Sete municípios pedem decretação de situação de emergência em São Paulo

Marli Moreira

Da Agência Brasil, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter

    Neste domingo (13), bombeiros continuavam buscas por cinco desaparecidos em Mairiporã

    Neste domingo (13), bombeiros continuavam buscas por cinco desaparecidos em Mairiporã

A Defesa Civil de São Paulo informou nesta segunda-feira (14) que o governo do Estado está analisando sete pedidos para decretação de situação de emergência nos municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Mairiporã, Caieiras, Santa Isabel, Tatuí e Itatiba.

Até o momento, Mariporã, cidade situada ao norte da Grande São Paulo, contabiliza o maior número de óbitos em decorrências das chuvas da última semana na região. O município fica distante cerca de 31 quilômetros do centro da capital paulista e registrou dez mortes, sendo seis de uma mesma família, todos moradores de três imóveis soterrados no bairro Parque Náutico. Durante o temporal, 12 pessoas ficaram feridas, mas o estado de saúde delas não foi informado.

Nesse município, 133 imóveis permanecem interditados e nove famílias, num total de 36 pessoas, estão desabrigadas. Mais 532 continuam desalojadas. Aos que não tem para onde ir, a prefeitura disponibilizou acomodação no Ginásio Municipal de Esportes Florêncio Pereira, que fica na Estrada do Rio Acima, 400, Vila Sabesp. Os moradores, em sua maioria residentes em área rural, enfrentam dificuldades para sair de casa porque há 80 vias interditadas e mais de 1.000 áreas de deslizamento.

Dados divulgados no início da tarde pela Defesa Civil mostram que o total de mortos em consequência das fortes chuvas entre a noite da última quinta-feira (10) e a madrugada de sexta-feira (11), na região metropolitana de São Paulo totaliza 25 e não 26 como chegou a ser informado anteriormente.

Na contagem anterior, duas das vítimas fatais tinham sido registradas em Itatiba, na região de Campinas, mas, conforme a Defesa Civil, após a conclusão da autópsia, o IML (Instituto Médico Legal), constatou que uma das mortes não teve relação com o temporal. O balanço atualizado indica que as enchentes e deslizamentos deixaram 24 feridos, 3003 desalojados e 1061 desabrigados.

Em Guarulhos, no leste da Grande São Paulo, foi registrado um morto e uma pessoa permanece desaparecida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos