Topo

Paraíba reconhece vaquejada como esporte e é alvo de críticas

Aliny Gama

Do UOL, em Maceió

2015-01-23T17:56:42

23/01/2015 17h56

A vaquejada foi reconhecida como modalidade esportiva na Paraíba com a aprovação do projeto de lei nº 10.428, de autoria do deputado estadual Doda de Tião (PTB) na terça-feira (20) e publicação da nova legislação no "Diário Oficial do Estado" na quarta-feira (21). Para valer, a lei ainda precisa ser sancionada pelo Executivo, que ainda não se manifestou sobre o assunto.

A aprovação do projeto foi criticada por defensores dos animais, que prometem realizar uma série de protestos na semana que vem em João Pessoa. A ONG Amigo Bicho, que atua em defesa dos animais em João Pessoa, já sinalizou que vai ingressar com uma Adin (ação direta de inconstitucionalidade).

O deputado recebeu críticas pelo Facebook.

“Como é possível que em pleno século 21 alguém possa aprovar uma atitude primitiva e violenta dessas em lei.?!”, disse Bianca Lima.

“Esporte é algo onde os participantes envolvidos praticam por prazer. Vaquejada é uma aberração, um crime! Cultura local tem que ser respeitada, mas é vergonhoso a tortura seguir sendo aceita em pleno século 21”, disse Beatriz Feccia.

Doda de Tião justificou seu projeto afirmando que a "vaquejada é uma atividade cultural" realizada há décadas no Estado e com o passar dos anos se profissionalizou, gerando emprego e renda.

"A vaquejada está inserida na cultura nordestina, bem como a movimentação financeira com emprego e renda a que envolve a atividade, encaminhamos esse projeto de lei que nos honrou com a aprovação por parte dos meus colegas deputados paraibanos que votaram no nosso projeto", disse o deputado.

A lei

Com a aprovação do projeto, organizadores das vaquejadas poderão realizar torneios oficiais e receberem patrocínio com dinheiro público, obtidos por municípios, Estado e União.

Doda de Tião faz parte da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Assembleia Legislativa da Paraíba. Ele não fa

Como é a vaquejada

A vaquejada é uma disputa em que dois homens com cavalos encurralam um boi jovem em uma arena, composta por duas faixas. O objetivo da dupla é derrubar o boi antes da linha e obter pontos no torneio.

Para isso, um dos vaqueiros segura violentamente o boi pela cauda e tenta derrubá-lo antes da linha.

Na tentativa de derrubar o animal, o boi tem muitas vezes o rabo arrancado e ainda sofre fraturas na queda.

Antes do animal ser colocado na arena, ele fica em currais. Na fila de entrada, o animal é submetido a uma sessão de tortura para perder a agilidade e facilitar a derrubada.

São dados choques e surras para em seguida soltá-lo. A arena possui arquibancadas e camarotes, onde o público assiste às competições e depois participam de shows musicais.

Mais Cotidiano