Topo

São Paulo cai no primeiro turno, e Dubai será sede da Expo 2020

Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), viajou a Paris para acompanhar a votação do evento  - Remy de la Mauviniere/AP
Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), viajou a Paris para acompanhar a votação do evento Imagem: Remy de la Mauviniere/AP

Do UOL, em São Paulo

27/11/2013 13h11

A candidatura de São Paulo foi eliminada logo no primeiro turno da eleição para a escolha da cidade da Expo 2020, um dos maiores eventos do mundo. O projeto paulistano recebeu apenas 13 votos dos 163 países que integram o BIE (Bureau Internacional de Exposições). Depois de três turnos de votação, Dubai, nos Emirados Árabes, foi escolhida a sede.

No turno final, Dubai obteve 126 votos contra 47 de Ekaterimburgo (Rússia). A cidade turca de Izmir foi eliminada no segundo turno. 

Antes de a capital paulista ser eliminada, o prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou, em discurso nesta quarta-feira (27), que a Expo "daria verdadeiras oportunidades para o povo de São Paulo".

Idealizador da candidatura paulistana, o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) alardeava o favoritismo da cidade. A gestão atual, de Haddad, porém, tratava a candidatura com menos otimismo. No entanto, o petista viajou a Paris para acompanhar a votação.

"Nosso projeto é o melhor tecnicamente falando. E isso é dito por vários delegados. Inclusive alguns que não votarão em São Paulo já chegaram a dizer que o projeto é muito bom. Agora, a parte técnica não é a decisiva. Há outros ingredientes na tomada de decisão", disse Haddad, nesta terça-feira (26), em Paris.

"Se comparar com as candidaturas das outras cidades, a nossa campanha foi modestíssima. Até porque a legislação brasileira corretamente coloca limites bastante restritivos para este tipo de gasto", afirmou o prefeito.

A exposição apresenta inovações tecnológicas, em práticas urbanas e na produção cultural. Com duração de seis meses, atrai grande quantidade de turistas. A cidade de Xangai, na China, recebeu 73 milhões de visitantes na última edição, em 2010.

A Exposição Universal foi realizada pela primeira vez em 1851, em Londres. A próxima edição acontecerá 2015, em em Milão, na Itália.

Outras candidatas

A vencedora Dubai participou da disputa com o tema "Conectando Mentes, Criando o Futuro", com foco nas questões de mobilidade e sustentabilidade. A cidade trabalha com a possibilidade de receber 25 milhões de pessoas.

Cidade onde viveu Hipócrates, Izmir, situada no oeste da Turquia e à beira do mar Egeu, é considerada o berço da medicina ocidental. Sua candidatura teve como tema "Novas Rotas para um Mundo Melhor, Saúde para Todos" e colocava a saúde no centro do desenvolvimento humano. A cidade esperava receber 39 milhões de visitantes com a exposição.

Ekaterimburgo candidatou-se com o tema "Mente Global", uma preocupação com a sustentabilidade da globalização. Comparada com as concorrentes, a cidade russa tinha uma expectativa bem mais baixa em relação ao público e projeta receber 12 milhões de visitantes durante a exposição.

Cantando em Paris

Pela candidatura paulistana a 2020, Haddad e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), viajaram juntos a Paris em junho, pouco antes dos grandes protestos contra o aumento das tarifas de ônibus e do metrô.

Na ocasião, a dupla chegou a cantar a música "Trem das Onze", de Adoniran Barbosa, em uma apresentação da cantora Daniela Mercury. 

Com o tema "Força da Diversidade, Harmonia para o Crescimento", a candidatura de São Paulo previa a construção de um centro de exposições em uma área verde de 5 milhões de metros quadrados no bairro de Pirituba, na zona oeste. A expectativa era receber 30 milhões de visitantes nos seis meses da exposição.

A candidatura de São Paulo propunha debater os desafios dos estilos de vida das novas gerações e o futuro de um mundo sem fronteiras.

Alckmin e Haddad cantam "Trem das Onze" em Paris

Mais Cotidiano