassinato da mãe e sequestro de bebê no Rio, diz delegado

Jadson Marques/Estadão Conteúdo
Documentos apreendidos na casa de Michele (em segundo plano) podem indicar que ela teria "algum desejo de ter essa criança", afirmou Cardoso Imagem: Jadson Marques/Estadão Conteúdo

Paula Bianchi

Do UOL, no Rio

2013-08-07T14:05:55

07/08/2013 14h05

Michele Vieira Melo, 24, confessou ter sequestrado um bebê de apenas 11 dias após matar a mãe da criança, Diana Oliveira Silva, na segunda-feira (5), no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo delegado da Divisão de Homicídios da Polícia Civil Fábio Cardoso.

A assassina confessa era a principal suspeita do caso. Ela foi localizada na noite desta terça-feira (6) por agentes da Polícia Militar em uma casa em Campo Grande, também na zona oeste, após denúncias anônimas feitas por moradores da região. Com ela estava a menina Jenifer da Silva Araújo, filha da vítima assassinada.

Cardoso informou ao UOL que Michele disse em depoimento ter cometido os crimes sozinha, e explicou que atraiu a mãe da criança a um matagal próximo à favela do Terreirão, no Recreio, com a promessa de presenteá-la com roupas de bebê.

O delegado ainda não tem mais detalhes sobre os motivos pelos quais a criminosa resolveu tomar tal atitude. Documentos apreendidos na casa de Michele podem indicar que ela teria "algum desejo de ter essa criança", afirmou Cardoso em entrevista à "TV Globo".

Mulher confessa ter matado mãe de bebê sequestrado, diz polícia

Ao ser abordada pelos PMs, a suspeita disse ser mãe da criança, mas não apresentou documentos que comprovassem sua relação com o bebê. Posteriormente, ela acabou confessando o sequestro aos policiais. Em sua casa foram encontrados objetos pessoais da mãe do bebê. Agentes da DH já haviam identificado Michele por meio de imagens.

Jenifer foi encaminhada ao hospital para passar por cuidados médicos e colher material genético --a família já reconheceu a criança, mas há necessidade de comprovação por meio de exame de DNA. A Divisão de Homicídios informou que Michele será indiciada por homicídio qualificado e sequestro.

Mais Cotidiano