Condenado por matar Eliza Samudio, Bola tem churrasco e cerveja na prisão

Carlos Eduardo Cherem

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

  • TV Record Minas

    O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola (de camisa escura, em pé), em churrasco na Casa de Custódia

    O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola (de camisa escura, em pé), em churrasco na Casa de Custódia

O ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, foi flagrado participando de um churrasco com cerveja com outros presos na Casa de Custódia da Polícia Civil de Minas Gerais, no Horto, zona leste de Belo Horizonte. Ele foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato da ex-modelo Eliza Samudio, ex-namorada do ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes.

As imagens mostram carne sendo assada, cerveja, bebida destilada e aparelho de celular na cela da unidade prisional, em data não identificada.  Na Casa de Custódia cumprem penas ex-policiais civis condenados pela Justiça.

A Polícia Civil informou nesta terça-feira (23) que as imagens serão analisadas para "atestar a sua veracidade". Se foor constatado que são verdadeiras, a instituição vai instaurar dois procedimentos administrativos de investigação - como uma sindicância para apurar a participação de policiais e agentes penitenciários no caso.

Essa sindicância terá a incumbência de identificar quem permitiu a entrada das bebidas, comidas e aparelhos eletrônicos na Casa de Custódia. Os responsáveis podem ser punidos administrativa e penalmente. Os presos que participaram do churrasco também podem ser penalizados com a regressão da pena, informou a Polícia Civil.

A reportagem do UOL não localizou os advogados de Bola para comentar o assunto.

Bola foi transferido para a Casa de Custódia em maio de 2014, após cumprir um período da pena presídio Professor Jason Soares Albergaria, em São Joaquim de Bicas, na região metropolitana da capital mineira.

O ex-goleiro Bruno foi condenado em 2013 a 22 anos e três meses pelo homicídio e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado de seu filho. Os crimes aconteceram em junho de 2010 e o ex-atleta foi apontado como o mandante. Bola foi condenado por homicídio e ocultação de cadáver

O primo do ex-goleiro, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, por sua vez, foi condenado a 15 anos prisão por homicídio, sequestro e cárcere privado.

A ex-namorada de Bruno Fernanda Gomes de Souza foi condenada a cinco anos de prisão em regime aberto pelo crime de sequestro e cárcere privado.

Relembre outras festas na cadeia

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos