PUBLICIDADE
Topo

Após acidente com 2 mortos, prefeitura de BH cancela eventos ligados à Copa

mapa desabamento viaduto guararapes belo horizonte - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Do UOL, em São Paulo

04/07/2014 09h16Atualizada em 04/07/2014 11h34

Depois do acidente que deixou dois mortos e 23 feridos em Belo Horizonte, a prefeitura decidiu suspender os eventos relacionados à Copa do Mundo que seriam realizados nesta sexta-feira (4) na cidade.

Em nota, a prefeitura informou que "por motivo de luto oficial e em respeito às famílias das vítimas", não haverá a exibição hoje de jogos na Fun Fest no Expominas e em outros seis espaços: Savassi Cultural, praça JK, Conexão BH, Samba da Quadra, Mercado Central e Casa da Copa.

Na tarde desta quinta-feira (3), a alça do viaduto Guararapes caiu sobre a avenida Pedro 1º, nas imediações do bairro São João Batista, na Pampulha.

Vídeo mostra resgate de vítimas de acidente com viaduto em BH

O acidente causou a morte de duas pessoas e deixou 22 feridas, segundo o Corpo de Bombeiros. A estrutura atingiu quatro veículos: dois caminhões, um carro e um ônibus.

A via é uma das mais movimentadas da cidade, e a construção do viaduto fazia parte do alargamento das pistas para adequação ao Move, nome dado pela prefeitura de Belo Horizonte ao sistema de BRT (Bus Rapid Transit).

O desabamento parou completamente o trânsito na região da Pampulha, onde está localizado o Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, que, na próxima terça-feira (8), receberá uma das semifinais da Copa do Mundo.

Retirada de vítima dos escombros

O corpo de Charlys Frederico Moreira do Nascimento, 25, motorista do carro atingido pelo desabamento de parte do viaduto, foi retirado dos escombros pelo Corpo de Bombeiros por volta das 5h30 de hoje. Charlys estava sozinho no carro.

Viaduto cai e pelo menos dois morrem em Belo Horizonte

Além dele, morreu a motorista do ônibus Hanna Cristina dos Santos, 25. A filha dela, de 5 anos, também estava no veículo e foi encaminhada ao hospital Risoleta Tolentino Neves, na região de Venda Nova, mas não corre risco de morrer.

A maior parte dos feridos estava no ônibus.

"Esse acidente foi muito chocante. A gente viu o viaduto caindo. Bati a cabeça e ficou muita gente ferida no chão lá", contou Enilson Luiz, 36, que estava no coletivo e também precisou de atendimento médico.

Repercussão

O caso atraiu a atenção da imprensa internacional, que relembrou as oito mortes de operários das obras para a Copa do Mundo e a partida marcada para terça-feira para as semifinais do torneio.

O prefeito Márcio Lacerda (PSB) manifestou tristeza, mas disse que "acidentes como esses acontecem".

"Certamente vão descobrir algum erro de engenharia. Mas isso não é importante agora", disse o prefeito, ressaltando que a hora é de prestar solidariedade às vítimas.

A construtora Cowan, responsável pela obra, emitiu nota dizendo que "lamenta profundamente o ocorrido e não está medindo esforços para oferecer o apoio necessário às vítimas e aos familiares".

Em sua conta no Twitter, a presidente Dilma Rousseff também manifestou solidariedade às vítimas. (Com BBC e Estadão Conteúdo)

Cotidiano